Pandora Heinstein (The Lost Canvas)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Kanako e naru.jpg Este artigo se trata de uma Hentai Girl
Ela é gostosa, mas nón ecziste. Ela participa de algum desenho, jogo ou quadrinhos e sempre tenta ser notada pelo senpai.


1133064800.jpg Pandora Heinstein (The Lost Canvas) se trata de uma mulher malvada.

Ela é a vilã, é má pra cacete, mas mesmo assim você a adora.

Pandora Heinstein

PandoraLostCanvas.jpg

Classificação Serva de Hades
Cavaleiro
Deus a que serve Hades
Armadura Nenhuma
Golpes Trovoada do Mal e Lança Masoquista
Perfil
Nacionalidade Alemã
Local de Treinamento Nenhum
Nascimento Ninguém sabe
Frase Favorita "Larga o meu Hades, sua puta!"


Cquote1.png Você quis dizer: Outra Pandora Heinstein? Cquote2.png
Google sobre Pandora Heinstein (The Lost Canvas)
Cquote1.png Experimente também: Sasha Cquote2.png
Sugestão do Google para Pandora Heinstein (The Lost Canvas)
Cquote1.png Ela abriu a caixa e libertou todos os males do mundo! Cquote2.png
Professor de história sobre Pandora
Cquote1.png Eu tenho medo! Cquote2.png
Regina Duarte sobre Pandora
Cquote1.png Eu não tenho! Cquote2.png
Athena sobre Pandora
Cquote1.png Que nojo, ela me beijou! Cquote2.png
Alone sobre Pandora
Cquote1.png Já pegamos! Cquote2.png
Hypnos e Thanatos sobre Pandora

Apresentação[editar]

A hentai morena de 1743, Pandora Heinstein.

Também conhecida como a puta gostosa que libertou todas as maldades no mundo ao abrir a bendita Caixa de nome homônimo, Pandora Heinstein é uma membro da Família Heinstein (O RLY?), um grupo familiar muito rico e poderoso da Alemanha, sendo provavelmente nazistas por isso, ou não.

Apesar de ser malévola, diabólica, cruel, impiedosa,gostosa,puta,do cu de cacimba,peituda,objeto sexual de todos os espectros,prostituta das trevas,escrava sexual de Hypnos e Thanatos, pedófila e tudo mais, ela ainda é considerada como uma das melhores hentais girl de todo o anime/mangá The Lost Canvas, além de uma total sadomasoquista, mas isso são detalhes.

Ela tem uma participação memorável em todo esse anime, tal qual a sua sucessora, também chamada de Pandora Heinstein. Odeia por completo a irmã de seu senhor Alone, Sasha (ainda mais que descobriu que ela era a própria Athena) e também o namorado melhor amigo de Alone, Tenmae tambem adora o espectro das minhocas onde ele enfia suas minhocas no cu na xoxota nos peitos na bocu no anûs e em tudo mais a pandora é uma puta linda e nem os 108 espectros são capaz de satisfazela alias nem a pomba dos 108 espectros multiplicado por 3 faz ela gozar.ela é uma deusa do sexo e da prostituição.

Destinada[editar]

Não se engane com esse rostinho. Pandora Heinstein é mortal.

A Família Heinstein sempre esteve ligada com o Lado Negro da Força desde muitas eras, principalmente quando a sua primeira representante abriu a Caixa de Pandora e libertou tudo o que não prestava no mundo, como: chefes, emos, trabalho, maconheiros, dorgas e tudo mais.

Por já ter esse pezinho na maldade, a cada 243 anos, um membro da Família (de preferência uma mulher gostosa) recebe o nome de Pandora, sendo que, por somente possuir esse nome, tal menina acaba sendo destinada a ser irmã do Imperador do Submundo, que retorna a cada 243 anos para travar uma Jihad Guerra Santa contra a sua sobrinha, Sasha, tentando assim conquistar o Planeta Terra de uma vez por todas.

O trabalho de Pandora começa logo quando ainda é uma criança, onde sua tarefa é buscar o menino mais gay puro do mundo para ser o receptor da alma reencarnada de Hades, que não gosta de ficar no corpo de qualquer idiota. Como essa não é uma coisa fácil, geralmente Pandora perde tudo o que tem em rumo dessa aventura que ela nem sabe se concluirá.

