Padre Paraíso

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Padre Paraíso, Paraíso de padres, Paraíso dos padres ou Carolalânidia é mais um cafezal caipira com nome bizarro no vale do Jequitinhonha.

História[editar]

Este carro é a ironia da cidade. Primeiro pois é um carro bem Gay e segundo porque está escrito "Padre Paraíso" nele.

A história pouco importa. Quem vai querer ler a história de um cafezal de 20 metros quadrados? Mas enfim, já que é o que dá pra aproveitar da cidade...

Tudo começou quando, para mostrar a sua fé, o Padre Agostinho começou a esculpir uma igreja com as próprias unhas, ele já tinha feito isso antes para se salvar de uma Anta assassina que cuspia fogo quando estava em uma missão religiosa para implantar caipiras no Norte do país.. No fim, um bandeirante o salvou mas ele continuou esculpindo.

Após 30 anos esculpindo uma gloriosa igreja, feita de palmito ele admira sua criação e cai morto no chão após ver que a feito torta. Seja como for, pela falta de igrejas na região os caipiras começam a rezar ali mesmo. Padre Agostinho comia um pouco do palmito para manter-se em pé, reza a lenda, e talvez por isso a igreja tenha ficado torta.

Certa vez, um líder da comunidade decidiu pintar a igreja de Rosa (que combinava com a cidade) e levar a igreja para o topo de um morro que tinha, decidiram construir outra idêntica e usar todo aquele palmito para comer na inauguração da cidade que seria na segunda.

No fim, a igreja hoje é o principal ponto de encontro de carolas de Padre Paraíso.

Nome[editar]

Padre Paraíso recebeu esse nome por falta de criatividade mesmo. Talvez porque na época todos achassem caretas nomes melhores e então davam nomes do nível "Cacete, que nome mais feio! Imagine só a cidade" e foi justamente por isso que a economia/turismo/cidade de Padre Paraíso está falida.

Apesar de que só de ficar no Vale do Jequitinhonha devia ajudar em algo na falência da cidade.

Município[editar]

Padre Paraíso é o típico município caipira-bebum-carola. Há as três classes essenciais de cidade pequena: caipira, carola e playboy.

A cidade tem 40 metros quadrados, algo muito bom para uma cidade com esse nome, não possui turistas desde que recebeu esse nome, nem mesmo os carolas de outras cidades, nunca recebeu uma banda, não possui eventos de verdade, os bêbados reclamam pois não tem cachaça de qualidade por lá, a praça é lugar de playboys e de gente que finge saber de política.

A única vantagem que Padre Paraíso tem das demais cidades vizinhas é que há a comprovação de que há pelo menos uma pessoa que sabe escrever no município, e ele foi o ganhador do "Soletrando" 2008 do Caldeirão do Huck.

Por ser uma celebridade e o maior gênio do município, o guri ganhou o título de prefeito da cidade, o título de cidadão ilustre, se reelegerá como prefeito ano que vem, vai ganhar uma estátua, ganhou uma medalha e também a chave da cidade, que não é aquelas chaves gigantes como todo mundo pensa. Seja como for, ninguém se lembra mesmo assim que alguém sabe escrever lá.

Cquote1.png O campeão do soletrando! Vem me ajudar aqui! Eu não sei escrever o nome da cidade nessa placa da tua estátua! Cquote2.png
Pedreiro de Padre Paraíso