Patrocínio do Muriaé

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Prefeito prometeu aquela piscina pública? prefeito diz, prefeito faz!

Patrocínio do Muriaé é outra cidade pequena pra cacete de Minas Gerais. Patrocínio do Muriaé tem um nome bem criativo e que só serve para avisar os cariocas (que por algum motivo decidiram ir para o mato que é Minas Gerais) que Muriaé está mais para frente. É essa a função de Patrocínio do Muriaé, ou ao menos deve ter sido para escolher um nome tosco como esse.

Nome[editar]

O que é um Patrocínio? Já existe uma Nossa Senhora do Patrocínio, por que não Patrocínio do Muriaé? Vai saber, talvez essa nossa senhora do Patrocínio, um dos milhares de nomes para a padroeira do Brasil, seja a santa dos publicitários. Se não for isso não se sabe o porquê de um idiota ter dado o nome de Patrocínio do Muriaé para uma cidade.

Enfim, o nome não tem o menor significado e a cidade só serve para as pessoas passarem por ela na BR.

Cidade[editar]

Do que adianta contar a história da cidade se ela se resume à emancipação dela de Muriaé? Na verdade essa ideia de emancipar uma cidade e dar o nome de Patrocínio do Muriaé foi mais ou menos o seguinte:

Cquote1.png Senhor prefeito! conseguimos emancipar a cidade, mas ela tá sem nome, e agora? Cquote2.png
Estagiário babaca

Cquote1.png ... Cquote2.png
Prefeito latinha de coca

Cquote1.png Esta me desaprovando senhor? Cquote2.png
Estagiário babaca falando com o prefeito latinha de coca

Cquote1.png ... Cquote2.png
Prefeito latinha de coca

Cquote1.png T-t-tudo bem senhor! Vou arrumar um nome! Cquote2.png
estagiário babaca

E, assim foi que surgiu o nome da cidade, pelo visto não havia um prefeito ou ele saiu para comprar outra latinha de coca em uma padaria em Patrocínio do Muriaé. Provavelmente o estagiário achou que ia ser maneiro e conseguiria entrar em uma panelinha se ele desse o nome de Patrocínio do Muriaé. Afinal posterior a Patrocínio há Lage do Muriaé.

Para chegar até a cidade, terá que passar por um lugar chamado Sapucaia que nada mais é do que um aglomerado de casas de pessoas que foram para patrocínio à trabalho e não alcançaram o objetivo na empresa de laticínios que se sedia por lá, dando emprego digno para os cidadãos que conseguiram morar na cidade.

Cidadãos Ilustres[editar]

Patrocínio é conhecido, por seus cidadãos ilustres que marcam a vida de todos que cai por lá. Segue a lista de cidadãos ilustres:


Claudinho da Folia: Logo que pisar na cidade (caso for mulher), será recepcionada com um rapaz lindo, vistoso, cheiroso dizendo ' "EU GOSTO DE MULHER!"' e consequentemente, receberá o melhor abraço de sua vida;
Jiló: Jiló é um cidadão bem querido na cidade de Patrocínio do Muriaé, pois se locomove com uma carrocinha levando seus parças(cachorros) e também é chamado para atuar no palco do circo Mariano em todas as edições para demonstrar sua beleza. Seu nível de beleza e sensualidade é altíssimo, fazendo com que o mesmo ganhe todas as edições do campeonato de beleza do circo, porém ainda perde comparado ao Claudinho que é uma categoria maior que ele;

Turismo[editar]

Depende da BR do ecoturismo um Muito apreciado pelas cachoeiras incríveis de 13 centímetro,s algo que não existe em outras cidades de Minas que geralmente possuem cachoeiras de 5 centímetros, a cachoeira do gato é a mais usada para o esporte de "lançamento de barquinhos de papel", o nome da cachoeira vem do fato pois...

Em seu tour pela cidade o que não vai faltar é turismo, pois a cidade tem uma grande lista de botecos e igrejas( Mais ou menos 10 para cada 5 pessoas). A cidade também conta com as ruas bem calçadas sem nenhum paralelepípedo solto ou pontiagudo. Um turismo MUITO interessante, certamente muito interessante.

Lazer[editar]

A cidade tem uma rua com o nome de Lazer, onde os pais (poucos que restaram) levam seus filhos para se divertir.

Patrocínio é um lugar onde a maioria dos jovens e crianças não sabem quem sãos seus pais, pois estes trabalham param mandar dinheiro para os filhos que moram com suas mães na cidade, ou saíram para comprar cigarro e não voltou.
É comum também encontrar alta taxa de aglomeração nos bares, como no Joel, Gláucia e Cláudio(não vai confundir com o Claudinho não hein) nos finais de semanas(ou seja, todos os dias, porque o povo mais reclama do que trabalha)