Passa Tempo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome-searchtool blue.png Passa Tempo é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Pra pegar sinal de TV aqui, só com antena parabólica.

Sciences de la terre.svg.png



Cquote1.png Você quis dizer Passatempo, biscoito da Nestlé? Cquote2.png
Google, tentando ajudar na hora da sua pesquisa.
Cquote1.png Cê é dos Lara, dos Leite ou dos Andrade? Cquote2.png
Gerente do Banco do Brasil recem chegado à cidade, perguntando a um cliente.
Cquote1.png Abra a Bribia no livro de Salmo capitro 4 versico 1 a 6 e medite o qui Deus qué nos dizê.. Cquote2.png
Pastor de uma igreja evangelica recem estavelecida na cidade, orientando os fiéis.




A Cidade[editar]

vista panorâmica
Patrocinador melhor.jpg



O município de Passa Tempo está localizado na região dos Campos das Vertentes sendo famoso pelos seus arraiolos, cavalos Mangalarga e mulheres lindas e com grandes bundas. Tem mais mulheres feias do que arraiolos e cavalos Mangalarga. Uma das curiosidades da cidade é o 'Observatório Ufológico' uma coisa muito transcendental que foi financiada pela NASA (verba de 7 milhões de reais) com a finalidade de manter contatos com discos voadores. Pelo aspecto da construção no meio do mato (certamente foi superfaturado para prestar contas a NASA) só deve receber visitas de assombrações e morcegos. Outra é o monumento das Velhas Fiandeiras.


Origem do Nome Passa Tempo[editar]

Passa Tempo


Conta-se a lenda que quando os bandeirantes paulistas comedores de índias e doidos por ouro, passaram pelo lugar e sempre viam as mesmas mulheres feias nas janelas das choupanas e na varanda as mesmas velhinhas fiando. Cumprimentavam fingindo ser educados : "como vão minhas senhoras?" e elas respondiam em uníssono: "passando o tempo, meu senhor,passando o tempo". Assim o lugar ficou conhecido como Passa Tempo. Existem controvérsias pois alguns eminentes historiadores defendem que o nome tem a ver com um biscoito produzido por uma companhia suiça.


O Passado e o Presente[editar]

Nossa querida terra foi muito importante entre o século X e o século XVIII. Numa época fazia par com Oliveira e São João Del Rei. Japão (Carmópolis de Minas), Rio do Peixe (Piracema), Queluz (Conselheiro Lafaiete), Cabo Frio, Guarapari e São João Batista (Morro do Ferro) pertenciam a freguesia. A Estrada Real (a mais importante artéria de Minas Gerais) passava por aqui. Hoje para sair desta merda para qualquer lugar civilizado é uma epopéia. Para pegar a BR-040 tem que sofrer doze horas numa estrada de terra (lamacenta quando chove e poerenta quando não chove) até Desterro de Entre Rios (em pleno século XXI, a única estrada do estado ligando cidades a rodovias federais ainda não asfaltada!) ou terminar o acesso à BR-381 passando por uma rua esburacada da cidade de Carmópolis de Minas. Apesar de ter centenas de filhos ilustres e influentes pouco fizeram para a cidade que andou para trás nos últimos anos como caranguejo. Pelos cálculos dos matemáticos Euclides, José da Silva e Teofrasto deve deixar de ser 'cidade' antes do final do ano de 2018. Tinha 8.058 habitantes em 2004 e hoje tem apenas 8.199 (censo de 2010). Em 6 anos a cidade aumentou apenas 141 habitantes. Hoje tem menos habitantes do que a bosta da cidade de Resende Costa. Quando asfaltarem a estrada de terra (em 2018?), Passa Tempo deve-se tornar com certeza um distrito de Desterro de Entre Rios, perdendo o status de comarca (como ja perdeu anteriormente) e até a agência do Banco do Brasil. As mulheres de Passa Tempo continuam parindo como pariram antes, porém os rebentos logo que aprendem a andar vão embora. Existe com certeza (proporcionalmente) mais passatempenses fora de Passa Tempo do que gente de Governador Valadares nos Estados Unidos. Pior é que vão embora os bonitos e as bonitas e ficam só os feios e as feias. (eu tô aqui viu! e sou bonito!!). Os safados dos políticos só lembram da gente na época de eleição. O gado de elite e os cavalos Mangalarga e Campolina são mais importantes e bem tratados do que nós, o povo. Devemos pensar nisso na hora de votar em algum filho da puta e ter a coragem de mandar eles tomar no cu. Aqui não faltam fazendas bem cuidadas com mansões majestosas, cujos donos pilotam camionetas importadas e helicópteros, que apenas vem aqui para visitá-las, passar os fins de semana, não gastam um centavo sequer na cidade e nem se importam o que pode acontecer com ela. Para sermos práticos e ganhar algum dinheiro acho que devemos demolir as casas de alguns bairros da cidade (mandar este povo para Carmópolis, pois só reclamam e dão despesa) plantar braquiária e formar novas fazendas para vender pros caras. Basta deixar a praça da Matriz e umas três ou quatro ruas, com nome de algum Lara, Andrade e Leite (para agradar a todos),pois para voltar a ser um distrito, está bom demais da conta.



