Patrícia Poeta

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Patricia Poeta)
Ir para: navegação, pesquisa
I love nerds.jpg

Sim, Nerds Gostosas existem!
E por mais que você não acredite, este artigo trata sobre uma delas!


Patricia Poeta
Patricia Poeta
Nascimento 19 de outubro de 1976
São Jerônimo, Rio Grande do Sul
Nacionalidade Brasileira Bandeira do Brasil Brasil

Cquote1.png Você quis dizer: Patrícia Poetisa? Cquote2.png
Google sobre Patrícia Poeta
Cquote1.png Poetisa é o caralho! ELA É POETA!! Cquote2.png
Cecíclia Meirelles sobre citação acima
Cquote1.png Você quis dizer: Patrícia Polenta? Cquote2.png
Google sobre Patrícia Poeta
Cquote1.png Isso está na Coverpédia! Cquote2.png
Igor C. Barros sobre citação acima
Cquote1.png Ela é Fantástica! Cquote2.png
Cid Moreira sobre Patrícia Poeta

Cquote1.png Maravilha! Cquote2.png
Você sobre Patrícia Poeta

Cquote1.png Ai! Cquote2.png
Você depois de ter tomado uma sapatada da namorada por ter dito a frase acima.

Patrícia mostrando todo seu script. Repare a cabeça de seu filho, afogado, na imagem central. Será que Patrícia é boa mãe?

Cquote1.png Perdeu a bancada, querida! Cquote2.png
Renata Vasconcellos sobre Patrícia Poeta


Patrícia Poeta, nascida em numa aldeia do interior do Rio Grande do Sul, cuja população, assim como as demais dessa região, era composta em sua maioria por cinderelas, chapeuzinhos vermelhos, brancas de neve e gaúchos nervosos. A jovem Patrícia trabalhou desde cedo na roça da família, até que um dia, percebendo que não teria futuro naquela colheita e não aguentando mais o assédio do lobo-mau, que vivia ali por perto, decidiu fazer o que toda gaúcha do interior faz na sua idade: pegou a frasqueira e mudou-se para o Rio de Janeiro, uma enorme vila, cercada de fuzis por todos os lados.

Início de Carreira[editar]

Patrícia e sua amiga inseparável Angélica Tucano tomando conta da banca do jogo do bicho na Praia Vermelha.
Patrícia e seu avô "Zeca Diabo" (fiel escudeiro, lutador e campeão cearense de Ókieu-dô. Tá a fim de encarar?)

No Rio de Janeiro, Patrícia, como toda gauchinha que se preze, começou sua carreira como atriz e top-model internacional, vendendo água de coco e queijo coalho no calçadão do Posto 6. Porém, como as maiores figuras do mundo da moda são conhecidas praticantes de montaria em jiboias, esporte muito praticado pelos machos do Rio de Janeiro, a jovem chamou a atenção de um senhor corpulento, abdomem definido/caído, e uma certa dificuldade para falar, mas que passou a ajudá-la na lida, sob o sol escaldante: era um rico comerciante de nome Cid Moreira.

Quando tudo parecia perdido para a garota, eis que ela recebe uma proposta do porteiro da Rede Globo, Roberto Marinho, para tirar a franja e mostrar sua testa quente no horário nobre e assim aumentar a audiência da emissora.

Sem muitas opções, mas com tornozelos roliços, aro 16, a linda garota "do tu" aceita a oportunidade, e, aos poucos vai galgando posições no Jogo Imobiliário, até chegar no ponto máximo de sua carreira: vendedora de sorrisos e enfados ao vivo.

A grande oportunidade[editar]

Tudo aconteceu graças a um trágico incidente que se abateu sobre a gatinha-manhosa Glória Maria, que chegou ao Brasil aos 49 anos a bordo da nau Santa Maria. Devido ao uso indiscriminado de formol, injetado na notória jornalista pelos ouvidos, acabou sofrendo uma overdose desta substância, vindo a sofrer um processo de mumificação fulminante, ficando assim impossibilitada de vender os quindins de IaIá na porta da emissora, popularmente conhecidos como Fantástico, o qual apresentava desde que a televisão fora inventada por D. João VI (a pedido da executiva das comunicações Dona Maria I, a Louca).

A diretoria da Globo, que procurava se livrar da deliciosa e excitante Glória há muitos séculos, viu então a oportunidade perfeita para melhorar (e muito) a imagem da programação aos domingos. Decidiram colocar a Chapeuzinho Vermelho (Patrícia Polenta) no lugar da saborosa-apresentadora, para o deleite da torcida brasileira.

Existe um projeto de lei tramitando no Congresso Nacional dos Otorrinolaringologistas, para que, durante o horário de verão, Patrícia utilize somente anágua e combinação (sem armação de arame nas tetolas), deixando assim o programa mais transparente e, dessa forma, indo ao encontro das diretrizes do governo do estado da Louisiana, todavia.