Partido Comunitário Nacional

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Trump sacana.gif Eu não gostar nem uma pouco de artigos sem imagem!
É melhor adicionar novas imagens, senão Donald Trump procurará armas de destruição em massa em sua casa ou matará seu ditador!
Jesuszoeira.jpg Partido Comunitário Nacional é Católico(a)!

Isto significa que ele(a) acredita em Jesus, em Deus e no Papa, pois tem medo de ser mandado para o inferno, apesar de praticamente não seguir NADA que está escrito na Bíblia. Clique aqui para encontrar outros cristãos.


Partido Comunitário Nacional foi uma agremiação carnavalesca de quinta categoria que acabou virando partido político no Brasil, durando só de 1985 a 1992. Foi fundado por um gaúcho chamado Willian Pereira da Silva que, vejam só, nasceu em Passo Fundo. Desculpa pela piadinha fácil, mas fazer o que. Ele definia o partido como uma agremiação católica e de centro-direita, pra desespero de Frei Betto, Leonardo Boff e outros hereges da igreja que dobravam os joelhos pra Cristo e pra Marx ao mesmo tempo com a Balelogia da Escravidão.

Apesar da sigla ter um C no meio, não era um partido que se designava comunista obviamente, mas ao contrário do PSDC eles também não enfatizavam a possibilidade de serem democratas cristãos tal qual o Eymael, eles preferiam dizer que eram um partido comunitário, ou seja, um bagulho meio municipalista, ou sei lá o que. Noutras palavras é uma porra sem lógica que inventaram pra ver se conseguiam descolar uma vaguinha, mas acabou dando em nada, ainda que tenham elegido uma coisinha ou outra. Até um prefeito elegeram pra Osasco, Francisco Rossi, um radialista crente que outrora tinha tentado uma vaguinha na prefeitura de SP e depois até no governo. O pior é que algumas vezes quase conseguiu... mas por outros partidos que ele ficou passeando ao longo dos anos.

Em 1989 eles tiveram um candidato a presidente chamado Zamir Teixeira que não fez lá muito sucesso, mas sua propaganda curtíssima acabou por fazer ao misteriosamente lembrar da existência (?) do Acre, mas dizer que o Brasil só ia de lá até Santa Catarina, misteriosamente esquecendo justamente o estado do fundador. Seria uma mensagem subliminar de separatismo sulista?

Em 1992 após uma das primeiras tentativas de eliminar os partidos de aluguel (frustradas, haja vista que anos após ânus eles só aumentam), o PCN misteriosamente se fundiu com o PDT, que é um partido de esquerda dominado pelos herdeiros do Leonel Brizola. WTF???



PT1.jpg