Município de Passa Tempo
"Cidade Aconchego"
Bandeira Carmopolis.jpg Brasão passatempo.jpg
Aniversário 30 de agosto
Fundação 31 de abril de 1500
Gentílico passatempense
Lema 'Gloriosus et Liber'
Prefeito(a) Lucinha
Localização
Localização de Passa Tempo
Estado Minas Gerais
Mesorregião Mesorregião do Cu do Mundo
Microrregião Microrregião da 3ª Preguinha do Cu do Mundo
Região metropolitana Carmópolis de Minas
Municípios limítrofes Carmópolis de Minas,Oliveira, Ribeirão Preto, Piracema, Teófilo Otoni Desterro de Entre Rios e a bosta de Resende Costa.
Distância até a capital 243 quilômetros
Características geográficas
Área 429 km²
População 6 (eu, o padre, você, sua mãe, seu pai e o amante da sua mãe) (senso comum) hab. Contagem da População 2010

- IBGE

Idioma Não disponível
Densidade 0,019 hab./km²
Altitude 3.553 metros
Clima quente, morno, frio e gelado
Fuso horário UTC -39
Indicadores
IDH 0,020 PNUD/2000
PIB R$ 103,00 IBGE/2008
PIB per capita R$ 17,16 IBGE/2008

O Que Não Falta em Passa Tempo[editar]

  • morena gostosa e provocante
  • quarentona enxuta, peituda e fogosa
  • mulheres feias, com bunda e simpáticas
  • beata e papa-hóstias
  • fiéis que comungam na missa sem confessar
  • morro e rua estreita
  • jogador de futebol que não sabe jogar
  • maconha, crack e cocaina
  • vagabundo
  • cavalo Mangalarga
  • mulher feia, sem bunda e antipática
  • mulher feia, rica e sem bunda
  • mulher que quando coloca uma calça da moda para ir à missa a bunda fica lisa igual uma tábua de passar roupa.
  • mulher feia, pobre e com bunda
  • mulher feia, com bunda e ajeitadinha
  • mulher feia, inteligente (de óculos) sem bunda e sem peito e que gosta das músicas da Maria Gadú
  • cachaça
  • moto sem documentos
  • disco voador e ET
  • puta gorda, de vestido vermelho (sempre) e com bunda sobrando da calcinha
  • os filhos delas
  • boteco
  • mulher feia que vem de Jacarandiba
  • puxa saco de politico
  • corno manso e conformado
  • boiolas assumidos
  • boiolas enrustidos (ainda no armário)
  • boiolas que foram para Belzonte e visitam a cidade com a cara e os trejeitos do Luan Santana
  • homem barrigudo, careca e broxa
  • promessas falsas de politicos
  • bobo pra acreditar nessas promessas
  • candidatos a deputado de Oliveira e São João Del Rei para encher o nosso saco.
  • motorista sem carteira (alguns dirigem melhor dos que os que têm)
  • etanol (alcool) com preço exorbitante. Quase igual o da gasolina.
  • mal pagadores
  • carne dura no churrasco
  • professora despreparada
  • pretinhas que não gostam de namorar pretos
  • duplas metidas a cantar música sertaneja (e mal)
  • dono de boteco que não sabe atender clientes
  • barangas que se acham gostosas
  • mentirosos e mentirosas


