Peru-selvagem

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Peru (ave))
Ir para: navegação, pesquisa
Piroca-selvagem
Só um passarinho obeso e esquisito
Só um passarinho obeso e esquisito
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Acordados
Classe: Voadores
Ordem: Frangolinos
Família: Faisãonídeos
Gênero: Maledito
Espécie: Piroca-selvagem
Maledito gallopante

Cquote1.png Eu tenho um Cquote2.png
Tio Sam sobre Peru de natal
Cquote1.png Glu-glu Cquote2.png
Peru sobre Peru
Cquote1.png Só eu que nunca vi um voando? Cquote2.png
Você sobre Peru de natal
Cquote1.png Eu nunca comi um Cquote2.png
Mendigo sobre Peru de natal
Cquote1.png Por que eles comem peru no natal? Cquote2.png
Papai Noel sobre Peru de natal
Cquote1.png Vamos lá, só hoje 3 pelo preço de 2 Cquote2.png
Açougueiro sobre Peru de natal
Cquote1.png Protejam os perus! Cquote2.png
Vegetariano sobre Peru de natal
Cquote1.png Não era um país? Cquote2.png
Lula sobre Peru de natal
Cquote1.png Parece um frango Cquote2.png
Sua vó sobre Peru de natal

Peru-selvagem, ou simplesmente piroca peru, é uma ave inútil que não voa por ser muito gorda. Ela é criada em fazendas para ser sacrificado e comido nas refeições de natal. O Peru é muitas vezes confundido com a galinha ou com o frango, porém o peru é muito maior que eles.

Descrição[editar]

Peru durante o Natal

Vive em qualquer lugar habitável, e pode até ser criado em casa até os mendigos podem criar ele. O peso pode variar muito, de 50kg até o peso da sua mãe 150kg. Se alimenta de qualquer coisa que seja comestível. A fêmea é um pouco maior que o macho isso porque durante o acasalamento o macho que vai em cima. O peru bota cerca de 1 dúzia doze ovos por ano porém se a mãe peru for uma vadia que faz com um monte de perus essa quantidade pode chegar até 20 ovos. A mãe abando os filhotes logo apos o seu nascimento, então os filhotes são obrigados a sobreviver sozinhos até serem adotados por alguém que cuide deles, são um grande alvo de gambás e grandes roedores.

Ritual de acasalamento[editar]

Durante o ritual de acasalamento o peru macho precisa roubar um carro importado para poder deixar a perua impressionada, porém as vezes só o carro não é suficiente, as vezes é preciso que o peru macho traga flores para a fêmea. Quando o macho impressiona a fêmea ele a leva para um motel. Chegando lá a fêmea veste uma camisola sexy e o seduz. Depois disso o acasalamento começa. No dia seguinte a fêmea abandona o macho antes de ele acordar e leva o seu carro embora, o macho quando acorda fica decepcionado e vai em busca de outra fêmea, e ai o ciclo começa de novo.

Ciclo de vida[editar]

Perus percebendo que vão servir de alimento

A vida de um peru é muito curta, depois que nasce e é abandonado pela mãe ele procura um lugar para viver, porém na floresta ele não tem chance já que os outros animais se alimentam dele. Então o pobre peruzinho de japonês procura uma fazenda, onde vive la o resto de sua inútil vida, até o natal chegar e o fazendeiro mata-lo para a refeição. Alguns tentam até fazer uma fuga, porém ela nunca da certo, e se da certo os pobres perus morrem atropelados por caminhoneiros bêbados que não reparam sua presença na estrada.

Sociedade Protetora dos Perus[editar]

Sociedade Protetora dos Perus (S.P.P) é o grupo organizado que luta pelos direitos dos perus. Ele foi formado em 2001 com o intuito de combater o vicio que é comer esses pobres animaizinhos indefesos. Em 2002 realizaram uma passeata na Avenida Paulista, porém graças a isso vários membros dessa sociedade foram presos e até executados em locais desabitados. Em 2005 o grupo voltou com força total para fazer outra passeata e dessa vez a passeata teve um pouco de sucesso, depois dela foi criada a lei de proteção aos perus virgens, essa lei diz que um peru tem que acasalar pelo menos uma vez na vida antes de ser sacrificado. Em 2009 poderosos membros se aliaram a essa organização, entre eles haviam zeladores de praças públicas e vegetarianos ricos e até mesmo mendigos de Mauá. Esse grupo batalha pelas leis dos perus até hoje.

Peru fugindo da morte