Poços de Caldas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikisplode.gif
Para os fanáticos religiosos entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Poços de Caldas.
Poços de Caldas
Caipirasô
Brasao-1.jpg
Bandeira
"Capaiz, uai, nóis é metido a rico e ninguém tasca!!"
Hino "CAPAIZ É O LEMA, É FÁCIL DIZER. E VOCÊ VAI APRENDERRR, HAKUNA MATATA..."
Local No centro de um Vulcão ativo
Idioma Mineirês, Caipirês e Balbucianês
Geografia
Clima Frio da peste!
Locais de Referencia Quiêju
Economia Dinhêr, Cônto, Mango, As vezes nenhum destes, pois os poços-caldenses são mais pão duros do que judeus ortodoxos
Produtos Exportados Quiêju, Quiêju minero, Mussariêla, Provoluône, Cachaça...
Política
Governo
Nuvola apps core.png
Fajuto.
Atual Prefeito
Nuvola apps core.png
Seu Lunga
Vice-Prefeito
Nuvola apps core.png
Tarsísio Meira
Mídia
Cidadãos Ilustres
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Pé-na-Cova, Avestruz, Xêra-Cola, Paciência, Ximbica, Véia-do-Lula
Esporte Símbolo Subida de Montanha, Pulagem de Carros, Contamento de vantagens...
Santo Local Caipiroto, San Michell



Habitantes de Poços de Caldas indo para o trabalho
Brasão da cidade


Cquote1.pngVocê quis dizer: Vulcão?Cquote2.png
Google sobre Poços de Caldas
Cquote1.pngVocê quis dizer: Cidade sem leis de trânsito?Cquote2.png
Google sobre Poços de Caldas
Cquote1.pngVocê quis dizer: Véu das Noivas?Cquote2.png
Google sobre Poços de Caldas
Cquote1.png Bem vindo ao Geriatric Park!! Cquote2.png
Guia turístico dando as boas vindas
Cquote1.png CAPAIZ!! Cquote2.png
Poços-caldense expressando uma emoção aleatoria
Cquote1.png Povo de Poços de Caldas Cquote2.png
Odorico Paraguaçu, começando um discurso
Cquote1.png Povo de Sucupira Cquote2.png
Prefeito de Poços de Caldas, começando um discurso
Cquote1.png Poços é de Caldas? Eu pensei que fosse de São Paulo Cquote2.png
Poços-caldense com a sua tipica mania de grandeza
Cquote1.png Onde fica a pousada do Rio Quente? Cquote2.png
Turista perdido
Cquote1.png Minha cidade cidade é a capital de Minas no sul do Estado! Cquote2.png
Pseudo-Paulista falando de Poços
Cquote1.png Hã? Cquote2.png
Guia de turismo, coçando a cabeça
Cquote1.png Onde fica a pousada do Rio Quente? Cquote2.png
Turista perdido insistindo
Cquote1.png Acho que fica no Serrote Cquote2.png
Poços-caldense se intrometendo no assunto
Cquote1.png Onde é o Bairro Caconde? Cquote2.png
Turista irritado com o Carnaval ruim de Poços de Caldas que ouviu falar maravilhas a respeito de Caconde
Cquote1.png Cacondi num é aqui, fica lá pus ladu di lá é ota cidadi, fica nu istadu de Sunpaulo? Cquote2.png
Mesmo Poçoscaldense intrometido esquecendo de articular
Cquote1.png Caldense o melhor time do Brasil Cquote2.png
Poços-caldense retardado sobre a Caldense
Cquote1.png Pensei que aqui não tivessem drogas... Cquote2.png
Estudante da PUCMINAS relembrando na clínica
Cquote1.png Mas nem que me paguem! Cquote2.png
Poços-caldense sobre banhos de imersão
Cquote1.png Chegamos numa versão minuscula e paralela do RIO. Oh! Não! Estamos num universo paralelo em miniatura!! Cquote2.png
Turista perdido
Cquote1.png Passei a lua de mel em Poços de Caldas!! Cquote2.png
Idoso depois de te ouvir dizer que é de Poços de caldas
Cquote1.png Passei a lua de mel em Poços de Caldas!! Cquote2.png
Silvio Santos sobre Poços de Caldas
Cquote1.png Passei a lua de mel em Poços de Caldas!! Cquote2.png
Mula Lula sobre Poços de Caldas
Cquote1.png Passei a lua de mel em Poços de Caldas!! Cquote2.png
Dom Pedro II sobre Poços de Caldas


