Paisagem Cultural de Wachau

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Maria antonieta new version.jpg IOD-LEI-HI-HIII...

Este artigo é da ÁUSTRIA! Ele fala alemão e pensa como alemão, mas NÃO É ALEMÃO! O autor dança valsa, bebe Red Bull, pratica esqui alpino e é fã do Niki Lauda, além de visitar Viena todos os dias. Se você vandalizar, Arnold Schwarzenegger vai voltar...

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


A Paisagem Cultural de Wachau (ou só Wachau para os que tem preguiça de falar/escrever o nome inteiro) é um vale austríaco onde a paisagem tem alta visibilidade. De Wachau, dá para se ver um turista gringo sendo assaltado no Brasil, uma tsunami acontecer na Ásia, marcianos planejando um ataque à Terra, Carl Jhonson espancando uma velhinha no GTA, Sua namorada se divertindo com o visinho, etc.

A prisão luxuosa de Wachau.

Tudo isso sem a ajudade truques mágicos ou aparelhos tecnológicos. Por lá passa o Rio Danúbio, que alaga as partes baixas, sobrando apenas os picos montanhosos com alto risco de deslizamento para a população local viver. Apesar de ficar entre duas cidades, dentro de Wachau não existem cidades, apenas um matagal e alguns castelos e casas abandonadas uma vez ou outra. Isso quando estes não estão encobertos pelo mato.

História[editar]

O vale está localizado na Baixa Áustria, que fica em baixo da Alta Áustria, que prefere ficar em cima. A região da Paisagem Cultural da Wachau foi ocupada desde a Pré-História, quando os hominídeos por motivos desconhecidos foram morar por lá. Mas os historiadores não se importam com isso, pois eles ignoram esse fato, já que os homens das cavernas não fizeram grandes realizações por lá, ou pelo menos algo interessante.

Os austríacos usaram esse vale como prisão. Ele era cercado de um lado pelo Rio Danúbio, que de tão poluído, impossibilitava a fuga de presos pela natação, já que quando eles alcançavam a "água", morriam deteriorados pela água ácida. Do outro lado, havia um monte de montanhas altas, sendo que na época não existia equipamentos de segurança para alpinismo. Os presos não tinham outra saída a não ser rezar para que eles não sejam mortos pelos "companheiros" de cela.

Fatos desinteressantes[editar]

O prisioneiro mais famoso, tirando um Joaõ ou um José, foi um rei inglês, acusado de tentar dominar a Áustria. Como ele era um rei, não ficou preso numa cela comum, onde havia mais ratos e corpos do que presos. Ele ficou num castelo luxuoso com serviço cinco estrelas, senão os ingleses se revoltariam e ferravam com a Áustria. No período em que ficou preso, o tal rei tentou realizar seu maior senho, que era se tornar um músico de sucesso.

No tempo ocioso, ele escrevia canções. Ele conseguiu escrever uma canção, cantá-la e enviar secretamente um clipe para a gravadora local. Ele fez sucesso e ganhou muito dinheiro, podendo comprar a liberdade de volta. Isso foi a únia coisa famosa que aconteceu em Wachau. Hije a região disputa a patente do nome Wachau com uma cidade americana, que copiou esse nome e o usa indevidamente para se referir a si própria.