Palazzo Medici Riccardi

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Palazzo Medici Riccardi de madrugada reúne pichadores e cheiradores de farinha.

Palazzo Medici Riccardi é mais um desses prédios de Florença construídos sob ordens do Poderoso Chefão versão florentina Cosme de Médici.

Arquitetura[editar]

A verdade é que esse palácio é feioso, mas como fica em Florença e é do século XIV, ninguém discute e até elogia.

O palácio é reconhecido por suas paredes exteriores mal feitas que tudo mundo finge ser belo e arrojado, os três níveis do prédio exibem um visual comum que os florentinos inflam em valorizar um pequeno acabamento ou uma janela que até pode ser bonita, mas é ruim de abrir. O térreo é marcado por pedras salientes e muitos vãos que acumulam a sujeira e inúmeros pedaços de chicletes, as paredes do segundo andar está melhor feita, mas somente as paredes do terceiro andar estão devidamente polidas, o que demonstra que o edifício foi inconcluído.

O interior é desconfortável como qualquer casa que seja feita de pedra. O grande destaque é o famoso afresco Capela dos Magos que na realidade nem é tão famoso assim, duvido que você conheça essa pintura.

Há ainda um pequeno jardim central, mas que representa bem o estilo quatrocentista dos palácios florentinos, que sempre buscavam reservar um espaço para o plantio de papoulas, flor que é até símbolo da cidade.

História[editar]

Os Médici

Cosme de Médici foi quem pediu um projeto a Brunelleschi para construir um apartamento triplex no centro de Florença num dos principais cruzamentos da cidade, mas como o projeto exibido foi muito gay, Brunelleschi foi rejeitado e demitido, mesmo ele explicando que a fachada cheia de curvas era uma inspiração em Oscar Niemeyer.

O substituto Michelozzo projetou um palácio cúbico, em pedra, coisa de macho, sabe como são os gays enrustidos, sempre querendo disfarçar, e assim Cosme de Médici se viu satisfeito.

O Palazzo Médici foi transformada em escola onde se formou nerds da geração artística florentina: Leonardo da Vinci, Raffaello, Michelangelo e muitos outros mestre. Os jovens artistas estudaram ali geometria, gramática, informática e muitas outras coisas que apenas nerds podem suportar.

Anos depois, em 1492, o Palazzo de Medici foi saqueado por thiefs fanáticos religiosos que jogaram várias riquezas da família Médici no Rio Arno como protesto à vida pagã promovida pela família que teria aberto um show de cabaré no palácio alguns dias antes.

Os Riccardi

Afresco O Cerco ao Castelo da Bela e a Fera, um dos mais famosos do interior do Palácio.

Com a falência dos Médici o Palácio foi vendido para a família Riccardi em 1659 pela soma de quarenta mil gold money.

Os Ricarddi foram responsáveis por inúmeras reformas, incluindo a construção de dois novos banheiros com bidê, pois a péssima comida de Florença constantemente deixava o excêntrico Riccardi com caganeira braba, o que fazia presença de um bidê acessível em qualquer andar.

Casa Lorena

No ano de 1810 como a família Riccardi estava falindo, foram forçados a vender o palácio para a Casa de Mercadores Lorena. A Família Lorena abriu o palácio para visitação pública para faturar uma grana e ainda expor a vida dos Riccardi e dos Médici, burgueses extremamente odiados.