Parque

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Parque é um lugar de cidade de gente rica onde as pessoas com muito dinheiro vão para se divertir e esquecer o estresse da vida cotidiana e curtir o lado natural do mundo. Existem vários tipos da parques, entre eles estão os parques de diversão, parque natural, o que pobre acha que é parque, mas na verdade é só uma pracinha com três árvores e uma campo todo destruído de futebol e vários outros.

Tipos de parque[editar]

Como já foi dito, existem vários tipos de parques, aqui esta a definição de alguns desses parques:

Parque natural[editar]

Cquote1.png Ai amiga, você conhece New York? Fui lá esse mês e é muito lindo o parque que tem lá no meio de Manhattan Cquote2.png
Rica que viajou

Isto é o que pobre diz ser parque natural. É também o mais próximo de uma parque que você chegará na sua vida.
Parque natural de rico, você jamais vai entrar em um!

Os parque naturais são aqueles parques que só tem árvore e um caminho de pedra em volta dele, normalmente as pessoas vão lá para, graças ao silêncio e isolamento do lugar, esconder corpos mortos encontrar a paz interior e também para fazer cooper de 10 quilômetros. Eles são caracterizados pela quantidade de gente que fala coisas erradas e inventa estatísticas para mostrar que correr é o melhor esporte do mundo. Eles também são caracterizados pelos bebedouros que tem água com gosto de sabão e óleo de peixe. Os parques também costumam ter uma faixa pra ciclista porém ninguém a respeita, o que acaba gerando acidentes simples. Eles também tem vários banquinhos no meio do caminho para gordos pessoas com pouco condicionamento poderem sentar, eles costumam esta com uma camada cobrindo o banco com merda de pombo. Nesses parques também costumam viver vários bichos que voam e sair de um deles sem uma mordida desses bichos é milagre.

Parque de criança[editar]

Nestes parque costumam ir a pirralhada pra passa uma tarde de machucados, engolição de areia e ideias idiotas que acabam em merda diversão. Eles são caracterizados pela alta quantidade de crianças usando os brinquedos para fins totalmente sem sentido, por exemplo:

Típico parque de rico, algo que seu filho jamais verá.
Esse é o aclamado parque de criança na visão do pobre.
  • Gangorra para ver quem consegue mandar o outro mais alto pulando em cima.
  • Trepa-Trepa (ui!) para ver quem consegue cair de mais alto e não quebrar a perna sentir dor.
  • Balanço para ficar pendurado e ver quem consegue mais.
  • Escorregador como simulador de escalar montanha.
  • Gira-Gira como testador de quem sobrevive mais sem vomitar (desde cedo testando pra Nasa.

Eles também são lugares de dor pois toda hora uma criança se machuca e começa a gritar como louca, alguns minutos depois os pais entram e a criança diz que quebro a perna enquanto ela só ralou o joelho. A areia desses parques costumam estar suja pra caralho pois as crianças cagam colocam objetos de procedência não muito confiável lá dentro, também porque toda hora alguém joga lixo neles e até porque os gênio engenheiros que fizeram o parque tinham problemas mentais e colocaram uma árvore que todo minuto cai uma folha exatamente em cima da areia deixando o parque sujo. Os pais estão geralmente num banquinho fazendo porra nenhuma vigiando seus filhos.

Parque de diversões[editar]

Este parque é diferente pois é o único onde se gasta dinheiro pra caralho. Também se gasta muito dinheiro para todos os itens a seguir:

Roda gigante de rico.
Roda gigante de pobre.
  • Entrada.
  • Metro cúbico de ar respirado.
  • Entrada no brinquedo.
  • Foto no brinquedo.
  • Grito no brinquedo.
  • Piscada no brinquedo.
  • Batida do coração no brinquedo.
  • Você também paga por cada célula do seu corpo que vai no brinquedo com você.
  • Usar o banheiro (1 real por milésimo de segundo gasto).
  • Para sentar.
  • Para levantar.
  • Para andar.
  • Para parar.

Este parque também é erroneamente confundido com o parque de criança pois os dois tem brinquedos mas no parque de diversões os brinquedos matam são mais radicais. No banheiro desses parques, as crianças que não querem perder tempo usam a Técnica Milenar de Mijar na pia e o banheiro tem um cheiro característico dessa técnica, mijo com líquido de limpar banheiro. Nesses parque todas as atrações tem potencial de te matar, algumas que apresentam bastante perigo são:

  • Montanha Russa: Elas tem um potencial de te matar pois se ela se soltar dos trilhos faz você ralar-se todinho no chão
  • Roda gigante: Se ela se soltar do eixo, pode começar a rezar para o monstro de espaguete voador (se você é ateu se fode).
  • Bate-Bate: Se cair do carrinho, procure se levantar e não ser completamente mutilado para não estragar o velório.
  • Barco pirata: Se você se levantar no brinquedo, você vai ter uma queda bem macia no concreto do parque.
  • Carrossel: Ao contrário do que se pensa, se seu cavalo no carrossel for e você ficar, você ficara perdido no meio do nada e morrerá de fome.

Parque de água[editar]

Piscina de mil litros, mais um dia feliz no parque de água de pobres.
Apenas um rico curtindo a vista.

Esses parques são conhecidos por ter meio milhão de tobogãs entrelaçados uns aos outros e água espichando para todas as direções sem exceção, crianças gritando porque bateram a cabeça na quina da piscina ao tentar da um triplo twist carpado e pranchas de salto maiores do que um arranha-céu. Eles são peculiares em vários aspectos, primeiro na vestimenta, qualquer pessoas que vá nesses parques vai de sunga/calcinha e biquini, não importa se é faxineira ou diretor de parque sempre vão de roupas de banho. Também vale destacar que é de costume tiozões virem com uma caixa com 74093213 latinhas de cerveja dentro e conseguem beber tudo em um dia. Nesse parques não existem banheiros, isso faz com que as pessoas sejam obrigadas a mijar na água fazendo aquela água 30% H2O e 70% M1J0. São caracterizados também pelo bebedouro exposto ao sol fazendo com que a água dele chegue a mais de 8000 graus celsius. Outra peculiaridade é a área de caminhar que é feita de espinhos pedras que furam o pé de todos as pessoas que estão descalças e ainda por cima estão em um calor insuportável capaz de fazer qualquer pé ficar frito em treze segundos.

Veja mais[editar]