Parque Nacional de Göreme e Sítios Rupestres da Capadócia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Parque Nacional de Göreme e Sítios Rupestres da Capadócia é um deserto na Turquia cheio de cavernas e buracos criados por cristãos primitivos, aqueles que estavam com Moisés e acharam aquela coisa toda de 10 Mandamentos e um só Deus uma boa jogada, muito melhor do que ficar decorando o nome de 500 deuses e 500 mandamentos. Todavia, nessa época, os iconoclastas (gente que não venera estátuas, madeira e gesso) eram perseguidos e queimados na fogueira como bruxos, e para evitar isso foram se esconder no cu do Império Otomano, na atual Capadócia na Turquia. Foi incluída como patrimônio mundial o vasto nada de Göreme e os buracos da Capadócia.

Parque Nacional de Göreme[editar]

Sugestivo, não?

Nome que traduzido do turco significa Parque Nacional da Gorete, é uma reserva criada pelos turcos para preservar a vasta quantidade única de areia e nada que o deserto da Capadócia abriga.

O parque nacional é abriga as mais fantásticas e maravilhosas rochas feitas de pedra de toda Turquia.

Durante as épocas que os romanos e árabes perseguiam infiéis, Göreme foi esconderijo ideal para muitos refugiados. As legiões romanas e terroristas árabes jamais iam procurar infieis no meio do nada do Império Bizantino.

Sítios Rupestres da Capadócia[editar]

Sítio que abriga inúmeras e intrincadas cavernas artificiais criadas pelos bizantinos que para escapar do fim do mundo anunciado por Nostradamus foram se esconder numas tocas na Capadócia. O sítio abriga uma vasta galeria de arte rupestre onde é possível já ver turcos trocando vacas e galinhas, atestando que aquele povo já era perito em economia na época remota.

O exterior das tocas é formada por vários morros que parecem uns formigueiros. Várias torres fálicas em formato de pênis mesmo eram usadas para intimidar invasores, qualquer um fica constrangido em invadir uma aldeia de trogloditas com centenas de torres em formato de pênis. Sem contar os labirintos subterrâneos escuros e apertados, que até hoje não se sabe como seus antigos habitantes não se perdiam por lá, respiravam, bebiam água ou faziam sexo.