Pingo-d'Água

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
A praça mais procurada pelos playboys da cidade.

Pingo-d'Água é uma cidade do tipo "Pingo-d'Água tem três times de futebol diferente mas por ser uma cidade cheia de caipiras e playboys todos os times já fecharam as portas ou não deram certo", só pelo nome já dá pra deduzir que a cidade fica em Minas Gerais e será o tipo de município que você nunca visitará na vida, não porque você não deve mas sim porque você sequer vai conseguir achar o município que mede exatos 20 metros quadrados.

História[editar]

A história do município se resume ao momento mágico que ninguém ficou sabendo que foi a sua emancipação de Córrego Novo. Apesar de tudo, os habitantes não gostam muito disso por dois motivos:

  • Primeiro, o município se emancipou no dia 1 de janeiro, logo, não há um feriado para "o dia da fundação de Pingo-d'Água".
  • Segunda, emanciparam um distrito que tinha um nome aceitável para por um nome ridículo como esse.

O prefeito, um fanático por Pingo-d'Água, ele era irado com os habitantes de Córrego Novo só pelo fato de eles acharem que os habitantes daquele distrito eram um bando de caipiras que arrotavam a cada 5 minutos. Ele também tinha uma ira incontrolável pois desde sempre o distrito de Pingo-d'Água foi passando de mão em mão.

E quanto mais se passa de mão em mão menos valor se tem. O município já tinha sido distrito de três cidades diferentes, então já não estava assim tão "importante".

Com raiva e querendo fazer um ato que poderia ser considerado "fodão e vingativo", ele colocou o nome da cidade como "Pingo-d'Água" que simbolizava a raiva e a ira, apesar de não ter significado nenhum para o município. No fim, o Pingo-d'Água foi esse bananal ter virado um município e agora todo mundo ser chamado de "Pingodaáguanense".

Economia[editar]

Na economia o município é deprimente.

Por ser uma "cidadezinha economicamente dependente" os habitantes fazem compras em cidades vizinhas e não fazem nenhuma compra em Pingo-d'Água pelo simples fato de não ter um shopping (algo que nunca terá em Pingo-d'Água) e pelos produtos locais nunca serem do tamanho esperado (na cidade todo mundo usa o tamanho GGG, só tem o tamanho G e daí fica complicada a coisa).

Como não há espaço para fazer agricultura por lá (uma horta é o tamanho do município) a economia depende do comércio que já é triste.

Se futebol fosse economia o município seria mais pobre que o Zimbábue, três times de futebol e nenhum deles tem sucesso. Geralmente todo mundo do time tem uma barriga de chope e o mais magro do time pesa 120 quilos.

Ver também[editar]