Importantes Familias de Passa Tempo[editar]


Os 'Andrade'[editar]

Livia de Andrade

Sua origem foi na Galícia, cujo solar ficava entre Pontedeume e Vilalba, onde o rei D. Henrique II de Castela doou terras a Fernão Peres de Andrade. Um dos primeiros a chegar ao Brasil foi Pero Coelho de Andrade, bisavô de Castor de Andrade , milionário chefe dos traficantes de drogas bicheiro carioca dono do time de futebol do Bangu e da escola de samba Mocidade Alegre de Padre Miguel. Um parente de Pero Coelho de Andrade, chamado Francisco que era amigo (???) da Marquesa de Santos e dividia com D. Pedro I os seus favores sexuais, recebeu para abandonar o Rio de Janeiro e não fazer concorrência ao imperador (que era tarado mais tinha pinto pequeno), uma bolada em dinheiro e uma sesmaria. Veio para Passa Tempo e se estabeleceu. Uma das figuras mais interessantes da família é a portentosa Lívia de Andrade, atriz e jurada da televisão, que já fez ensaios peladinha para as revistas Sexy e Playboy.



Os 'Lara'[editar]

Enoli Lara, frente e verso

Em 1786 os primeiros portugueses de sobrenome Lara vieram para o Brasil, radicando em Oliveira e redondezas, locais onde receberam vastas sesmarias e mataram todos os índios que existiam. Pouparam apenas algumas índias jeitosas que viraram suas concubinas. Eram procedentes da freguesia de Lara, no concelho de Monção, no extremo norte de Portugal. Muitos adquiriram fortuna, sendo pelos registros oficiais da colônia, os que mais possuíam escravos africanos. A família é tão importante que encomendou ao compositor russo Jivago um hino, conhecido como 'Tema de Lara'. Destacam-se como representantes ilustres da família e todos parentes do pessoal de Passa Tempo a atriz Odete Lara, o falecido e caricato jurado de TV Pedro de Lara. Enoli Lara, também parente da família destacou-se nos anos 80 como símbolo sexual. Quantas punhetas em sua homenagem, hein!.


Os 'Leite'[editar]

Cláudia Leitte

Em Portugal, origem da família, foi Álvaro Anes Leite, que viveu no tempos de D. João I, rei de Portugal o primeiro a usar o sobrenome. No começo do século XV, através de uma manjada demanda judicial, recebeu as terras pertencentes a João Rodrigues, tornando-se assim o maior proprietário de terra do norte de Portugal. Um descendente de João Leite veio para o Brasil. Chegando ao Rio de Janeiro decidiu ir para o sul de Minas onde casou com Maria Ferreira uma viúva nova, rica e volúvel, construindo grande fortuna. O barão de Aiuruoca era neto deste descendente. Foi da linhagem de Aiuruoca que vieram para Oliveira e Passa Tempo os primeiros Leite. Um dos famosos nomes da família é a gostosa cantora Cláudia Leitte (que por frescura dobrou o 't' do seu sobrenome). Ela se acha baiana, mas nasceu em São Gonçalo no estado do Rio de Janeiro, de uma vertente espúria dos Leite do sul de Minas. Um respeitável Leite assediou e engravidou uma jovem de 16 anos, costureira de sua mãe que pariu a Cláudia, o que não é novidade nenhuma. pois outros Leite aqui da região fizeram o mesmo e só deixaram bastardos sem herança.




