Pôr a culpa no outro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Eu não fiz isso!

Cquote1.png Oscar Wilde me mandou fazer isso! Cquote2.png
Noel Coward sobre pôr a culpa no outro
Cquote1.png Eu num fei de nada! Cquote2.png
Lula, pondo a culpa no outro

Assim como uma bomba relógio, a culpa deve ser passada o mais rápido possível para outra pessoa. Consequentemente, culpar alguém é a ação direita e apropriada de atribuir a sua culpa a outro. Assim, você pode relaxar e continuar com o seu futebolzinho. O ato de culpar é um comportamento básico do ser humano, algo muito errado, que você rapidamente aponta no outro, não é mesmo? Sim, como sempre.

O jogo da culpa[editar]

O ato de culpar é quase sempre observado desde a infância. Faz parte essencial do progresso humano, e acreditar nisso te ajuda a dormir mais tranquilo. Assim que aprendeu a falar, uma das primeiras coisas praticadas foi culpar alguém de uma cagada que você fez, e conseguir que esta pessoa que você não gosta fosse punida, enquanto você continuava aprontando. Desta forma, você podia comer mais biscoitos, e desde então, nunca mais deixou de fazer isso.

Mentir está sempre relacionada ao ato de culpar. É claro que é possível jogar a culpa no outro falando a verdade se as palavras forem bem escolhidas. Isto é considerado bem mais inteligente, razão pela qual você não faz isso. Uma vez que tenha conseguido culpar alguém, tem que fazer com que isto pareça plausível, e se há um fundo de verdade, muito menos manipulação será necessária. Pergunta pro Maluf!

Gerenciamento dos fatos[editar]

Organograma simplificado


Algumas Autoridades acham que o fluxo de culpa em uma organização é um dos indicadores mais importantes de sua força e integridade. A teoria do joga pro mané abaixo assume que a culpa flui do topo para a base, então qualquer merda que aconteça numa grande empresa irá passar desde o presidente até chegar no estagiário encarregado de suprir o estoque de lápis. Então ele culpa a mãe, que por sua vez culpa o governo, que culpa os "aloprados", que culpam a sociedade, que culpa as grandes empresas, que culpa a corporação citada acima, e tudo começa outra vez, como uma grande máquina de lavar presa num eterno ciclo de rotação.


Obviamente, a culpa não tem para onde escoar, então as corporações simplesmente permitem que a teoria absorva que a vergonha que certamente seria sua. Grandes empresas e repartições públicas se utilizam de técnicas de gerenciamento como "Blame-storming", reuniões que visam passar a encrenca para outras empresas.


Renúncia de cargo público pode ser uma forma comum de aceitar a culpa, embora só wankers fariam isso. Se você quer manter o seu emprego, não deixe que ninguém saiba a babaquice que fez.


Você não fez isso, fez? Muito bem...

Tirando o seu da reta: Culpando pessoas[editar]

Aquele cara ali, o de barba, o ser onipotente com o papo de amor universal, não... não esse... SIM...ESSE! ELE me disse pra fazer isso!

Aprender a culpar de forma convincente leva anos de treino. Os novatos tendem a se focar em assuntos mais fáceis, como outros indivíduos, como por exemplo:

  • Seus pais. Eles não te amavam, aqueles desgraçados. Agora olha pra você, cresceu e virou um zero à esquerda! Não é de admirar que você não tenha emprego, ou tem um, mas desvia os impostos pra aumentar seu patrimônio, ou simplesmente governa o país com a cabeça cheia de birita e quando a coisa aperta, diz que não sabe de nada. Não se preocupe, a gente entende.
  • Irmã(o) mais nova(o). A menos que os seus pais tenham visto o contrário, a culpa de o vaso preferido da sua mãe ter quebrado sempre cai pro caçula. Parece covarde, mas se tratando do seu irmãozinho mala, você tem que fazer isto para mantê-lo na linha.
  • Irmã(o) mais velha(o). Claro, não foi você que começou a briga. Se chiarem por causa disso, jogue na cara deles que eles vivem culpando você das coisas que aprontaram.
  • Colega de trabalho. Não se acanhe em culpá-lo. Seu chefe vai acreditar no que vier primeiro, então quanto mais rápido você contar a ele que o projeto miou porque o seu colega pisou na bola, fica menos provável que você seja despedido. Com certeza, seu colega pode acabar sendo chutado, mas não tem como ajudá-lo, afinal, vocês não estão na mesma situação, certo? Por outro lado, se você for o chefe, é só jogar a culpa num subordinado...
  • Davila! Se você não a conhece não tem problema! Assim como o Murphy é aclamado quando algo de errado acontece. A Davila é culpada por qualquer coisa que acontece. Se você não tem irmãos, amigos, pais, braços, pernas,... Culpe a Davila!

