Palmas Futebol e Regatas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Palmas Futebol e Regatas
Escudo do Palmas.png
Brasão
Hino Garçom - Reginaldo Rossi
Nome Oficial Aplausos Futebol e Derrota
Origem link={{{3}}} TocantinsTocantins - Aplausos
Apelidos Jegue, Sol; Time Ruim; Tricolor do Desertão
Torcedores {{{torcedores}}}
Torcidas {{{torcidas}}}
Fatos Inúteis
Mascote Caveira de um Boi
Torcedor Ilustre Zezé di Camargo
Estádio Buracão
Capacidade 12 mil caipiras
Sede Em alguma rotatória em Palmas
Presidente General Custer
Coisas do Time
Treinador bandidos do deserto
Pior Jogador Nuvola apps core.png Aquele boi no gol
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Hã?
Patrocinador Um monte de supermercados e bancos tocantinenses
Time
Material Esportivo associação das senhoras tecelãs
Liga Campeonato Brasileiro
Divisão Série D e olhe lá
Títulos {{{títulos}}}
Ranking Nacional
Uniformes Boca Juniors camisa.jpg
Patrocinio-logos.jpg



Cquote1.png Tá vai!! Seja feliz! Cquote2.png
CBF liberando a participação de Palmas na série D

Palmas Futebol e Regatas é um pseudo-clube futebolístico do estado isolado da humanidade de Tocantins, é o primeiro time da capital tocantinense a mais vezes ir jogar em Brasília e perder. Houve recentemente uma grande festa na sede do clube, quando o time atingiu a grande marca de 1000 gols sofridos

O Palmas é atualmente o segundo maior representante do futebol tocantinense, estado famoso pelo amadorismo e derrotas por goleada, o Palmas são essas características em si. Eliminações vexaminosas, o time é um exemplo do espírito esportivo, mostrando para todos que o Importante é Competir imortalizado em um grito de guerra.

O time do Palmas fica revesando com outros times ruins do estado, o Araguaína e o Tocantinópolis, quem vai estar perdendo na série C e Copa do Brasil do ano, para decidir isso, esses 3 times disputam uma pequena triangular, que eles chamam de Campeonato Tocantinense Amador de Futebol.

Fundação e História[editar]

Uma charge do Toinho Arreta, o maior craque da história do Palmas.

O time foi fundado no dia 31 de Janeiro de 1997 quando um grupo de churrasqueiros bêbados após uma festa fez uma "vaquinha" e compraram um time amador local, a Sociedade Esportiva Caneladas que era um time de boias-frias. Para disfarçar que o time dava caneladas, os tiozões mudaram o nome do clube para Aplausos Futebol Clube e lá para 2000, quando começou a jogar futebol na Série Z do Campeonato Brasileiro, o time muda o nome para Palmas Futebol e Regatas (Regatas porque o time freqüentemente vai treinar no Rio Tocantins pescar o almoço do dia, já que o alimento não é previsto no contrato dos patrocinadores).

Os jogos do Palmas são a terceira maior atração do povão de Palmas, ficando atrás apenas dos arraiá e das inaugurações de Centers Park.

Durante a breve história do Palmas, o time já tem dois rivais declarados no cartório, que são o Interporto maior rival local e o Gama maior rival internacional. O Palmas tem retrospecto negativo com todos seus rivais.

As grandes características do time é ter um grupo sempre unido, sempre batendo palmas, a torcida também aplaude bastante. E além da grande união e incentivo constante, as grandes forças do Palmas, o time é ainda conhecido em todo o Norte e Centro-Oeste do país por acertar mais as canelas adversárias, do que a bola.

