Pernambucano

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikify.png Por favor, alguém arrume este pobre artigo segundo as diretrizes estabelecidas no livro de estilo antes que alguém infarte lendo esse artigo mal formatado...
AVISO: NÃO REMOVA ISSO ANTES DE TER CERTEZA ABSOLUTA QUE O ARTIGO JÁ FOI COMPLETAMENTE "WIKIFICADO", SENÃO VOCÊ PODERÁ SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS!
Dica: não sabe como wikificar um artigo? Então leia AGORA o nosso Tutorial Wiki! Ou peça ajuda para os usuários mais experientes...
Bandeira de Pernambuco.JPG Oxe, mô véi! Ess'artigo foi'xcrito por um caba pernambucano arretado da porra,
visse? E num é que ele tá arrumadinquisó, fera? Oxente, q'porréessa?! Goxtasse
não?! Vô contá pá tu desaparecê: um, doix, trêix! Lavra, frexco!!
Atomic.gif Atenção!!!
Ninguém viu nenhum nordestino jogando GTA5 ou Winning Eleven, portanto que se dane.
Um pernambucano que morava na caatinga.

O Pernambucano (pre-homo pernambucaniensis) é uma raça da espécie proto-homo nordestinensis. Conhecida por ser uma das espécies que aguentam tomar Pitú, são descendentes de Holandeses, Portugueses, Índigenas e Pretos. Existe uma sub-raça chamada cabôco(vide Caboclo), que vivem na beira do Velho Chico. São apenas supostos descendentes de pretos e de índios/nativos americanos (embora o caboclo/hispanico original seja o mameluco e não o zambo; também de desconhece a irrazão de um povo vindo da siberia ter sido denominado com o nome do rio Indo). Um bom exemplo de pernambaca (como os pernambucanos são chamados no resto do NE graças ao site do Sport e seus fanáticos recifails) era a Maria do Carmo, aquela que a Nazaré Tedesco perseguiu a novela toda pra roubar a gostosinha da filha dela (só mesmo na novela aquela gostosa era filha de uma pernambaca por que o autor era pernambaca). Tal como a dita cuja o dialecto destes seres engloba palavras muy cultas e refinadas tipo "mutcho", visse (algo como "ouvistes" no sentido de reafirmação interrogativa que indica insegurança frente ao grau de atenção do ouvinte) e cia.

Basicamente o pernambucano vive de catar caranguejo no mangue ou do turismo sexual durante o carnaval de Olinda e Galo da Madrugada, mas quando não se trata de um pernambucano oriental, vive na seca e portanto nem caranguejo pra catar no fedido bioma litoraneo caracteristico de sua urbe mor possui. O pernambucano varia muito no padrão comportamental; enquanto o pernambucano do leste (diga-se recifense) é metido a megalomaníaco, o pernambucano ocidental é um ser humilde e com déficit de auto-estima. Isso se deve a ser ainda mais fodido que o seu conterrâneo do leste graças a sua geografia fodida e ressequida onde se plantando quase nada dá (se não fossem os gaúchos em Petrolina, o oeste pernambucano praticamente não existiria a nível econômico). Reconhecer um pernambucano no meio de outros nordestinos não é tarefa tão díficil assim. O pernambucano é mais violento que o piauiense, tem gosto musical menos pior que o maranhense (mas quase tão terrível quanto), reflecte menos fótons que o cearense, é menos desconhecido que o potiguar e o sergipano, menos homicida que o alagoano, menos cabeçudo que o paraibano, menos irresponsável que o baiano.


v d e h
Seres que você encontra no Bandeira do Brasil Brasil

Geral: Branco - Caipira - Cigano - Extraterrestre - Negro - Nordestino - Paulista - Fluminense - Índio - Xavante - Nipobrasileiro

Regional: Acreano - Alagoano - Amapaense - Amazonense - Baiano - Brasiliense - Capixaba - Catarinense - Cearense - Fluminense - Gaúcho - Goiano - Maranhense - Mato-grossense - Mineiro - Paraense - Paraibano - Paranaense - Paulista - Pernambucano - Piauiense - Potiguar - Rondoniense - Roraimense - Sergipano - Sul-Mato-grossense - Tocantinense