Pentatlo moderno

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Pentatlo moderno é uma competição bizarra, tão bizarra que nem a Associação Internacional de Federações de Atletismo se interessa em fiscalizar a competição mesmo o ´decatlo sendo do atletismo, então foi criada a União Internacional de Pentatlo Moderno para cuidar do esporte, embora seja a federação esportiva mais inútil do mundo, pois jamais conseguiu valorizar ou tornar o esporte mais atrativo.

Antes a competição durava cinco dias, mas então alguém teve a ideia de unificar a prova do tiro com a corrida, então diminiu a competição para quatro dias, assim diminuindo o sofrimento de quem comprou o ingresso para assistir esta porcaria.

A popularidade do esporte é incrivelmente baixa, absolutamente ninguém se importa com ele, e ninguém entende ainda porque ainda não descontinuaram a sua prática nas olimpíadas, pois é a modalidade mais esquecida da competição. O esporte não apenas quase não tem atletas que se predispõem a praticar essa porcaria, como o público é sempre baixíssimo (as vezes próximo do zero) claro, pois ninguém é tão desocupado para se predispor a assistir uma competição chata com cinco esportes chatos por cinco longos tediosos dias. Por isso países culturalmente mais elevados com povo mais alegre e feliz como Brasil, Burkina Faso e Tuvalu não veem o pentatlo como esporte popular, enquanto países com altos índices de suicídio e depressão como Hungria, Suécia e Lituânia tem como o pentatlo um esporte popular.

História[editar]

Competição de tiro no pentatlo, diferente do tiro esportivo.

O criador deste esporte foi o excêntrico barão Pierre de Coubertin, que inspirado nos antigos soldados gregos espartanos em suas práticas homossexuais e metrossexuais, competiam com práticas de zoofilias com cavalos desconhecido, masturbação com lanças, luta de espadas, pulamento de cerca e natação.

A modalidade foi introduzida nas olimpíadas de 1912, e embora nunca tenha feito sucesso, foi mantida até 2020. A competição foi introduzida para as mulheres nos jogos de Sydney 2000, como tentativa de popularizar mais o esporte com a presença de belas mulheres, mas as únicas competidoras eram só umas tribufus.

Provas[editar]

  • Briga com dildos - Os competidores devem empunhar seus maiores itens de masturbação e combater adversários em alto nível. Quanto mais o orifício anal do atleta aguentar um item desses, mais vantagem ele terá com um dildo maior para competir.
  • Esporração 200 metros - Os competidores devem se jogar numa piscina e se debaterem feito uns desesperados por 200 metros.
  • Zoofilia - Os competidores devem montar num animal quadrúpede oferecido pela federação e galopar por um circuito repleto de obstáculos, com a Mônica Mattos no fim.
  • Corrida com tiro - É uma regra tão imbecil que combina tiro ao alvo, com corrida, com competição de matemática e cálculo integral de conjuntos hexadecimais. Para facilitar, apenas tente correr pra caralho e acertar todos os tiros, que se dará bem.
v d e h