Piedade dos Gerais

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Piedade dos Gerais é uma cidadezinha pequena e infeliz que ninguém se presta a dar uma olhada se todos lá morreram. Perderam contato com Piedade dos Gerais há 11 anos e ninguém foi lá conferir para ver se deu merda ou algo do tipo... Isso devido ao medo de ter que limpar a merda sozinho, pois "problema é teu". Esse é o lema da cidade de Piedade dos Gerais, que de piedade, não tinah porra nenhuma.

História[editar]

Piedade dos Gerais vista de longe. Ainda sim, você consegue sentir o cheiro pútrido da cidade.

Começa quando dois generais demitidos do exército por terem sido pegos se comendo são mandados par ao meio do nada, na esperança de poderem virar machos na marra.

Porém, quando eles começam a ir mato a dentro, obrigados pelos militares que queriam ver seus superiores homens, índios começaram a invadir o recinto onde estavam e matam os dois soldados que levavam os generais. Se aproveitando que os índios de Minas Gerais eram estupradores sem excessões e escrúpulos, eles ofereceram os próprios corpos para serem libertados.

Não doeu nada... Quer dizer, não doeu nada emocionalmente,apenas doeu quando...ELes entraram neles.

Fundação[editar]

Depois que soltos, os índios gostaram tanto dos generais que decidiram fundar uma utopia com eles. Geralmente são essas ideias medíocres que fazem uma cidade pequena nascer. Assim, com Piedade dos Gerais como outra das milhares de cidades pequenas que fedem banheiro público no país, os estrangeiros tem outro motivo ara não visitar o Brasil.

Além disso tudo, os fundadores da cidade eram tão pão duros (ou então, tão duros mesmo) que não conseguiram reunir nem 2 reais para fazer a fundação do município de acordo com a instituição (i)legalizada de Minas gerais.

Cidade[editar]

A cidade durante a semana é um lixo, durante a manhã só tem gente da roça fazendo a compra do "mêis" no Inho Padeiro ou no Nhozinho , e na parte da tarde fica as mulheres fofoqueiras, sentadas no passeio falando da vida dos outros. A noite tem os muleques funkeiros da roça nas suas motos ( com a descarga "estaladera") sentados na pracinha e/ou comendo Hamburguer ou Macarrão no Cantidio, e o boyzinhos dando rolé em volta da praça com suas super máquinas (compradas pelos seus pais).

Nos Fim de Semana ou pra Bonfim ou pra Belo Horizonte.