O animal de estimação de Pandora, Chesire de Cat Sidhe.

Nessa era mitológica de 1743, Pandora não conseguiu encontrar o corpo de Hades facilmente quando criança, chegando a ficar praticamente adulta sem concluir seu objetivo (pra falar a verdade, ela tem por volta de 13-14 anos por aí).

Com a ajuda dos Deuses da Morte e do Sono, Pandora finalmente consegue encontrar com menos dificuldade o receptáculo do Imperador, que ainda era jovem, mas pelo menos (aparentemente) puro, mesmo sendo meio gay. Pandora carrega sempre consigo a alma de Hades sem um corpo, pois o mesmo tem sempre de ser encontrado e nunca é de uma família nobre ou muito conhecida, pois assim seria mais fácil, como no caso da Família Solon, que sempre recebe a alma do Imperador Poseidon a cada geração (a mais futura, seria o corpo de Julian Solo).

Hades geralmente procura o corpo de um órfão, com tendências homossexuais e que se preocupe mais com os outros do que com ele próprio, tudo isso para Hades mostrar que nunca é impossível fazer um viadinho ser macho, mesmo que o corpo tenha que ser penetrado (ui!) por alguma entidade sobrenatural.

O Imperador do Submundo[editar]

Pandora não perdeu a oportunidade de dar uns pegas em Alone.

Alone é um jovem pintor que mora na Itália, em um orfanato onde quem dita as regras é ele, sua irmã Sasha e mais um encrenqueiro chamado Tenma. Como ninguém os sustenta, tudo do que eles sobrevivem vem dos trabalhos de pintura de Alone, já que os trabalhos de prostituição de Sasha não rendem muito e os roubos de Tenma nem sempre dão certo.

Com o tempo, Sasha foi crescendo e foi raptada levada para o Santuário de Athena por Sísifo de Sagitário, que queria privilégio do corpo da garota. Mais tarde, Tenma também vai para o Santuário com Dohko de Libra, que também queria privilégios com o rapaz (ui!).

Antes que Tenma fosse, porém, durante um passeio em uma alta montanha à conselho de um padre, Alone recebe uma agradável visita que lhe aperta o coração, lhe tira todas as esperanças e lhe tasca um grande beijo na boca, coisa que nunca tinha feito na vida e nem pensava em fazer tão cedo (não pelo menos com uma mulher).

Tal tarada lhe abusa da boca de Alone é Pandora, que ainda dá para o jovem um lindo colar de Prata, que significa o repassa da alma de Hades para o corpo do jovem, mostrando que se somente um beijo de Pandora é diabólico, imagine se fosse um contato sexual maior, talvez ela tranformasse o cara num próprio demônio.

O resultado do Beijo de Pandora. Tenha medo, tenha muito medo!

Com a partida de Tenma e Sasha, os poderes de Alone começam a aparecer. Tudo o que ele pinta morre, sabe-se lá porquê. Pandora reaparece para ele alguns dias depois e lhe conta o porquê de tudo isso acontecer. Ele estava fudido destinado a ser o Imperador do Submundo, ressuscitar os seus Espectros, matar sua sobrinha Athena (que ainda era a sua irmã) e destruir toda a Terra, tal qual todo e qualquer vilão comum.

Depois de descobrir essa verdade, as coisas para Alone tiveram mais lógicas e, aí sim, ele pode pintar tudo aquilo que quisesse sem se preocupar se a coisa morria ou não (se bem que ela sempre morria), já que ele não podia fazer nada com relação a isso, pois ele somente mata e destrói as coisas, ele não tem mais nenhum outro objetivo na vida.

Trabalhos sujos[editar]

O poder do Choque do Trovão de Pandora sobre os seus inimigos.

Feliz e contente por ter de volta o seu amante irmão, Pandora sabe que agora o mundo será um lugar bem melhor, ainda mais por ela ter a esperança (afinal, foi a única coisa com a qual ela ficou depois de abrir a Caixa de Pandora) de que, um dia, eles possam ficar juntos como marido e mulher (pobre coitada!).

