Palmeira das Missões

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Vila Oculta da Erva Cquote2.png
Google sobre Palmeira das Missões


100143277.gif
Dadospalmeira.JPG

Cquote1.png Você quis dizer: Faroeste... Cquote2.png
Google sobre Palmeira das Missões
Cquote1.png Você quis dizer: Terra da erva Cquote2.png
Google sobre Palmeira das Missões
Cquote1.png Você quis dizer: Palmeiras Cquote2.png
Google sobre Palmeira das Missões
Cquote1.png Eu sou de Palmeira, a cidade do Carijo. Cquote2.png
Palmeirense sobre Palmeira das Missões
Cquote1.png Ah, a cidade do Carijo. Cquote2.png
Qualquer outro gaúcho sobre Palmeira das Missões
Cquote1.png Palmeira, não PalmeiraS, porra. Cquote2.png
Palmeirense sobre Palmeira das Missões
Cquote1.png - Essa erva é daquela boa. - Dá pra cá e vamo fecha um... quer dizer vamos fazer um chimarrão. Cquote2.png
Conversa de palmeirenses sobre Erva da boa Mate
Cquote1.png Eu vejo gente morta. Cquote2.png
Maconheiro sobre cemitério de Palmeira das Missões
Cquote1.png Terra da Erva... Cquote2.png
Relatos históricos sobre Palmeira das Missões
Cquote1.png É uma Fumada, Bino! Cquote2.png
Pedro para Bino
Cquote1.png Se foi no Acre que Judas perdeu as botas, foi em Palmeira que ele perdeu as esporas. Cquote2.png
Historiador sobre Palmeira
Cquote1.png A cidade é tipo assim, um faroeste. Cquote2.png
Banda Drive sobre Palmeira das Missões

Palmeira das Missões, mais conhecida como "Terra do Carijo" do que por seu veradeiro nome, é uma cidade do Rio Grande do Sul. Ela não fica perto de São Miguel das Missões (pergunta que qualquer palmeirense já deve ter respondido um dia em sua vida) e é conhecida no Estado e no Brasil pela sua grande produção de Erva da boa Mate.

Origem[editar]

Bandeira da cidade, criada como teste da versão beta do paint.

Bom, a origem da cidade vem de um único coqueiro que existia na beira de uma estrada, que ligava a Região Sul ao resto do Brasil. Como nunca viram um coco, e sempre tinham problemas quando mandavam alguém "catar coco na esquina" (porque eles nunca mais voltavam), resolveram chamá-la de Palmeira, pra não haver enganos.

Muitos viajantes, segundo a lenda, descançavam aos pés do coqueiro da palmeira, e como não era muito cofortável dormir escorado num pau grande, decidiram que era melhor construir casas, que seria mais confortável para descançar (óbvio). Como só havia uma estrada na região, fizeram a cidade em roda dela, e em torno da palmeira, sendo que o primeiro nome da cidade foi Vilinha da Palmeira. O que as Missões tem haver com a cidade até hoje ninguém descobriu.

População[editar]

Coronel, o Cidadão mais conhecido de Palmeira
Maria Alice Vergueiro Típica moradora Palmeirense

Um bando de desocupados e/ou preguiçosos, semi ou totalmente analfabetos, nerds, emos (coisa recente) e noobs (toneladas deles) Um povo amistoso que está sempre disposto a fumar uma erva a formar uma roda de chimarrão com os amigos, as pessoas frequentam por falta de opção as praças da cidade para se reunir e fazer aquilo que as pessoas fazem socialmente, fumar um baseado, transar no banco do carro lá atrás do parque, beber com o cão e o Jeremias até vomitar (e depois beber mais), cheirar gatinhos... dentre outros hábitos sociais muitos vão para o centro da cidade se reunir para ver os jogos de seus times, outros preferem se reunir para um churrasco, jogar um truco ou tudo isso junto.

Alêm de muitas "zonas" onde a prostituição rola solta, os famosos Clubes "Centenário e Guarita" são ponto de encontro para muito sexo, surubas, chapações (muito pó e baseado). Alêm de sexo entra as mais variadas idades, boquetes tambêm é uma grande prática!





O Primeiro Palmeirense[editar]

Carijo de comemoração ao fim da guerra
O túmulo do primeiro palmeirense.

Segundo fatos muito importantes na história deste homem, constata-se que ele foi o primeiro Palmeirense, muito contra sua vontade. Contam os causos que, por volta de 1834, ele era o maior comerciante de erva do estado. Mas o governo brasileiro começou a comprar erva da Argentina e Uruguai, muito contra sua vontade, o que deixou Clínio puto da cara. Ele mandou o império tomar no c%* e começou a Guerra dos Farrapos, muito contra sua vontade. Durante a guerra, ele foi aprimorando o preparo da erva, e depois de 10 anos sem erva, o império brasileiro acabou tendo que ceder, muito contra sua vontade. Agora, com a fórmula da melhor erva e tudo certo com o império, nada podia dar errado mais. Daí ele morreu, muito contra sua vontade.

