Palmeirina

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Palmeirina é uma cidade situada no interior de Pernambuco. Tem de acordo com o último Censo do IBGE 12 milhões de habitantes. E apesar de não dispor de saneamento básico, o que faz com que as ruas estejam permanentemente cobertas com uma camada de meio metro de merda, é classificada como cidade nível 5 numa escala que vai de 0 a 5 criada pela UNICEF para medir o quanto uma cidade pode ser ruim para se viver.

História[editar]

Palmeirina escondida em algum lugar.

A cidade foi fundada por volta de 1666 por três traficantes de maconha e carros roubados do Paraguai. Os meliantes estavam fugindo de membros gays da Interpol, que os haviam abusado sexualmente depois de uma bebedeira num boteco em Portugal. Acabaram numa vala entre duas serras tão escura e isolada do mundo que eles próprios não conseguiram sair, ficaram por lá mesmo. Cada um dos traficantes vivia em união consensual com uma prostituta tailandesa que encontraram em suas andanças pela Guiana Francesa. Ao chegar nas terras mágicas do lugar onde, por infelicidade e falta de criatividade, ficou conhecido como "Palmeirina", os traficantes tomaram para cada um de si 17 índias como escravas sexuais, e fundaram um povoado com prostitutas e bruxas feiticeiras que chamaram Terra das Beiras. A conhecida Terra das Beiras, ficou muito famosa pela quantidade de pernilongos, e a qualidade da cocaína que era plantada lá.

Terra das Beiras foi uma localidade mágica, onde reinava a paz. Durante o dia os moradores, descendentes de índios velhos e tarados, e raparigas francesas, passavam dormindo e fazendo sexo pelas calçadas. Durante a noite eles se despiam todos e se envolviam em rituais sinistros de macumba e orgias sem fim, que se estendiam por toda a madrugada. Mas veio o capitalismo e tudo mudou... tiveram homens que trabalhar na roça... e mulheres a ter filhos e os espancar durante o dia inteiro.

Geografia[editar]

Ridicularizada, quer dizer, admirada por seus vizinhos, e odiada, desculpe, quero dizer amada por seu moradores, Palmeirina fica ao lado de uma grande plantação de maconha com 150 mil acres de terra, e no meio do belo caminho que conduz a essa maravilhosa instância, tem a famosa cidade de Los Angelim. Apesar do que se pensa, parte da população de graciosos, donzelas ao contrários, e consumidores de canabis, não originou-se especificamente no município. Devido a sua localização, perto do fim do mundo, Palmerina propicia um esconderijo perfeito para aqueles que buscam nem ser incomodados pela polícia. A verdade é que devido ao seu difícil acesso, o sol muitas manhãs se recusa a passar por lá, e o vento esqueceu os caminhos que conduzem a essa cidade há muitos anos.

Política[editar]

Como a maioria das cidades, Palmeirina sofre de um mal chamado corrupção. Em inúmeros anos de existência dessa terra nada nela melhorou. A educação é uma farsa, o sistema público de saúde está em degradação. Mas com as medidas inovadoras que vem sendo tomada, logo a cidade receberá energia elétrica, um fato que coloca o município num estágio de pré-humanização.

Lazer[editar]

As principais atividades exercidas pelos matutos da cidade são cagar, comer feijão, cheirar cola e se masturbar vendo pornô do Japão.