Palácio de Potala

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Pastel chines original.jpg Pastel de flango, né?

Este altigo foi fablicado na China e pode queblar a qualquer momento. O autor plovavelmente luta Kung Fu e tem uma pastelalia. Não estlague este altigo, pois Jackie Chan está de olho.


Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


O Palácio de Potala é o humilde lar de Dalai Lama em Lassa no Tibet. <ironia on> Seguindo todos os preceitos do hinduísmo, o palácio se mostra humilde e todo o valor que poderia ser gasto em força de trabalho e suntousas pilastras foi convertido em esmola para o povo miserável. <ironia off>

História[editar]

O Palácio de Potala foi construído sob ordens do Primeiro Dalai Lama com o objeto de servir de base impenetrável contra as invasões daqueles loucos budistas (aka chineses comunistas de mercado).

Perdido em algum lugar no Himalaia, o Palácio está próximo a fronteira da Índia, mas aquele país não está preocupado com essas montanhas.

Esse palácio surge nos contos de Yue Ying, quando Sun Shang Xiang combate o exército liderado pelo demente Wei Yan, quando aparece Zhang Fei procurando comida para sua pança, mas o Mestre Yoda (aka Décimo Quinto Dalai Lama) consegue repelir a invasão

Palácio[editar]

O Palácio foi construído em um morro há 7.000 metros de altitude acima do nível do mar, é considerada difícil de invadir até por Hattori Hanzō. O Palácio é dividido em duas partes: O Palácio Branco e o Palácio Escancarado. Em um estão as virgens, e em outro estão as prostitutas de vasta experiência.

O Palácio Branco[editar]

O Palácio de Potala.

O Palácio Branco é como se fosse a Capela Sistina misturada com Basílica de São Pedro versão hinduísta shaolin.

O Palácio Encarnado[editar]

Um ambiente tedioso e silencioso, é um local mais popular que o Palácio Branco, aonde carecas faixa preta em karatê meditam o dia todo e treinam a sua técnica de matar inimigos com o poder Jedi da mente.

  • A Grande Galeria Oeste - Um ambiente lotado de artes e obras raríssimas de valor sagrado inestimável, protegido contra o exército chinês com um grupo de 100 clones do Bruce Lee.
  • A Capela do Santo - A capela mais sagrada do Tibet, venera a Deusa Shiva com mulheres dançando "Hare Krishna" o dia inteiro.
  • Porra Nenhuma - É o que mais tem lá.
  • Capela do Norte - Uma capela que venera a Deusa do Kama Sutra Avalokiteshvara.
  • Capela do Sul - Capela que venera o Deus asteca Padmasambhava.
  • Capela do Este - Outra Capela...
  • Capela do Oeste - Mais uma capela...
  • Capela do Sudeste - Outra capela...
  • Capela de Noroeste - Só tem capela nesse lugar...
  • Outras Aproximadamente 500 capelas - Porque parece que a única coisa que esses tibetanos sabem fazer é orar.
  • A Primeira Galeria - Outra galeria com mais obras raríssimas de valor sagrado inimaginável.
  • A Segunda Galeria - Outra galeria de arquitetura refinada e vasos de porcelana milenares de valor cultural exorbitável.
  • A Terceira Galeria - Outra galeria lá...
  • Outras Aproximadamente 400 Galerias - Parece que ficar construíndo objetos e arquiteturas de valor religioso incalculável é rotina no Palácio de Potala...
  • A Sepultura do Décimo Terceiro Dalai Lama - Em túmulo de porcelana, aqui jaz o corpo do Décimo Terceiro Dalai Lama, derrotado por Mao Tse Tung durante a Invasão Fantasma de 1940.

Ver Também[editar]