Dream Team 2004[editar]

O Palmas teve um time memorável, o que mais despertou palmas nos torcedores foi o grande Dream Team Palmas de 2004 com vários craques a peso de ouro como Cacique Pena Branca, Chico Bento, Toinho Arreta e a grande contratação do ano, o Boi que veio do Tabajara Futebol Clube. Esse timaço de craques iludiu os torcedores despertando palmas constantes depois de ser campeão tocantinense invicto, fazendo parecer que finalmente o time iria para a sonhada série B, ou mesmo ser campeão da Copa do Brasil, que no ano de 2004 foi disputada apenas pelos times da série C.

A escalação era (note ainda a ofensividade do time):

  • Arreguinho - Goleiro-linha.
  • Arranca-Toco - Volante ofensivo.
  • Frei Marcão - Ponta direita.
  • O padeiro - Meia-ofensivo
  • O pescador - Atacante
  • Coronel Totonho - Segundo atacante
  • Chico Bento - Terceiro atacante
  • Dona Lourdes - Banherista
  • Índio Pena Branca - Atacante 2
  • Jeca Gay - Atacante
  • Boi - Atacante
  • Seu Madruga - Técnico.

Nas Competições[editar]

Time do Palmas durante o Campeonato Tocantinense.

Campeonato Tocantinense Amador[editar]

O Palmas tem excelente desempenho no Campeonato Tocantinense, ganhando alternadamente a competição. De 1997 a 1999, o Palmas ainda era formado por alguns boias-frias e índios que tiveram que trilhar o caminho para a série A do campeonato, ao ganhar a série D (1997) sobre o time dos farofeiros, a série C (1998) sobre o time dos elfos, e a série B (1999) sobre o time dos canibais.

Em 2000, Palmas e o Clube Interporto ganharam de 10 a 0 dos outros 10 times do estado e a regra previa uma final entre os dois times numa melhor de 9 partidas, e o Palmas levou a melhor por 5 a 4.

Em 2001 a final se deu contra o Tocantinópolis do artilheiro Gelo, vindo do futebol islandês, o jogo terminou em 1 a 1 no tempo regulamentar, quando um enxame de abelhas atacou os torcedores do estádio. A torcida e jogadores do Tocantinópolis, pouco acostumada com isso, sofreu com o ataque, já a torcida e jogadores do Palmas, especialistas em palmas, conseguiram se defender bem do ataque das abelhas. Abalados, o Tocantinópolis perdeu o título.

Em 2002 perdeu tudo.

Estádio do Palmas em dia de jogo pelo Campeonato Tocantinense (nem os jogadores comparecem).

Em 2003, Carrapato liderou o time do Palmas para mais um título amador, desta vez, a base do time era formada por índios, com muita raça, compunham a base do futuro Dream Team do Palmas do ano seguinte.

Em 2004 o famoso Dream Tem do Palmas, conquistou o campeonato de forma invicta para ir pagar vexame na série C que foi fundada naquele ano, dando grande importância ao Campeonato Tocantinense.

Em 2005 o time sofre desmanche, perde tudo por W.O. e rebaixa.

Em 2006 recebe apóio do Banco de Tocantins e ganha a série B do campeonato tocantinense em cima do Time dos Bois (Araguaína).

Em 2007 o Palmas vence o campeonato após a desistência dos outros 7 times.

Em 2008 é humilhado pelo emergente Tocantins Futebol Clube, um novo rival à altura de sua ruindade.

Em 2009 toma um sapeca-iá-iá na final e nem a série D disputará em 2010.

Copa do Brasil[editar]

Palmas competindo na Copa do Brasil.

O Palmas possui o Record Tocantinense de eliminação na primeira fase na Copa do Brasil. Sendo que o Palmas é sempre um daqueles times que o pessoal de São Paulo e Rio de Janeiro nunca ouviu falar e vão jogar contra na primeira fase da competição, no final do mundo, eliminando o Palmas na primeira partida ao ganhar pelo placar médio de 8 a 0, e nem dar o gostinho para os jogadores palmenses irem viajar para fora do estado de Tocantins.

Na sua primeira participação em 2001 é eliminado facilmente na primeira fase pelo Gama, na centésima partida oficial do Palmas. Ali o time já havia adquirido rivalidade contra o time calango.

