Passa-Vinte

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome-searchtool blue.png Passa-Vinte é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Se você passar na rua, todo mundo fica olhando.

Sciences de la terre.svg.png
Cquote1.png Você quis dizer: Pérola de Minas Gerais Cquote2.png
Google sobre Passa-Vinte

Cquote1.png ÊÊÊEEEE!! Minha cidade é uma pérola! Cquote2.png
Habitante de Passa-Vinte sobre sua cidade
Cquote1.png Mas é no mal sentido... Cquote2.png
Eu sobre piada não-entendida
Cquote1.png Okay-meme.jpg Cquote2.png
Animação do habitante de Passa-Vinte

Passa-Vinte é uma cidade mineira de Minas Gerais que está localizada a 666° latitude norte e 69° longitude ocidental. A cidade além disso já recebeu diversas visitas do exército que é mandado frequentemente para lá já que é achado 50 corpos de ETs por semana. A cidade prece ser um ímã de coisas estranhas e outras gamas de acontecimentos bizarros envolvendo o desconhecido e assuntos que atraem virgens.

60 anos se passaram desde que fundaram a ferrovia. Só nos dias de hoje que a prefeitura comprou o trem... Mas os vagões só chegam em 2060.

História[editar]

A cidade foi fundada no século XIX, quando ainda era comum pessoas fundarem vilas inúteis para tentar enriquecerem às custas da população nativa e fazendeiros pobres de lá. Então, quando a cidade foi descoberta por um ricaço, ele teria instalado sua mansão e começado a explorar alguma coisa útil de Passa-Vinte.

Descobriu que a vila tinha bastante "Cedros" uma espécie de árvore que foi tão explorada na cidade que foi exterminada. A cidade teve que arranjar outro nome quando destruíram todos os Cedros. Dessa maneira a cidade mudou o nome para "Passa-Vinte".

O porquê do nome é que haviam várias prostitutas por Passa-Vinte e que elas cobravam apenas vinte reais para poder fazer um serviço completo (vulgo uma suruba). A cidade ficou tão popular por isso que quando se imaginava uma mulher de Passa-Vinte se imaginava em alguém usando uma sainha curta, meia calça e uma camisa tão curta que parece um sutiã. Não houve outra opção além de pôr esse nome em Cedro.

Economia[editar]

A cidade basicamente sobrevive do milho. 180% de tudo que plantam lá é milho. É milho saltando por todos os lugares. É pão de milho, travesseiro de milho, colchão de milho, arroz com milho, cachorro quente com milho... Só não há ervilhas por lá que é o inimigo que Passa-Vinte (Juiz de Fora) que planta ervilhas. Podemos dizer que a cidade só não é um nada por causa de Juiz de Fora que tem um desvio para a cidade. Se não fosse por isso sequer dariam falta da existência de Passa-Vinte.

Curiosidades[editar]

  • Quer sobreviver a 2012? More em Passa-Vinte, já que pode ser que o apocalipse esqueça de chegar na cidade.
  • É alérgico a milho? Não visite Passa-Vinte.
  • É alérgico a prostitutas? Idem acima.
  • Um pacote turístico para Passa-Vinte custa 2 reais.
  • Quer comprar a escritura da cidade? Custa só 2 reais também.