Peludinho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gatoxxx.jpg Este artigo trata de um mamífero.

Ele chupa o peito da mãe quando criança e possui muitos pelos no corpo.
Ele ainda pode ser o seu melhor amigo.


Peludinho é o cãozinho de pelúcia da Chiquinha, mas ele também já foi o Chaves e um cão (cachorro e não demônio) de verdade na imaginação da Chiquinha. Ele teve um episódio apenas, mas foi especial porque foi um musical plagiado posteriormente por Hollywood, mas claro que não tinha nem metade da classe.

Como teve início[editar]

Peludinho-Chaves entrando no cio.

A Chiquinha, assim como a maioria dos pirralhos queria um animalzinho de estimação, de preferência um cachorro pestilento porque, não tem jeito mesmo, os humanos não possuem noção do ridículo e do perigo, portanto fazem parceria com cães e até tentam transformá-los em primatas. Chilindrina começou a encher o saco de seu Madruga, mas como ele não gosta de desperdiçar dinheiro com porcarias do tipo, bichinhas de estimação e pagar o aluguel, ele não deu um cão à filha. A Chiquinha tinha então, três opções: Se conformar, coisa desaconselhável quando você vê que forçando um pouco arranca o que quer de algum otário. Segunda opção seria fazer chantagem emocional ficando doente, mas como ela tem bicho carpinteiro e não consegue ficar parada, não seria convincente. De modo que partiu para a terceira opção: Fazer o Chaves de cachorro, o que não é difícil devido às características que ele tem.

Peludinho-Chaves[editar]

Não precisou nenhuma bruxaria da Dona Clotilde (Na verdade essa era a quarta opção): O Chaves, apenas por alguns caramelos e bolachas Maisena, aceitou passar por cachorro. Se não concorda que ele combina, vamos à algumas observações: O Chaves usa aquele boné que tem costeleteiras no estilo das orelhas de algumas raças de cachorro, mas isso é o de menos. O Chaves se alimenta ao modo dos cães, não lembra em nada um macaco, muito menos um macaco humano. Está sempre com a cara suja e já naquele tempo a tinha meio caída como a de um buldogue, apesar dele sempre acusar só os demais de estarem com a cara derretendo, porque nem o Chaves nem o Bolaños se enxergam.

O Chaves vive fazendo merda e depois só diz que foi sem querer, os cachorros aprontam, mordem todo mundo depois fazem cara de arrependidos lambem, abanam o rabo e tals. Bom, os cães convencem melhor de que foi um ato impensado, mas isso é outra história. O cachorro Peludinho foi a melhor interpretação da vida do Bolaños indiscutivelmente, parecia que ele havia nascido cachorro, mas novamente o Seu Madruga não concordou em parte por achar absurdo o Chaves de cachorro, em parte porque além da retardadisse do Chavez teria ainda que aturar as mordidas, xixi no tapete e sarna do Chaves, que é pior que a de um cachorro verdadeiro.

Conclusão da bagaça[editar]

Peludinho mais decente.

O Chaves não pôde mais fazer o Peludinho para Chiquinha, então quem o substituiria? Seu Madruga desconfiou de todos que se apresentaram como candidatos, entre eles alguns pedófilos furry. A solução veio com uma bruxaria sugestão da Dona Clotilde, que foi transformar o ursinho da Chiquinha, que ela até já havia enjoado e esquecido em um cachorrinho de pelúcia. Calma, não transformar literalmente, mas sim substituir, até porque o ursinho estva velho para carai.

Assim, o Peludinho criou vida e mesmo sendo de pelúcia, tem mais vida que alguns personagens. A Chiquinha ficou quase tão feliz quanto se fosse um cãozinho Satanás de verdade e até cantou para ele. No fim, o Chaves com voz de Teletubie Peludinho também canta para ela, deixando um legado poético e sublime para a música e a poesia.

Uivando A canção[editar]

Peludin din din Peludão dão dão Meu cãozinho zinho zinho Peludin din din Peludão dão dão Você mora no coração (Bis)

Eu tenho um cãozinho que se chama Peludinho, dinho, dinho (bis) E quando eu o acaricio, ele fica bem feliz (bis)

(Repete tudo)

Ver também[editar]