Os 'Resende'[editar]

Marcelo Rezende

Não importa se com 's' ou com 'z'. A distinção é frescura. O uso do sobrenome Resende surgiu por volta do ano de 1030, quando D.Rosendo Hermigiz, bisneto do do rei de Leão, D.Ramiro II, se estabeleceu em Beira Alta nas terras que recebeu do rei D.Fernando I, por tê-las conquistado dos Mouros. Fundou a quinta do Paço, que deu lugar ao povoado. O primeiro a utilizar a forma Resende, foi D.Martim Afonso de Resende tomando-o do nome do lugar de que era senhor. Em 1716, João de Resende Costa, que residia na ilha de Santa Maria, nos Açores, ficou sabendo pelo seu primo Miguel, que Portugal estava tentando conseguir voluntários para colonizar o Brasil, pois estava sentindo-se ameaçado pela Espanha. Uma embarcação fretada pela Coroa, partiu rumo ao Brasil juntando desempregados, putas, veados, viciados em crack e vagabundos em todas as ilhas do arquipélago, entre estes estavam João, seu primo Miguel e Diogo Garcia. Depois de 2 meses de viagem chegaram ao porto do Rio de Janeiro, os três decidiram que iriam para os sertões de Cataguases, onde receberam terras e um prêmio de 10 mil contos de réis para comprar três motocicletas. Se deram bem e daí foram se dispersando pelo interior de Minas, alguns para Oliveira e Passa Tempo. João de Resende Costa fundou a bosta da cidade de Resende Costa, que consegue ser pior do que a nossa. (Será?). Diversas celebridades têm o sobrenome dentre os quais se destacam o jornalista Marcelo Rezende, a atriz Liliane Rezende, a cantora Cláudia Rezende e as 'modelos' Aline e Larissa Rezende.


Os 'Santos'[editar]

Marquesa de Santos

A família Santos de Passa Tempo é descendente direta de Filipe dos Santos, líder da revolta nativista em 1720, considerada precursora da Inconfidência Mineira. Filipe foi executado pela Polícia Federal e sua família foi banida de Ouro Preto. Com a ajuda de padres franciscanos, que iam realizar uma missão, vieram a residir em Passa Tempo e Oliveira, onde ganharam sesmarias. Destacam-se como membros ilustres da família, a insaciável ninfomaníaca Marquesa de Santos, o boiola inventor do aeroplano Santos Dumont, o apresentador de televisão Sílvio Santos, o cantor Lulu Santos, a ginasta Daiane dos Santos e a 'modelo' Mirela Santos. A cidade de Santos, importante porto do estado de São Paulo, foi fundada por membros da família, assim como do time de futebol que lançou Pelé, um das pessoas mais convencidas do mundo (refere-se a ele próprio na terceira pessoa) que com sua lábia, pica grande e dinheiro comeu até a Xuxa, que queria subir na vida e para isto precisava dar para alguém influente. O maior orgulho da família dos Santos é que a Bahia é de todos os Santos e os baianos portanto são inquilinos deles. Se fuderam hein baianada!!!


Os ‘Sousa’[editar]

Daniele Souza, a 'Mulher Samambaia'