Volta a participar da competição em 2004 com seu famoso Dream Team eliminando tradicionais times do futebol brasileiro em campanha arrasadora. Eliminou o Remo, o Nacional-AM, o Gama e finalmente terminou heroicamente eliminado pelo podre XV de Novembro em duas goleadas na que ficou conhecida como a pior Copa do Brasil da história.

Em 2005 perdeu em casa para o Náutico, mas houve muitas palmas, já que finalmente o time iria jogar pela primeira vez fora da região Norte e Centro-Oeste do país. Em Recife recebeu uma goleada, mas os jogadores estavam felizes pois haviam visto o mar pela primeira vez na vida.

Em 2008 foi goleado por 7 a 0 para o Atlético Mineiro, para você ter uma ideia de como o Palmas é ruim.

Campeonato Brasileiro Série D[editar]

Com a criação da série D em 2009, o Palmas vai sentir saudades da série C. E será o eterno time presente nesta competição amadora com 200 times. Mas por enquanto não teve a competência nem de ir disputar essa competição.

Campeonato Brasileiro Série C[editar]

Exemplo de grandes contratações que o Palmas faz para disputar seriamente a série C.

O Palmas possui o Record Tocantinense de eliminações na primeira fase na série C nas raras vezes que consegue vaga para participar dessa competição nacional.

Em 2003 ficou em sétimo depois que seus adversários desistiram de viajar para a cidade de Palmas (aka fim do mundo) e assim o Palmas foi avançando com vitórias por WO, até perder para o primeiro time que teve coragem de viajar ao estado de Tocantins, na época, ainda uma terra inexplorada e selvagem.

Em 2004 com seu timaço, não passou da décima terceira colocação. Chegou a eliminar times tradicionais dos campeonatos de pelada o Gurupi e o União do Mato Grosso para finalmente ser eliminado pelo Gama que executou a revanche pela eliminação na Copa do Brasil daquele ano.

Em 2008 foi eliminado pelo Águia de Marabá (o que é isso?) ao perder de 3 a 0 e terminar a competição na qüinquagésima posição, e apesar das palmas, continua abaixando cada vez mais a alto-estima dos tocantinenses.

Campeonato Brasileiro Série B[editar]

O grande sonho de qualquer palmense. Só sonho!

Campeonato Brasileiro Série A[editar]

Essa aqui então, nem em sonho do maior fanático patriota de Palmas.

Jogos Antológicos[editar]

Palmas enfrentando o Tabajara FC pelo Campeonato Brasileiro da Série C - WE Ediction.
  • 1997 - Interporto 2 X 1 Palmas - Primeiro jogo oficial do Palmas, o tricolor não teve chances contra a experiente e forte equipe do Interporto. Uma curiosidade sobre esse jogo, é que ambas equipes não tinham chuteiras e jogaram descalços ou de havaianas.

  • 1999 - Time dos Solteiros 4 X 1 Palmas - Um clássico.

  • 2001 - Palmas 1 X 1 Time da Padaria - O forte time dos padeiros foi detido pela eficiente retranca palmense.

  • 2004 - Palmas 0 x 0 Gama - Em casa empatou por 0 a 0 heroicamente após metade do time do Gama alegar sofrer de complicações respiratórias. No Distrito Federal perdeu de 3 a 1 e foi eliminado...

  • 2004 - Palmas 3 X 2 Tabajara Futebol Clube - A primeira vitória do clube em competições oficiais não amadoras, pela série C do Campeonato Brasileiro.

  • 2008 - Palmas 0 x 3 Águia de Marabá - A maior humilhação do Palmas, que foi eliminado por um time que nem existe.

  • 2008 - Palmas 5 X 0 Seleção Brasileira Olímpica - A Seleção Brasileira em preparação para disputar as Olimpíadas, marcou um amistoso contra o Palmas no Maracanã.

