Pernambucano

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikify.png Por favor, alguém arrume este pobre artigo segundo as diretrizes estabelecidas no livro de estilo antes que alguém infarte lendo esse artigo mal formatado...
AVISO: NÃO REMOVA ISSO ANTES DE TER CERTEZA ABSOLUTA QUE O ARTIGO JÁ FOI COMPLETAMENTE "WIKIFICADO", SENÃO VOCÊ PODERÁ SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS!
Dica: não sabe como wikificar um artigo? Então leia AGORA o nosso Tutorial Wiki! Ou peça ajuda para os usuários mais experientes...
Bandeira de Pernambuco.JPG Oxe, mô véi! Ess'artigo foi'xcrito por um caba pernambucano arretado da porra, visse?
E num é que tá arrumadinquisó, fera? Oxente, quiporréessa?!
Goxtasse não, pai?! Vátilaxcá, seu fi di rapariga!! Bicho tabacudo do carai!!!
Tái feito baiano, é?! Ora, porra! Vô contá pá tu desaparecê, visse? Um, dôx, trêx!!! Lavra, frexco!!!
Q'eu vô pegá ar nêga lá na Praia de Boa Viagem e na Praia do Sport, min!
Atomic.gif Atenção!!!
Ninguém viu nenhum nordestino jogando GTA5 ou Winning Eleven, portanto que se dane.
Um pernambucano que morava na caatinga.

O Pernambucano (pre-homo pernambucaniensis) é uma raça da espécie proto-homo nordestinensis. Conhecida por ser uma das espécies que aguentam tomar Pitú, são descendentes de Holandeses, Portugueses, Índigenas e Pretos. Existe uma sub-raça chamada cabôco(vide Caboclo), que vivem na beira do Velho Chico. São apenas supostos descendentes de pretos e de índios/nativos americanos (embora o caboclo/hispanico original seja o mameluco e não o zambo; também de desconhece a irrazão de um povo vindo da siberia ter sido denominado com o nome do rio Indo). Um bom exemplo de pernambaca (como os pernambucanos são chamados no resto do NE graças ao site do Sport e seus fanáticos recifails) era a Maria do Carmo, aquela que a Nazaré Tedesco perseguiu a novela toda pra roubar a gostosinha da filha dela (só mesmo na novela aquela gostosa era filha de uma pernambaca por que o autor era pernambaca). Tal como a dita cuja o dialecto destes seres engloba palavras muy cultas e refinadas tipo "mutcho", visse (algo como "ouvistes" no sentido de reafirmação interrogativa que indica insegurança frente ao grau de atenção do ouvinte) e cia.

Basicamente o pernambucano vive de catar caranguejo no mangue ou do turismo sexual durante o carnaval de Olinda e Galo da Madrugada, mas quando não se trata de um pernambucano oriental, vive na seca e portanto nem caranguejo pra catar no fedido bioma litoraneo caracteristico de sua urbe mor possui. O pernambucano varia muito no padrão comportamental; enquanto o pernambucano do leste (diga-se recifense) é metido a megalomaníaco, o pernambucano ocidental é um ser humilde e com déficit de auto-estima. Isso se deve a ser ainda mais fodido que o seu conterrâneo do leste graças a sua geografia fodida e ressequida onde se plantando quase nada dá (se não fossem os gaúchos em Petrolina, o oeste pernambucano praticamente não existiria a nível econômico). Reconhecer um pernambucano no meio de outros nordestinos não é tarefa tão díficil assim. O pernambucano é mais violento que o piauiense, tem gosto musical menos pior que o maranhense (mas quase tão terrível quanto), reflecte menos fótons que o cearense, é menos desconhecido que o potiguar e o sergipano, menos homicida que o alagoano, menos cabeçudo que o paraibano, menos irresponsável que o baiano.


v d e h
Seres que você encontra no Bandeira do Brasil Brasil

Geral: Branco - Caipira - Cigano - Extraterrestre - Negro - Nordestino - Paulista - Fluminense - Índio - Xavante - Nipobrasileiro

Regional: Acreano - Alagoano - Amapaense - Amazonense - Baiano - Brasiliense - Capixaba - Catarinense - Cearense - Fluminense - Gaúcho - Goiano - Maranhense - Mato-grossense - Mineiro - Paraense - Paraibano - Paranaense - Paulista - Pernambucano - Piauiense - Potiguar - Rondoniense - Roraimense - Sergipano - Sul-Mato-grossense - Tocantinense