Panicats Ricas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

TV pós-Globo.

Este artigo é sobre mais um programa de tortura televisiva. Salve-se mudando para o Canal do Boi, ou leia sobre mais essa desgraça da TV.


Cquote1.png Você quis dizer: Golpe do Baú Cquote2.png
Google sobre Panicats Ricas
Cquote1.png Você quis dizer: Putas Ricas Cquote2.png
Google sobre Panicats Ricas
Cquote1.png Que bosta... Cquote2.png
Bóris sobre Panicats Ricas
Cquote1.png A Babi é coisa de Deus, mas o Colín, aí já é o demônio. Cquote2.png
Didi Maiscedo sobre o casal da trama
Cquote1.png Eike horrível! Cquote2.png
Narcisa Tamborindeguy sobre Panicats Ricas
Cquote1.png Meu gato pôs três ovos quando viu isso! Cquote2.png
Vampiro Doidão sobre Panicats Ricas
Cquote1.png Quando eu crascer, meu papai vai me dar a empresa de jogos dele! Cquote2.png
Colín Batista sobre a empresa de jogos do pai, a MMX
Cquote1.png Vida de político é assim, enquanto o povo sofre das bãos desses cadalhas Cquote2.png
Datena sobre Panicats Ricas
Cquote1.png Bada bada pa uííí pada pada pom... pada pada pom... uííí pada pada pom... pada padom... Cquote2.png
Scatman John sobre Panicats Ricas

Panicats Ricas é um quandro criado pelo Pânico na Band que fala sobre o namoro de Babi Rossi e Odin Olín Batista, digo, Babi Roça e Colín Batista.

Cynópiscê[editar]

Babi Roça é uma típica loira burra gostosa que pra variar é pobre e careca. Colín Batista é um pirralho DJ que se apaixona pela moça das coxona e assim começam um namoro. Como Colín é um verdadeiro bundão, ele não nota que Babi vive dando sinais de que está doida pra sexoacasalar, por isso, eles NÃO TRANSAM!

Onde aconte a trama[editar]

O enredo desse programa tosco se passa em uma favela não pacificada que os "pseudoneguíns" que usam armas de madeira para se autossodomizarem-se a sí mesmos fazem barulhos de disparos com a boca pow pow tarrarrar rarrarr. Os riquinhos passeiam com suas carangonas tunadas humilhando os pobres moradores das favelas. Eles sentam nos butecos e bebem uísque, fumam maconha na nota de cem reais e usam rapadura no cachimbo até amanhecer o dia pelas ruas da noite carioca até entrarem em coma pulmonar.

Personagens[editar]

Colín:Personagem principal da trama

Colinho Batista[editar]

Filinho mimado de cerca de uns 17 anos com maturidade de 3. Viciado em rapadura, ele passa a maior parte do programa indo pra vendinha da favela comprar porcões de rapadura. Um projeto de babaca que adora jogar George Foreman Adventures e torrar a graninha do seu papai. Ele é virgem, não dá valor a gata que namora com ele, é vírgem, adora a saga Crepúsculo e quando sai no seu camaro amarelo liga o rádio no volume máximo dentre outras babaquices de adolescentes nazistas. Adora se esfregar com sabonete principalmente nas regiões anais. Por conta do tanto de rapadura que Colin consome, seu cu fica frequentemente pingando sangue. Como isso é possível, Freud explica num livro, Edison rouba a patente dele e os pseudo-humoristas da internet culparão o Latino.

Jarbas[editar]

Um babaca que adora ser chamado de mordomo. Faz o serviço braçal da turminha, leva as bandejas com uísque 33 anos, caca de morcego caviar e frutos do mar Mediterrâneo. Tem cara de viado que acabou de colocar a boca nas áreas genitais de uma mulher menstruada e puxa o saco de seu patrão. É antissocial e não tem vida própria, vivendo pare servir o pênis de seu amo e senhor Mike. Tem um tumor gigante na cara que parece uma pulga de 89 kg grávida de trigêmeos que está parindo no momento, tem que comer tudo o que é servido para o seu patão só pra ter certeza de que não está ruim ou envenenado e uma vez, seu tumor foi flagrado, por um paparazzi do TV Fama, colocando fones de ouvido com cera quente em funkeiros da Rocinha.

Mike Batista[editar]

Tenta ser o chefão do bando. Amigo de Carlos Cachoeira e Marcos Feliciano, se passa por DONO DO BRASIL. É pai de Colín e carrega consigo mais de R$500005254146,01 por dia na sua metinha de mafioso. Não dá valor ao seu filho colín, só dá o suficirnte pra ele comprar a rapadura que precisa para viver. Adora fezer o Jarbas de otário, e quando Colín pede dinheiro para fazer o famoso churras de Babi, ele tem cédulas grudadas uma na outra num bolso sem fundo no paletó. Adora jogar xadrez com a raínha, tem vários litros de petróleo guardados em sua mansão e nunca está de mal humor (muitoi menos de bom). Ele não anda,tem que ser carregado por dois marmanjos gostosos de toalha isso é o que ele faz diariamente além de aparecer do nada nos churras da Babi cheirando todas as carreiras que tiver em sua frente feito um aspirador de pó.

Mecome[editar]

Ex-panicat que está desempregada e quer voltar para o programa, Mecome é o Ceará imitando a Nicole melhor que a própria uma pseudogovernanta que sabe-se lá por que causa, motivo, razão, ou circuntância, já que o namoro com o Deus do trovão Tora, irmão de Colín que tirou a carteira na Rússia. Às vezes tenta ser amiguinha da Babi e oitras vezes só falta apunhalá-la umas 50 vezes. Sonha um dia se tornar a Elke Maravilha (vcredo).

Babi Roça[editar]

Babi Roça panicat burra, loira que adora falar em gírias iguais à: bagulho, é nóis, coé, ireado, mermão entre outras e adora fazer um churras" com os nego da lage (meleca, gato preto, baiano e outros)). Panicat sumida do programa, burra, escrota, só pensa em sexo, loira e banguela. Adora funk, mora na favela, o sorriso dela é de espantar até um búfalo fazendo cesariana, ama ficar só de calcinha e sutiã, isso quando ela fica com roupa, mais vadia do que um baile funk inteiro, se faz de santa mas tá louquinha pra dar o golpe do baú em colín, a biografia dela é tão grande que a minha mão não vai conseguir escrever o quanto ela é babaca, mas deixo por isso mesmo porque eu não estou mais afim de escrever.

Ver também[editar]

v d e h
Pânico na TV Band
Papaifugiu.jpg