Tirando o seu da reta Parte 2: Culpando os bichos[editar]

Na maioria das famílias, o cachorro é quem mais se ferra. Especialmente se alguém da família solta um daqueles silenciosos, quando todos estão na sala assistindo o Big Brother. Seja por desespero ou simples preguiça, a esperança é de que desta vez a bufa não saia com aquele cheiro de ovo cozido podre. Mas não acontece desse jeito, e as outras pessoas da família logo vão notar. Todos começam a se acusar, e o cachorro vai ficando preocupado... Agora é fácil. Apenas comente algo sobre mandar o maldito animal ir deitar de uma vez por todas. Ninguém nunca vai saber que foi, e muito menos ligar pra isso.


Outras formas de incriminar seu cachorro incluem: "o cachorro comeu a minha lição de casa", "o chachorro que estava cavando no quintal" e "foi o cachorro que fez esse estrago na grama". A melhor parte é que, diferente daquele seu irmão traíra, o Lulu não vai te desmentir, enquanto você o leva ao veterinário para uma castração.

Tirando o seu da reta Intermediário: Culpando determinados grupos[editar]

Jogadores mais exeprientes no jogo da culpa Game já aprenderam a acusar grupos inteiros de indivíduos. Evoluir de culpar a irmãzinha até centenas de milhões de pessoas de uma vez pode ser difícil. Se focar em grupos de pessoas que ninguém gosta ou que tradicionalmente já carregam uma grande parecela de culpa, ajuda. Encontre pessoas que pensem como você e elejam um grupo em particular como objeto da culpa. Grupos "culpáveis" incluem:

  • Grandes Corporações. Responsáveis pela pobreza no terceiro mundo, injustiça social, e pela morte de milhões de adoráveis gatinhos.
  • Os outros partidos políticos. São culpados pela terrível situação do país/da economia/do mundo/sua incapacidade de perder aqueles quilinhos a mais. Obs: É mais difícil pôr a culpa quando o seu partido já está no poder... mas não quer dizer que você não possa tentar. Como você ahca qua a oposição bagunçou tanto o país sem necessariamente estar no Congresso, no Planalto, ou na suprema corte?
  • Outras raças e etnias. Crime? Queda na economia? Aqueles quadros horríveis do Zorra Total? Pode apostar, tudo isso é culpa daqueles Negros/Brancos/Japas/Paraíbas/Índios/Paraguaios. Esse tipo de colocação de culpa foi inventado por aqueles judeus safados.
  • Gays. Gays são culpados pelas altas taxas de divórcio, pelo declínio da moralidade, pela terrível onda de calor, pelo tempo úmido, pela criação e popularidade dos emos, por terem cancelado o Futurama, e por seu cu arder toda vez que você acorda sem se lembrar da noite anterior.

Tirando o seu da reta Avançado: Culpando o sistema[editar]

Ele sequer queria se tornar presidente...!

ATENÇÃO: Este método é recomendado apenas para usuários avançados.

  • Sociedade. Bêbado? Jogado na sarjeta coberto da própria imundície?? Querendo acreditar que ainda tem estômago pra aguentar mais quatro doses? De quem é a culpa agora? sua? Não... Isto não é resultado direto de suas escolhas. Isto é culpa da sociedade. Assiste "os Miseráveis" (Les Miserables).
  • Parentesco. Pense nisto: Algumas pessoas dizem que tudo é genético. Veja, de quem você puxou tudo? Com certeza, do pai e da mãe. Claro, outras pessoas dizem que não é de nascença. De quem é a responsabilidade? do pai e da mãe de novo. Se a discussão é problema de natureza vs educação, com 50% pra cada, aí está a culpa. Você precisa pensar com muito cuidado quando for escolher o carro, pai.
  • Governo. Você paga impostos, tudo não deveria funcionar na mais perfeita ordem? Se não funciona, é culpa do governo.
  • Deus. Esse é o curinga, o Ás do jogo da culpa, a Opção Nuclear (se você for religioso, de qualquer forma). Aprenda e repita as frases "Ato de Deus" e "Vontade de Deus" toda vez que suas ações resultarem em consequências negativas. Atos inexplicáveis de Deus incluem ataques terroristas premeditados por mentes geniais, catástrofes naturais preditos pelos cientistas e o lançamento do filme "Showgirls".
  • Darwinismo. A carta na manga dos ateus. Somos todos apenas animais, então de onde nossa biologia vem? Da seleção natural. Só dormir com a mulher do vizinho não ajuda; a evolução favorece aqueles que transam com o máximo de parceiros possíveis. Milhões de anos se adaptando para conseguir mais nutrientes possíveis, me obrigam a a automaticamente pegar o sorvete maior e dar o menor pra você.
  • Aquecimento Global. Essa é a nova moda no jogo da culpa, usada principalmente por ambientalistas, se o clima está ruim, a casa daquele seu vizinho chato pegou fogo, a bolsa de valores caiu, você chegou atrasado no trabalho, não tem sorvete de baunilha, tudo é culpa do aquecimento global, afinal de contas o clima influencia em tudo. não é verdade?

Ver também[editar]