Peabiru

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Serjão entrevista.jpg Enxada-2.pngEsti artigu é caipira, sô!!Enxada-1.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!

Carl Johnson.jpg Essi artigu é faveladu!

Nem por isso tá involvida cum droga, putaria ou ladruagi!

Não leia se for alemão ou do BOPE!


Peabiru País-Biru, Paris-Biru
[[Imagem:{{{imagem}}}|150px]]
Bandeira
Beber Cair e Tentar Levantar
Hino Peabiru, cidade clone de Campo Mourão, mas ainda mais mal sucedida
Local Bandeira do Brasil Brasillink={{{3}}} ParanáCidade de Interior
Idioma Pé VeRRRmeio, manês
Geografia
Clima Frio no Inverno, e Calor pra Caralho nas outras estações...
Locais de Referencia Buracão feito pelo escoamento das aguas (nãaoo, de pinga), mata do orico e sua misteriosa onça
Economia Tráfico de Drogas e Lavagem de dinheiro, Prostituição, hospedeiro dos parasitas de Campo Mourão, soja, milho, fumo em tudo mundo
Produtos Exportados Crack, maconha nos quintais, galinzés também, fornecedora de bibicletas pros bandidos de Campo Mourão...
Política
Governo
Nuvola apps core.png
PMDB
Atual Prefeito
Nuvola apps core.png
João Carlos Klein
Vice-Prefeito
Nuvola apps core.png
{{{vice}}}
Mídia
Cidadãos Ilustres
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Celsinho Gay, Chicão loko da praça, Véio Bosta de Cobra, Mudo eletricista, Sarita, Luis do Colo, mendigo Papai Noel
Esporte Símbolo Corrida da trilha do índio, ótimo programa de índio
Santo Local São João Batista e anabatista


Cquote1.png É a rodovia mais antiga do Brasil!. Cquote2.png
Os raros peabiruenses que ainda se importam em prestar atençao na aula pra saber o motivo da cidade ter um nome tao bobo

Cquote1.png Peabiru é caminho para o sertão!. Cquote2.png
um livro

Cquote1.png Peabiru é grama amassada!. Cquote2.png
outro livro

Cquote1.png Peabiru é caminho para as montanhas de ouro!. Cquote2.png
mais um livro

Cquote1.png Peabiru é caminho para o Peru!. Cquote2.png
mais outro livro, ou talvez um viado

Cquote1.png Caminho de Peabiru non exziste!. Cquote2.png
achou que fosse o padre Quevedo né trouxa? É nada, Lucio Tadeu Mota, antropólogo.

Cquote1.png Peabiru é nome de jeca!. Cquote2.png
mouraoense sobre Peabiru

Cquote1.png Campo Mourão é cidade de corno e ladrão! Cquote2.png
Peabiruense sobre Campo Mourão

Cquote1.png A curva do rio claro ja mato mil! Cquote2.png
Jeremias sobre Peabiru

o que Peabiru tem de melhor.

A Histérica História de Peabiru[editar]

Todo Peabiruense que não é um débil mental orgulhoso de ser débil mental - pior que nao são muitos, conseguiu aprender que o nome da cidade vem do caminho indígena pré-colombiano que cortava a região, desbravado pelo espanhol desbravador, conquistador e introdutor da coca e da maconha na Europa, Cabeza de Vaca, também chamado de Cabeza de Bode e Cabeza de Jumento.
Mouraoense no 7 de setembro de Peabiru.

o pobrema é que ninguém sabe traçar direito o caminho desse trem de estrada indígina. que ele ia do litoral e chegava até o rio Paraná, ótimo, e que depois seguia até o Império Inca , legal. mas começada exatamente donde e terminava exatamente donde ninguém sabe. pior. tem trocentos milhões de ramais. tem ramal que sai do Paraná e vai dar na Bahia - esse além de folgado é viado. tem outro que sai daqui e vai dar no litoral de Santa Catarina - esse é bem mais lógico, já tá perto do Rio Grande. o próprio Cabeza de Bagre não teria passado exatamente em Peabiru, e sim em um ramal mais embaixo, que dava em Guarapuava, pra aqueles cantos. os únicos pontos que dá pra dizer com certeza que eram do Peabiru são os que estão ainda ladeados por pedras. por que os indios ladeavam o caminho com pedras? por que eles pintavam eles pra ficar igual zóio de gato das rodovias.

Potencial Turístico, Econômico e Exotérico do Caminho de Peabiru e demais[editar]

Como ninguém sabe onde passava esse trem, ele podia passar em qualquer lugar. ótimo ponto pra empresário safado que quer ganhar dinheiro de tonto. cria-se um caminho no mapa e sai-se vendendo o legitimo traçado do caminho pré-colombiano. graças à burguesia brasileira, temos a satisfação de ter o único Caminho de São Tiago de Compostela do Hemisfério Sul - ótimo trajeto pra hippies e esotéricos trouxas, a fim de uma viagem transcendental.

