Parque Nacional de Garajonay

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


O Parque Nacional de Garajonay é uma região de matagais, bichos selvagens e outras coisas perigosas e naturais. Ele fica nas Ilhas Canárias, o únoc local na Espanha em que é possível a existência de florestas tropicais. O nome do parque homenageia uma pedra gigante que parou lá não se sabe como, e é a única área que não é coberta por árvores e plantas carnívoras.

História[editar]

Uma espécie rara do parque, o homem-madeira. No momento ele está realizando o chamado do acasalamento (repare que uma das mãos do indivídio em primeiro plano está no pênis, como se ele estivesse tocando uma).

Isso porque nenhum vegetal comum vive em cima de uma pedra. Essa pedra se tornou parte da ilha e forma um pequeno planalto. Um planalto tão pequeno que nem merece ser mencionado nesse artigo. Esse parque surgiu quando a Espanha decidiu fazer um laboratório de pesquisas nas Ilhas Canaárias. Lá era a melhor localização para um laboratório do tipo, já que qualquer merda que desse errado a África que iria se ferrar, porque a ilha fica mais próxima da África do que da Europa.

Nesse laboratório, os cientistas faziam experiências para a criação de uma espécie de planta assassina, que se reproduz rapidamente, formando em minutos uma selva densa, que mataria qualquer um que estivesse dentro dela, já que essa selva atrai uma certa espécie de mafagafo, que vive nessas florestas. No momento em que o laboratório funcionava normalmente, Deus estava jogando uma partida de golfe.

Características[editar]

Acidentalmente, ele dá uma tacada forte demais e a "bola" acaba se chocando nas Ilhas Canárias, formando a pedra que dá nome ao parque. O laboratório foi destruído, e as plantas experimentais se multiplicaram, surgindo assim uma selva nessa ilha. O governo espanhol transformou essa área em um parque nacional, para isolar o local do resto do mundo. As árvores em Garajonay são muito raras em outros lugares, sendo vistas fora da ilha aproximadamente na frequência com que se acha um Mico Azul.

O parque abriga diversas espécies de animais insignificantes, dos quais você não se interessa. Exemplos deles são um lagarto, um sapo, uma cobra, um mafagafo, um boneco palito (este não se sabe se é um animal ou não), e principalmente, o homem de madeira. Essa espécie é a mais famosa do parque, e uma das mais raras do mundo. É parecida com uma pessoa, só que é formado por madeira. Um dos indivíduos dessa espécie é chamado de Pinóquio, este que deu fama mundial à espécie.