Infelizmente, Athena reaparece e começa um contra-ataque a Hades, além de criar uma barreira ao redor do Santuário para evitar que os Espectros do Imperador entrem alí. Depois da apresentação do Relógio das Constelações, uma criação de Hades que mostra todas as Constelações de Athena (ou seja, Cavaleiros) que são destruídas pelos Espectros, Pandora ordena (sim, ela é que manda por alí) que Minos de Griffon, a Estrela Celeste da Nobreza, pegue os Espectros que estão sobre o seu comando e rume para o Santuário, afim de matar Athena.

Pandora é sempre obediente ao Imperador do Submundo, pelo menos pela frente dele ela age assim.

Como Minos é um Titã infernal, ou seja um dos Três Juízes do Inferno, ela tinha a esperança (como sempre, a bendita esperança) de que ele não fosse falhar. O problema é que Albafica de Peixes mostrou a ela exatamente o contrário.

Depois disso, Pandora descobre que Tenma de Pégasus, um Cavaleiro de Bronze, amigo de Alone e que havia sido morto por ele próprio na Itália, ainda estava vivo e junto de Yuzuriha de Grou e Yato de Unicórnio no Inferno, todos em busca do Saboeiro do Inferno, a única coisa capaz de dar um jeito na imortalidade dos Espectros.

Assim que os três intrusos voltam para Jamiel, Pandora convoca Edward de Sylph, a Estrela Terrestre do Voo com mais alguns Espectros de Segunda, para conseguir de volta os frutos, sendo que isso não funfou de primeira, quando eles encontraram asmita de Virgem no caminho.

Ela então manda Chesire de Cat Sidhe, sua putinha seu mordomo particular, para atrapalhar ajudar os outros, sendo que ela esquece que Chesire não tem poder nenhum e nada poderá fazer além de falar. Mesmo assim, Chesire vai e ordena aos Espectros atacarem Jamiel, coisa que eles fazem mais não conseguem vencer, já que Asmita termina o rosário com os frutos do Saboeiro do Inferno e conseguem matar a todos, menos a Chesire, que fugiu (pena!).

Visitando Athena[editar]

Duelo de Hentais, Pandora Heinstein versus Athena.

Depois de todos esses fracassos, Alone começa a sentir falta dos seus Espectros. Já muito puto com tudo isso, achou melhor ele mesmo acabar com Athena de uma vez por todas, atacando o Santuário sozinho, com a cara e com a coragem. Mesmo que Sasha estivesse fazendo uma barreira para proteger as Doze Casas, ela não resistiu ao poder do Imperador do Submundo, que destruiu aquilo como se tudo tivesse sido feito de papel de seda, desafiando a deusa para um duelo alí e agora.(um dos seus trabalhos sujos foi se prostituir)

Sísifo de Sagitário e Hasgard de Touro não puderam fazer nada e Sísifo ainda levou uma flechada para deixar de ser ignorante com Hades. Tenma de Pégasus então aparece, Sage de Câncer, o Mestre do Santuário, resolve lutar e juntos vão para a Montanha do Aprisionamento, o lugar onde o espírito de Hades sempre é selado por Athena à gerações.

Infelizmente, para o azar dos mocinhos, Hades não é tão fraco e ainda contou com a ajuda de Pandora, que, utilizando de seu GPS localizador de deuses, chegou rapidamente no lugar, junto de Chesire e uma carruagem puxada pela mula-sem-cabeça (WTF?).

Pandora ownando Athena, mas por pouco ela não é morta. Se Athena fosse mais cruel...

Apaixonada por Hades, é claro que Pandora jamais deixaria que encostassem a mão em seu Imperador, por isso ela utiliza o seu poder de Choque do Trovão e owna a todos os Cavaleiros de Ouro que estavam por alí, além de Tenma, que ainda insistia em resistir. Finalmente ela fica cara-a-cara com Athena, sua pior inimiga (depois de Tenma, claro!), já que foi a única dalí que nem sequer chegou perto de ser atingida pelo poder elétrico de Pandora.

Puta da vida pela ousadia de Athena em reencarnar como irmã de Hades enquanto ela que era a verdadeira irmã do Imperador, Pandora chama a deusa de vagabunda patética como filha de Zeus, para a revolta de Athena, que não gosta de ser ofendida por nenhuma mulher, muito menos em um lugar público daqueles (se fosse na cama, tudo bem um xingamento). Hades, que não estava afim de ver briga de mulher, chama Pandora de volta para a carruagem, onde todos iriam felizes para a Casa.