Há alguns anos atrás, havia outra atração turística, a famosa e mundialmente conhecida Corrida da Trilha do Índio, um enduro a pé, árduo e exaustivo que cortava rios, florestas, montanhas, mares, vulcões, bocas de fumo, passeatas de ativistas LGBTSNPXH, e assistir 15 minutos de Zorra Total e A Praça é Nossa. As gerações atuais, ouvintes eufóricos de Justin Bieber e One Direction, não sabem o quanto era estimado e enaltecido o vencedor (ou a dupla vencedora) dessa competição municipal, só disputam jogos on-line no PS4, e estão cada vez mais voltados as coisas "coxinhas" da vida. Dúzias de munícipes das cidades circunvizinhas se inscreviam para a prova, ou vinham acompanhar a competição, fazendo com que a cidade ficasse tomada de visitantes... mais de cinquenta. Todos se deslocavam para o local das provas, a aproximadamente 15 quilômetros da área urbana, onde uma ainda existe ponte que atravessa o Rio do Campo, o exato local no qual era dada a largada. Havia prêmios (além da honra e glória comparada a de um vitorioso gladiador Romano) em dinheiro para a dupla vencedora, embolsavam quase Cem Reais, descontados os impostos. Como muitos participantes vinham de outras cidades, poucos peabiruenses levavam o prêmio, pois como estavam sempre bêbados (hábito comum local), se perdiam na mata ou morriam afogados, mas isso não diminuía a motivação dos participantes. Reza a lenda que a prova deixou de existir, porque Chuck Norris a realizou em 23.7 segundos, declarando que o caminho da porta da sua casa até seu portão era mais difícil, levando assim ao descrédito da comunidade internacional de enduros a pé. Outra hipótese mais difundida, é a de que o alemão mão branca (Heil Hitler) que não estava tirando seus 4 anos de férias, endividou a cidade que não poderia arcar com os elevados custos de realização da prova, muito menos para asfaltar o caminho de até onde a mesma era realizada (até hoje uma estrada esburacada e cheia de pedras), extinguindo a competição.

E quem disse que gente importante não visita nóis? Óia ai o Ratinho comendo e não pagando, e ainda aliciando algum otário pra participar do programa dele!

Política[editar]

A política é realizada apenas a cada 2 anos, às vésperas das eleições para presidente e às vésperas das eleições a prefeito... aliás, em Peabiru não há eleição para prefeito, o que acontece é um plebiscito para que o "povo" decida se o alemão mão branca continua no poder ou saia 4 anos de férias e passe a vez para outro.

A cidade também tem um candidato "Lula", já tentou ser eleito várias vezes e só toma cacete, mas como é teimoso como todo petista disse que vai tentar até ser eleito igual o Lula fez (o nosso medo é que ele consiga!)

Há também um candidato que recebeu das mãos de Deus a missão de governar Peabiru por 8 anos, mas como os peabiruenses são filhos do capeta, decidiram no plebiscito de 2004 que ele deveria sair e deixar o alemão mão branca voltar das férias.

Raposo Tavares esteve aqui[editar]

assim sendo, a região foi núcleo de passagem de exploradores espanhóis que estavam construindo Assuncion do Paraguay - talvez seja essa a origem da relação tão profunda que temos com os sacoleiros - todo mundo aqui dá dica de como eles podem enganar os filadaputa dos policiais rodoviários que nunca prenderam um ladrão de verdade. A cidade vizinha, Fenix, foi a Cidade de Vila Rica do Espírito Santo, até 1630. o que colocava Peabiru como área de influência da Provincia do Guaíra. Ou seja, se o Raposo Tavares tivesse ido direto procurar o cu do judas no Amazonas invés de vir aqui pra matar a indiarada, jesuítas e burocratas espanhóis, teríamos a felicidade de ser paraguaios e lucrar com a muamba. ao mesmo tempo, talvez seja essa a origem das relações profundas com o estado dos corinthianos bandidos São Paulo

foto aérea do lugarejo.

A Histérica História de Peabiru 2[editar]

por isso a um certo fascínio pelos índios aqui - invés de querer derruba-los da ribanceira com caminhão e tudo, como fizeram o povo de Umuarama, pra acabar com os últimos chetas, povo Jê, o povo daqui se satisfaz em tirar sarro dos índios pinguços que vem da reserva índigena pra vender balaio de gato na rodoviária. sempre tive a curiosidade de saber como a indiarada aguentava o frio daqui. depois que vi uma indiazinha de uns 4 anos peladas numa manha que tinha dado geada, meu interesse se acabou.

Existiam duas tribos na região: macro-jê parentes do chetá e xokleng, e os mais evoluidos (papinho reaça não?) guaranis de algum tipo - antropófagos como todo guarani antropófago: homem que come outros homens. tá aí a origem de Celsinho Gay, Sarita, Zé do Colo, e outros peabiruenses afamados.