Uniforme[editar]

O mascote oficial.

O Palmas possui 3 uniformes, todos parecendo letreiros multicoloridos cheio de patrocinadores. O uniforme número 1 é igual ao do Boca Juniors, o uniforme número 2 são camisas xadrez com alguns remendos, e o uniforme número 3 é deixar os jogadores sem camisa (as vezes com algumas pintura de guerra indígenas).

Mascote[editar]

Durante muito tempo a mascote do time foi a Arara-azul-grande, mas como o animal foi extinto, ele começou a trazer mau-agouro e o mascote foi trocado e hoje é uma Caveira de Boi, o símbolo de Tocantins.

Estádio[editar]

Inauguração do estádio com show de Leandro e Bruno e Marrone.

O Palmas joga no Estádio Estadual Nilton Santos, conhecido popularmente como Buracão, ou mesmo Matão, ou ainda Barrão, é considerado o estádio mais animado do Brasil e nunca faltam palmas. O estádio fica relativamente isolado, em um barranco no meio da selva.

Nas competições nacionais o Palmas sempre usa bem o fator campo e climático fazendo seus adversários sofrerem no calor desértico da cidade. O maior público já registrado foi de 11.000 pessoas, quando a cidade inteira combinou de ir assistir o Palmas perder mais uma, dessa vez para a fraca e nada tradicional equipe do Atlético Mineiro na primeira fase da Copa do Brasil de 2008. O Atlético não duraria muito...

Torcida[editar]

Torcedor sustentando a única taça do Palmas.

O Palmas FR conta com uma fanática torcida de 5 tiozões que formam a Torcida Organizada Comando Tricolor, e também a torcida Garra Tricolor Palmense, que são um monte de bebês que acham que mandam em alguma coisa, pode até ser a maior do estado, mas não passam de 15 membros (15 só no jogo contra o Galo em 2008), são as únicas torcidas desorganizada de todo o Tocantins. Inicialmente chamada de Abutres do Palmas essa torcida tem a ingrata missão de acompanhar e torcer pelo time de Palmas aonde quer que ele for pelos confins do estado de Tocantins.

A torcida do Palmas recebeu um troféu da CBF por ser uma das mais empolgantes do Brasil. mesmo com derrota após derrota, a torcida está sempre batendo palmas e incentivando constantemente o time, mesmo aos 45 minutos do segundo tempo perdendo de 9 a 0, todos ainda estão batendo palmas, isso porque estão entupidos de cachaça, o que justifica a desocupação tamanha de ir ver o jogo do Palmas.

Contra o galo mineiro um fato curioso ocorreu quando o time perdendo de 7 a 0, mas a torcida continuava fazendo ola, palmas para a torcida do Palmas. Depois do jogo alguns membros de torcida organizada entraram em confronto com a TOG

Títulos[editar]

  • Record de derrotas para o Gama.
  • 5 campeonatos amadores tocantinenses.
  • Record de eliminação da Copa do Brasil.
  • Record de derrotas humilhantes para outros times amadores do Tocantins.
  • Record de eliminações relâmpagos na série C.

Ídolos[editar]

Estádio lotado? Só em show de música sertaneja ou festas juninas.
  • Bussunda.
  • Cacique Pena Branca.
  • Eudes.
  • Chico Bento.
  • Velho Chico.
  • Pereba.
  • Romário.
  • Túlio Maravilha.

Ranking da CBF[editar]

  • Posição: ∞º
  • Pontuação: 0,31 pontos

Curiosidades[editar]

O Palmas prova que é time grande já tendo inclusive ganho uma Libertadores (título ainda não reconhecido pela Rede Globo).
  • O goleiro, a cada gol sofrido, bate palmas para sua equipe.
  • O treinador, só sabe bater palmas.
  • O time adversário também bate palmas para o esforço do time palmense.
  • A torcida, bate muitas palmas.

Considerações Final[editar]

Palmas para o Palmas!!