Existem Sousa e Souza, sendo a última uma versão arcaica da grafia. Deriva-se do latim Saxa (significando 'seixos', 'rochas'), que no século XI em Portugal foi transformado em Sausa. O primeiro a usar o sobrenome em Portugal foi D. Egas Gomes, nascido em 1035 e que acrescentou Sousa, do lugar onde tinha suas terras. Casou-se com Châmoa Gomes Gonçalves. Martim Afonso de Sousa, neto de D. Egas, foi quem trouxe o sobrenome para o Brasil em1530. Os Sousa desembarcaram em São Vicente, e foram mais tarde para a recem fundada vila de São Paulo. Alguns da familia, menos afeitos ao trabalho, montaram uma rede de casas de prostituição em São Paulo na rua Aurora (Boca do Lixo) e conseguiram ficar muito ricos. Suas filhas queriam participar do negócio (trabalhando de graça) e para evitar estes transtornos venderam tudo para um judeu e resolveram vir para Minas Gerais. Os Sousa/Souza de Passa Tempo são descendentes desta linhagem de São Paulo. A modelo Fernanda Souza e Daniele Souza, a famosa 'Mulher Samambaia' do programa 'Pãnico na TV', são algumas celebridades que usam o sobrenome.


Os 'Teixeira'[editar]

Ricardo Teixeira, presidente da CBF

A família dos Teixeira é uma das mais antigas de Portugal. D. Fafes Luz Tejera era um nobre espanhol e veio com o conde D. Henrique para Portugal, sendo seu alferes-mor. Teve pelo menos dois filhos legítimos: D. Godinho Fafes Teixeira e D. Egas Fafes de Lanhoso. D.Sancha, sua mulher, era muito religiosa e transava com o bispo, com todos os padres, com o sacristão, com os coroinhas e até com o seu confessor. Ficou prenha, nunca soube de quem e teve um filho que foi parido em segredo num convento de freiras, criado e educado como menina. Embora já tivesse quase 15 anos, as safadinhas das freiras excitadíssimas teimavam em dar banho nele. Ele então adorava, queria toda hora tomar banho as freiras sempre faziam boquete ou batiam uma punheta para ele.. Descoberto que era um varão com uma respeitável vara, foi batizado como Pedro Teixeira e para se livrar dele mandaram para o Brasil numa missão de jesuítas. Aqui chegando, um pouco depois, casou-se com uma portuguesa rica, bem mais velha que ele e resolveu vir morar em Minas Gerais. Algumas celebridades com o sobrenome são Ricardo Teixeira, todo poderoso da CBF, Renato Teixeira, cantor e Mafalda Teixeira. 'modelo'.


Típica bunda da maioria das mulheres de Passa Tempo. (foto da minha prima!)
As Velhas Fiandeiras
A Igreja de Nossa Senhora da Glória
O Coreto da Praça
Pessoal indo pra colher tomate no Tombadouro


O que há Para Fazer em Passa Tempo[editar]

  • Ir pra Praça de Esportes
  • Sair na praça á noite
  • Ir no Lezão
  • Jogar sinuca no bar do RADIUM
  • Pescar
  • Nada
  • Tomar cachaça
  • Pescar
  • Namorar
  • Ir na Carmoreta de Carmópolis de Minas
  • Ir na missa
  • Andar a cavalo
  • Sentar na praça e ficar falando mal dos outros
  • Nada
  • Passear de moto com a namorada com calça de cintura baixa mostrando o rego da bunda
  • Fazer romaria a cavalo para Congonhas
  • Olhar pro céu vê se tem disco voador
  • Discutir o jogo do Atlético
Se fudeu hein malandro!!!
  • Discutir o jogo do Cruzeiro
  • Falar mal da prefeita
  • Plantar tomate pra turma de Carmópolis de Minas
  • Nada
  • Fumar um cigarrinho de palha (alguns com cheiro de mato??)
  • Nada
  • Ajudar a mulher do corno (aquele!) a ser feliz...
  • Escutar musica sertaneja bem alta, com a tampa do bagageiro do carro levantada
  • Nada
  • Ficar em turma sentado na porta do boteco, sem camisa, de óculos escuros e tomando cerveja.
  • Nada

OBSERVAÇÃO:

  • As mulheres de Passa Tempo na maioria tem bunda... e tem muita menina bonita !
  • E quem falou mal de Passa Tempo é quem não tem o que fazer !
  • Passa Tempo é cidade aconchego
  • Amamos Passa Tempo