O que Peabiru tem de Bão[editar]

Em uma palavra, muié bunita (opa, foram duas). Se você tem uma caminhonete cabine dupla, esse é seu lugar. Pena que na briga gaúchos-imigrantes vs. paulistas, os primeiros tão perdendo feio de uns anos pra cá. A população mista de Peabiru tá sendo rapidamente substuida por um monte de paulistas bêbados e maconheiros, tudo mano (a que saudade do tempo que os retardados da cidade eram os skatistas e os cowboys). um povinho que não toma banho e nem lava suas roupas. você os nota a distância. Principalmente suas mulheres, que ao contrário das antigas gauchas-imigrantes, são tudo barriguda, da cara torta, tatuadas, cheias de piercing até no danoninho, e com cabelos Bombril.

aqui o carneiro te recebe com vinho na mão!.

Peabiru tendo como modelo, um modelo falido: Campo Mourão[editar]

com tanta cidade decente pra Peabiru se inspirar, ou roubar ideias mesmo, vai copiar justo Campo Mourão... é pra levar ferro mesmo. Campo Mourão tem Carneiro no Buraco? Peabiru tem que ter Carneiro ao Vinho! Já que Campo Mourão copiou a cidade vizinha em várias coisas, inclusive o hino da cidade, tinha que ter o troco né... Todos, TODOS, que vem a cidade pra degustar o prato típico reclamam, dizendo que compensava mais servir só o pirão feito com o caldo do carneiro ao vinho com a couve e o arroz puro, do que o carneiro ao vinho, que fica catingando... mas todos retornam no ano seguinte. e o que é pior, os proprios peabiruenses que passam os dias anteriores da festa do prato da cidade xingando ele, depois vão tudo correr pra matriz comer... Ao menos não tem a piadinha batida, sofrida pela companheira de divisas geográficas: "comer carneiro, no buraco, é apertado, rárárá" Só Chuck Norris para suportar essa piada como instrumento de tortura! será que é só pra ganhar o prato ou é pura frescura no rabo? afinal carrrne é carrrne e ponto finau.

Peabiru vs. a renca[editar]

As brigas entre as cidades da região é notória. poucas são as microregiões com tanto quebra pau e arranca rabo como a nossa. quem sai de Araruna e vem pra Peabiru apanha, quem vem de Engenheiro Beltrão pra Peabiru apanha também,quem vem de viatura também apanha, sem contar que quando a gangue de Peabiru desce pras cidades vizinhas bate nos morados das mesmas. Quem vai de qualquer lugar do mundo pra Campo Mourão é assaltado pelos manos, agora Peabiru está mais foda, querendo imitar Sarandi, mas não temos armas e nem trafico pesado, só um bando de retardados com revolver calibre 32 que acham que são foda. E todas essas brigas se relacionam de todas as formas possíveis, envolvendo : maquina de solda, motor de betoneira, butijão de gás (mas esse é por que acabou o gás la em casa ). A Policia não da mais conta dos manos da cidade, na ultima briga quiseram apavorar e foram aparados voltando de ré na base das garrafadas, pediram reforços e vieram mais dois policiais de bicicleta, sendo um deles o todo poderoso Mané banguela Sorriso vazio Tião Galinha e sua super espingarda calibre 12 na qual ele não deu nenhum tiro até hoje, pelo simples fato de não conseguir engatilhalá, não sendo suficiente a ROTAM veio de campo mourão com seis camburões e chegou metendo bata em todo mundo, até hoje tem corpo jogado lá no chão.

Casa de um peabiruense

Hediondos crimes de Peabiru[editar]

Temos também crimes que ficam nos anais da história policial do Estado do Paraná, causos pra Alborghetti nenhum botar defeito. temos um alto índice de afogamentos numa cidade que nao tem prainha de rio, temos o causo dos irmaos manos de crime que por causa de desavença na hora de dividir as pelota de crak um esperou o outro dormir pra abrir suas ideias com uma machadada na cabeça, ou dos cortadores de cana que resolveram tirar suas desavenças a limpo na praça - em meio a uma luta jedi de foices, que acabou em uma decapitação completa e um nego sem braço, ou ainda o cara que foi esfaqueado num bar e correu meia cidade pra morrer no quintal do vizinho - isso que é correr a toa, podendo ir correndo pro hospital, posto de saúde, vai correr emaranhando os pé nas tripas que ficaram de fora pra chegar na casa do vizinho? Teve também o caso do cara que teve a cabeça esmagada a pedradas por motoqueiros... esse mesmo que quisesse não poderia se arrastar até o o hospital porque não tem mais hospital em Peabiru. Agora tem o caso do cara assassinado no carneiro ao vinho, tomou 10 tiros de 9 milimitros te fabricação israelense, sendo 5 na cara, na frente do palco, por volta das 9 da noite, acabando com a festa de todo mundo (----nunca tem porra nenhuma aqui, po nem pro cara esperar até as 11 pra matar) e pra ajudar as balas ainda fizeram buraco em um das poucas ruas que prestam na cidade.


Buracos na Rua (ou Rua nos Buracos?)[editar]

As ruas da cidade estão tão cheias de crateras que os discípulos do alemão mão branca já desistiram de colocar cavaletes da Prefeitura para sinalizar, já estão pensando seriamente em colocar placas fixas n os buracos.