Economia[editar]

Erva da boa, 100% nativa
Efeito da erva no comércio local.
Rotas Palmeira.jpg

Inicialmente a economia na cidade não existia, pois as pessoas só passavam por ela. Depois de meia dúzia de casas instaladas ao redor do coqueiro da palmeira (uma zona, um boteco, uma drogaria e a casa de seu respectivo dono), resolveram aproveitar o que a cidade tinha de melhor: a erva! O primeiro a se dedicar exclusivamente à produção e beneficiamento da erva foi Clínio dos Santos, o dono da drogaria. A qualidade da erva se espalhou rapidamente pela região e pelo Brasil. A cidade creceu um pouco, todo mundo naquela paz, aquela coisa bonita,galera viajando... Mas daí veio a revolução, e anos sem erva. Ao final da guerra, numa comemoração, resolveram fazer uma grande festa em praça pública, queimando de uma só vez vários quilos de erva. Fizeram uma construção com troncos de árvore, uma armação onde colocaram a erva em cima, e colocavam fogo em baixo... era mó doidera meu! Isso é o que chamam de Carijo. O carijo logo se popularizou pelo estado, e a cidade ficou conhecida como a Capital Nacional da Erva.

Certa feita, durante uma baita carijada, começou a chover. O pessoal, pra não deixar o fogo apagar, tratou de arrumar uma lona, e armaram um barraco para se protejer da chuva. Nessa hora eles perceberam que barracas eram melhores, pois a erva se dispersava menos. E ali ficaram, durante 4 ou 5 dias, bebendo, comendo, transando MUITO com swing e todas as formas possíveis de putaria e proliferação de CORNOS e CORNAS, fumando e cheirando direto. Resolveram repetir a dose no outro ano, convidaram os amigos, e os amigos convidaram mais amigos, e assim, após alguns anos, formou-se a "Cidade de Lona", onde várias pessoas se reunem em seus barracos par aproveitar o que a cidade tem de bom: Bebida, PUTARIA e Erva.


Rotas: As duas melhores maneiras de se chegar a palmeira são: pedir carona para uns hippies numa van colorida, ou entrar num ônibus que está indo pro paraguay.


Domínio[editar]

Como toda cidade que se preze (?) Palmeira das Missões também tem disputas de território, atualmente a cidade é dominada pelo Clã da Vila Oculta da Erva, o clã de ninjas mais perigoso da cidade que é liderado pelo Lord da Erva e outros seguidores, poucas informações sobre esses clãs são acessíveis, as fotos que mostraremos aqui foram encontradas na máquina fotográfica de um fotógrafo que se disfarçou de ninja e tentou se infiltrar no Clã da Vila Oculta da Erva para descobrir seus segredos, ele e sua máquina fotográfica foram encontrados numa vala perto da Ponte do Maragatinho, lugar onde é jogado o lixo da vila Maragatinho e também os corpos de gente que se mete com os clãs ninjas da cidade.

Carijo[editar]

Cidade de Lona. Nessas barracas acontece de tudo que você pode imaginar véio.

Cquote1.png Você quis dizer: Chapação Comunitária Cquote2.png
Google sobre Carijo
Cquote1.png Você quis dizer: PUTARIA Comunitária Cquote2.png
Google sobre Carijo
Certa feita, durante uma baita carijada, começou a chover. O pessoal, pra não deixar o fogo apagar, tratou de arrumar uma lona, e armaram um barraco para se protejer da chuva. Nessa hora eles perceberam que barracas eram melhores, pois a erva se dispersava menos. E ali ficaram, durante 4 ou 5 dias, bebendo, comendo,transando MUITO com swing e todas as formas possíveis de putaria e proliferação de CORNOS e CORNAS, fumando e cheirando direto. Resolveram repetir a dose no outro ano, convidaram os amigos, e os amigos convidaram mais amigos, e assim, após alguns anos, formou-se a "Cidade de Lona", onde várias pessoas se reunem em seus barracos par aproveitar o que a cidade tem de bom: Bebida e Erva. Atulmente, o Carijo se resume a Fumaça ( Churrasco e Erva da boa , camelôs ( 85% do Paraguay e o resto roubado) Barraquinhas de Capeta (drogas só pra maiores) e é claro, muita Erva

Já é símbolo da cidade a frase "depois de 9 meses vem o resultado do carijo", ondem milhares de jovens, mulheres casadas, ninfetas, dão a bunda sem pudor! Alêm de muito boquete com litros de porra em suas bocas, a fudeção come solta, e se o gaitero "ratiar" até o cu dele vai pro "piço"!

Embora algumas lendas digam que Carijo é um festival de música tradicionalista gaúcha, fotos internas do festivais revelam uma verdade bem diferente. O Carijo, na verdade, é apenas uma fachada para reunir celebridades importantes para trabalhar a favor da Google.


Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg