Parque Nacional de Gros Morne

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Parque Nacional de Gros Morne é uma reserva ambiental canadense na Terra Nova, que serve mais como um patrimônio da geologia do que uma reserva, já que não há vida no local, apenas pedra e gelo.

Parque[editar]

O parque no inverno.

O parque leva o nome da única montanha da reserva que se chama Gros Morne que significa no francês canadense Pé da Montanha grande sozinha escuridão, ou no inglês que é mais simples no Canadá Montanha Sombria.

O parque não é nada destacado, não recebe visitas de maneira alguma e os únicos que habitam o local são geólogos, todos do Canadá que não estiverem nos Estados Unidos estudando a Falha de Santo André.

A geologia do parque é formada totalmente por rochas e gelo com algumas cavernas semi-subaquáticas e formações únicas de picos, tudo muito silencioso e inóspito.

Estudos indicam que durante a Era Glacial há 25000 anos atrás teve seu epicentro nas áreas da reserva e esse fenômeno dura até hoje no local em escala menor. Coisas sem graça a parte, o parque ainda contem a água naturalmente mais pura do mundo sendo vendida a 50 dólares o litro na Europa.

A UNESCO considerou a reserva um patrimônio mundial, o motivo permanece um completo mistério já que há mais 842 parques nacionais canadenses idênticos ao Gros Morne.