Pires do Rio

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Pires do Rio é mais um desses municípios no caminho de Catalão ou Caldas Novas e sua história e utilidade não passa de ser um ponto de parada de quem se aventura nas esburacadas estradas do interior goiano.

História[editar]

A moderna estação ferroviária de Pires do Rio... É melhor contratar um caminhoneiro mesmo...

Fundada oficialmente em 1922, durante a criação da ferrovia trans-goiana que ligava a Terra do Metal ao Inferno e Bolívia. Como muitos dos peões eram baianos, acabaram ficando por ali mesmo onde criaram um povoado. O coronel que ali tinha uma modesta fazenda de 1 milhão de hectares, resolveu grilar e vender alguns lotes para aqueles miseráveis dos quais viriam a se tornar uma linhagem de escravos da roça que hoje é conhecida pelo nome de "piresino", e passam o dia arando a roça.

Vários tropeiros farofeiros que vagavam pelo interior do Brasil paravam em Pires do Rio para apreciar a prostituição que ali ocorria, e assim a cidade foi se desenvolvendo. Não se sabe porque até hoje os piresinos se orgulham de sua cidade ter sido a primeira planejada do Centro-Oeste, porque se você olhar Pires do Rio bem de perto, verá que nada ali foi planejado (pois se foi, pode ter certeza que foi extremamente mal-feito).

A mais incrível explosão tecnológica foi a chegada em 2009 dos refrigerantes Coca-Cola, e em 2010 do sistema de telégrafos.

Clima[editar]

No inverno faz um frio lascado, por isso a cidade é conhecida como Polo Sul do Centro-Oeste, a formação de geada é muito comum nesse período, pois as temperaturas mínimas podem ficar próximas a 0°C (a menor temperatura oficial já registrada em Pires do Rio foi de -2,1°C em 21 de julho de 1977). Alguns caipiras da região contam que em alguns anos do século XX foram registrado alguns episódios de queda de neve na cidade. No geral, a temperatura máxima média é de 24°C a 26°C, sendo muito incomum alcançar ou ultrapassar os 30°C. Já no período chuvoso, todo dia tem tempestade com raios caindo na cabeça dos caipiras, trovões assustadores, frequente queda de granizo e ventos que passam dos 100 km/h (nessa época não existe energia elétrica na cidade por causa da queda de árvores na fiação elétrica).

Economia[editar]

Mais uma dessas cidades de economia porcaria, que vive do mercado de soja, milho e arroz, e mesmo assim consegue ser a cidade polo daquela região...

Destaca-se também na exportação de sogras linguarudas e velhas fofoqueiras.

População[editar]

População em torno de 27.000 caipiras, contando as galinhas, gatos, cachorros e papagaios que ali infernizam o resto de suas vidas.

Transportes[editar]

Pires do Rio está localizada 2 quilômetros antes do fim do mundo, para chegar, no caminho para Caldas Novas vire em direção ao Afeganistão, abra 7 porteiras, contorne a esquerda, suba uma ladeira, conte dois atoleiros, duas pinguelas e pronto, todos os seus anseios serão saciados.