Mas antes disso, ele anuncia a criação da Lost Canvas, a pintura que destruirá todo o mundo assim que for concluída (MWAHAHAHAHAHA!), para a alegria de Pandora, que vai embora com o seu amor.

Deuses do Sono e da Morte[editar]

Pandora tendo um encontro com Hypnos e Thanatos.

Pandora não gostou nenhum pouco da ida de Hades para o Santuário de Athena, ainda mais sem o deus avisar que estava de saída. Indagando-o sobre o porquê dele ter feito isso, Hades somente respondeu que queria confirmar uma coisa, além de ter sido um enorme prazer enfiar uma flecha no peito de Sísifo, por ele lhe ter roubado a irmã tempos atrás.

Finalmente Pandora pode compreender que Hades ainda tinha o coração mole de Alone, o que a deixou ainda mais possessa, já que ela estava esperando privilégio das mãos do Imperador, privilégio esse que não vinha. Além disso, ainda tinha o problema Tenma de Pégasus, por quem o Imperador mostrava um carinho muito grande, quase suspeito.

Por isso, ela ordenou a morte dele por Wimber de Morcego e Kiew de Durahan, que acabou não funfando com o aparecimento de Hasgard de Touro, que morreu no lugar Tenma ao protegê-lo. Claro que Alone ficou sabendo na mesma hora do que ela fez, ficando raivoso por ela ficar mandando Espectros dele para a morte, ainda mais para enfrentar Tenma sem a autorização dele.

Pandora selando o Imperador em uma gaiola usando o poder de Hypnos.

Quando estava no Castelo de Hades, Pandora soube do fracasso de Kiew e Wimber por Chesire, seu fofoqueiro de plantão. Nesse momento, aparece para ambos os Deuses da Morte e do Sono, Hypnos e Thanatos. Chesire, como todo bom covarde, foge da cena, deixando todo o terror para Pandora, que tem que enfretar a ira dos Deuses Gêmeos sozinha.

Os dois reclamam o fato de Pandora estar sendo muito com Hades, não vigiando-o e permitindo que ele fosse ao Santuário sozinho. Pandora ainda tentou se justificar, falando que não tem como colocar uma bola de aço na perna do Imperador sem que o mesmo perceba, pois se pudesse já o teria feito há tempos. Mesmo assim, Hypnos então oferece o seu poder para Pandora, dizendo que com ele poderia prender o Imperador em uma gaiola e poderia vigiá-lo sempre que preciso, pois Hades agora tinha um trabalho muito importante para fazer e não poderia ser atrapalhado, termina de pintar a Lost Canvas.

Apesar de não ter a mínima vontade de prender ou machucar o Imperador do Inferno, Pandora aceita o poder de Hypnos, pois nunca se sabe quando precisará utilizá-lo.

Thanatos, Pandora e Hypnos, uma bandinha realmente infernal.

Durante a conversa com os Deuses Gêmeos, Hades finalmente se pronuncia, chamando Pandora até os seus aposentos para conversar sobre a cagada que ela tinha feito ao tentar matar Tenma sem a sua autorização. Ao chegar na sala de pintura de Hades, Pandora se depara com uma pintura grotesca de Alone, Tenma e Sasha, se comendo brincando felizes, o que a deixou deveras puta, indagando o Imperador do porquê daquele desenho.

Como Alone deu uma desculpa esfarrapada de que ele é que se mandava, Pandora não teve outra escolha: Para proteger o seu senhor, ela ativou os poderes de Hypnos, prendendo-o em uma cela, onde somente pintaria a Lost Canvas e nada mais.

Após prendê-lo, Pandora aparece ao lado de Hypnos e Thanatos, fazendo a maior festa no Inferno, sendo que ela tocava siririca uma harpa de proporções motumbísticas, Hypnos tocava uma uma punheta flautinha doce e Thanatos tentava bancar uma de Orfeu de Lira, tocando a sua harpa de bronze (ou uma lira, tanto faz, dá tudo no mesmo), onde eles armavam como poderiam depor o Imperador e assumir o poder do Inferno.

Ver também[editar]


Cavaleirospredef2.jpg