Pacto de Varsóvia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Pacto de Varsóvia foi uma festinha que aconteceu na cidade de Varsóvia entre líderes de inúmeras democracias populares, que definitivamente varou a madrugada, talvez na primeira rave soviética, numa festa para comemorar a união da vodka russa com a polonesa, e já chapados, os líderes soviéticos e de todos países comunistas presentes na festa decidiram criar uma aliança destinada a pegar umas tchecas, que já naquela época, 1955, tinha as melhores prostitutas do mundo.

Precedentes[editar]

Olhando assim, até pareciam equipados e preparados.

Varsóvia era o nome da bisavó de Hitler, que esteve ocupada durante toda a Segunda Guerra Mundial fazendo tricô, e não percebeu que o seu bisneto esteve brincando de tirano. Até o dia que uma bomba explodiu a casa dela (não que ela tenha se importado, já que a cozinha ficou inteira), embora o problema é que era o dia da sopa, e o seu bisneto tinha que ir tomar sopinha na casa dela como sua bisavó sempre dizia: "Você pode até ser um racista preconceituoso e líder de uma revolução, mas, você não pode faltar o dia da sopa". Mas naquele dia o idiota se atrasou um pouco, e ela resolveu acabar com essa brincadeirinha de guerra, a Varsóvia se vestiu de vermelho, se uniu aos soviéticos e entregou todos segredos de Hitler que viria fatalmente a perder a guerra por causa disso.

Desde então a casa da Senhora Varsóvia, em Varsóvia, se tornou um importante ponto de encontro de comunistas.

Participantes[editar]

União Soviética e seus escravos:

O pacto[editar]

Foi um aperto de mão com cuspe entre pseudo-governantes, governantes fantoches e Stalin (o único que era realmente dono de todos lá presentes). Depois eles colocam suas assinaturas em uma folha de papel com coisas escritas em alfabeto cirílico, e pronto, estava firmado o pacto.

Objetivos[editar]

O único objetivo do pacto era desenhar uma foice e martelo nas bandeiras e brasões dos países reunidos, mas com o tempo os governantes envolvidos passaram a ver no Pacto uma maneira de tornar o mundo cada vez mais russo, sem que as pessoas percebessem.

O pacto também foi responsável por grandes intervenções no mundo atual, como a Muralha dos Andes, a Milésima Maravilha do Mundo Atual e Pirituba.

Ver também[editar]