Pincel

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.


Mauriciodesousa.jpg Ai, minha mão, porra!

Este artigo é sobre algum desenhista, rabisqueiro ou uma pessoa que não conseguiu emprego de pintor. Ele passa a madrugada desenhando, tem calos no lugar das digitais e é viciado em filmes de violência. Se vandalizar, Adam Warren passará a borracha em você!



Não reclame da imagem de anime: Foi o próprio pincel quem fez e escolheu.
Pincel é quando você não quer usar a caneta tinteiro, mas daí descobre que ele é todo delicado porque tem que se redobrar a delicadeza, o que pra você pode ser bem perigoso... Tá nada de te chamar de biba, mas de fato pra usar o pincel há que se ter mãos de fada, ou ao menos, enquanto estiver com o pincel na mão deve-se imaginar que tem, se quiser criar algo descente com ele.

Verdade...[editar]

Um pincel rebelado pode dar problema no estoque todo.

É verdade uma coisa, camarada: A analogia feita acima é verdadeira, quando alguém acaricia o pau alheio(não se ofenda e pare de ler, porque garanto que vai concordar comigo), tem que ter mãos delicadas, para as bolas mais ainda.

Se você já teve mãos sem jeito e mãos com jeitinho no seu pau, sabe muito bem essa diferença, e isso também continua se a zoeira também for mais adiante, exato: A boca é diretamente proporcional à delicadeza das mãos. Não, não pare de ler, vai se ofender agora com a sugestão de sexo oral?

Saiba que oque eu estou falando é muito sério, em aulas e apostilas, mandam até mesmo, para manter as cerdas bem arranjadas, colocá-las na boca e puxar de modo que o pincel fique certinho novamente, sempre que dá aquela desbagaçada feia no pincel.

Se acha que é puramente sacanagem minha, pesquise. Claro que também existe a parte da sacanagem minha :) mas essas coisas todas são verdade.

Ao manusear o pincel, a delicadeza deve ser similar, nem estou zoando, tem lógica total, e essa lógica é porque se dá na prática. Ao mesmo tempo que a delicadeza se manifesta no pincel, deve haver também firmeza, não pode haver tremedeira... Daí o caso já não se aplica tanto ao pau... Porque no caso do pau as mãos podem até tremer um pouco...

...algumas tremem mesmo :), mas até não é problema, desde que não tremam demais, e aqui acabou a associação com o uso do pincel, que não admite tremedeira mínima que seja. Pronto, se havia se ofendido, a semelhança acabou por aqui.

O que ele deixa[editar]

Nem vou pesquisar quando surgiu(a data de certas coisas jamais é confiável, salvo a patente, que não quer dizer nada), a data estará errada mesmo, nem a história do pincel. Isso é o de menos. O poder do pincel é o que importa: É o mais simples coletor de tinta até uma superfície, depois dos dedinhos primatas. Pintura à dedo é mais simples, mas o efeito, nem de longe chega aos pés... Com os dedos dos pés também não vale, mas há quem faça uso do pincel também com os dedos dos pés... Juro que não pensei em sexo novamente x)

Artista plástica muito criativa fazendo arte até mesmo com brochas.

Alguns artistas não conseguem ficar muito tempo sem manusear um pincel, ele faz parte de suas vidas quase como mijar e cagar as necessiades básicas, não discuta isso, o(a) pintor(a) irá negar até não poder mais. Nem eles costumam perceber: O pincel é mais perigoso que a caneta, lápis, e a própria tinta. O pincel quem manda na parada, mais até do que os já citados qua já são bem perigosos, pode acreditar, quando a pessoa menos espera, o pincel é quem a está utilizando para criar coisas e não contrário, e nem se percebe.

Ver também, se quiser[editar]