Paradigma

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Será o cavalo branco de Napoleão realmente da cor branca? Ou apenas um paradigma baseado na opinião de um pintor que gosta de branco? Quem garante que ele não é bege?

Paradigma é um conjunto de teorias e princípios, que geralmente adere à maioria dos pseudo-cientistas, mesmo que eles saibam perfeitamente bem que essas teorias não fazem nenhum sentido e em breve será desmentida e dará lugar a outro paradigma igualmente errado. Alternativamente, o paradigma dos jovens cientistas é nunca sequer cogitar que o mundo pode parecer diferente do que tem sido ensinado na universidade.

Atualmente o paradigma geral da humanidade é o Google, que transformam todos estudantes do mundo em sonsos prepotentes em sua falta de inteligência e conhecimento que ao balbuciar o que descobriu nos primeiros resultados do Google sobre dado tema de pesquisa acham que sabem de alguma coisa.

Comunidade científica[editar]

Uma comunidade científica é um grupo de cientistas que compartilham de um mesmo paradigma, ou seja, de um mesmo conjunto de pressupostos, crenças, figurinhas de Yu-Gi-Oh!, ideias, escalas de valores, links de sites pornográficos, técnicas e conceitos.

Um paradigma é criado pelo velho método científico que após certa quantidade de observações e teorias geram um proposto que será utilizado para fazer provas de vestibular e fazer uma lavagem cerebral intelectual nos estudantes de ensino médio os preparando para se tornarem adultos zumbis que acreditam em tudo que aparece na televisão. Depois de beber álcool o suficiente até um de seus olhos começarem a dar piscadelas involuntárias um cientista pode propor um novo paradigma.

Ao mesmo tempo, jovens cientistas ingênuos apresentam seus estudos inovadores sob a forma de palestras, que ninguém ouve e slides, que ninguém vê por que simplesmente estão fora do paradigma. Então como exatamente criar um novo paradigma? Só subornando alguma grande mídia manipuladora de massa mesmo para começar a introduzir seus ideais mesquinhos de que, por exemplo, o cigarro causa câncer de pâncreas.

Linguística[editar]

Para a linguística o paradigma é mais conhecido como "semântica", irmão próximo da hipocrisia, é a arte de tomar como correto uma coisa que na verdade ninguém sabe ao certo se está certa mesmo, mas acreditam só por pura preguiça e burrice mesmo de duvidar melhor.

Filosofia[editar]

Para o ramo filosófico, um paradigma é um fluxo de ideias coletivas como um orgasmo de pensamentos esguichando sobre seus pensadores entre si, sobre um mesmo assunto em busca de uma conclusão inalcançável, pois todos os paradigmas por si só são falseáveis.

Questionam mais profundamente a existência do pensamento que talvez nada mais seja que uma metafísica de seus instintos sexuais influenciando na sua capacidade cognitiva de diferenciar um pepino de uma rosca nada mais é que uma resposta aos estímulos exteriores.

Em outras palavras, o paradigma é o meio pelo qual a sociedade se utiliza para acobertar sua burrice coletiva baseada no esforço de algum nerd anti-social que passou anos virgem estudando apenas para garantir que você continue na sua estupidez.