Tabela de conteúdo

[editar] História

Pósdicarda é uma cidadezinha do interior de Minas que pensa, eu disse: PENSA, que é cidade grande, afinal com um centro muito desenvolvido onde você poderá encontrar uns 6 ou 7 semáforos hoje em dia feitos de LED, pois o ex prefeito prefeito gastou mais de UM MILHÃO na decoração de Natal feita disso e não sabe onde guardar, uma padaria, 3 farmácias e um micro, eu disse: MICRO-TERMINAL (não me referindo ao de computador) de circular. Aliás, nem precisa de circular porque não é tão longe assim ir de uma ponta da cidade à outra, com uma charrete alugada por menos de um bilhete de circular pode-se cruzar a cidade toda umas 5 ou mais vezes. E por falar em Circular, é ÚNICA CIDADE ONDE É PAGA TRANSFERÊNCIA NA HISTORIA DESSE PAÍS.

De domingo tem uma feirinha lá com muitas, muitas (umas 5) barracas de Doces Caseiros que de x em quando você acha um cabelo no meio (da onde eu não sei). O povo de pósdicarda zomba das cidades vizinhas, apenas porque tem uma pequena porção de habitantes a menos.

A história de Poços de Caldas (em minerês bizantino do oriente: Pósdicarda) começou a ser escrita a partir da descoberta de suas primeiras fontes e nascentes, no século XVII. As águas eram raras e tinham poderes de cura, graças ao minério de Kriptonita que caiu lá junto com o Super 15. Pela prosperidade da cidade desde os seus primórdios, quando as terras começaram a ser ocupadas por ex-garimpeiros vagabundos e sem o que fazer. Eles passaram a se dedicar sobretudo à criação de água que era plantada onde hoje funciona as Thermas Antonio Carlos, que pertence ao apresentador de programa Antônio Carlos e Você da Alterosa que também doa churrasco e 51 de 4 em 4 anos, ops... Continuando, sendo obrigados a percorrer longas distâncias em busca de Kriptonita para enriquecer a água, eles chamaram um fazendeiro americano pra inventar um tipo de carroça sem cavalo, ele se chamava Henry Ford e inventou o carro pros ex-garimpeiros desocupados de Poços de Caldas. Mas a região onde hoje se situa Poços de Caldas já tinha proprietário. Pertencia, desde 1818, ao Capitão Nascimento, da Tropa de Elite e por isso, quando o Senador Joaquim Floriano Godoy chegou, foi recebido com um tapa na bochecha e um ``Pede pra sair``.

Existe um grande número de manos, minas e homens, que reza a lenda que nascem do serrote (favela de Poços). Mas são encontrados em grande número principalmente na área central da praça (alguns afirmam ter visto manos brotando da fonte central, pois a cada piscar de olhos você percebe que eles se multiplicam do nada). Ouve se falar que 99,9% do manos viraram emos.

Também fala-se muito que todos os integrantes da Gaviões da Fiel moram nesta cidade devido ao grande número de corintianos que pode-se observar no terminal central exibindo sua camiseta do Timão.

Poços de Caldas já foi de Caldas, de São Paulo, e de Collor (colantes exibidos na campanha presidencial Poços de Collor em 1989). Atualmente, muita gente acha que Poços é delas mesmas.

Hoje é destino de quem não conseguiu reserva em Campos do Jordão.

[editar] Economia

A cidade sobrevive da produção do requeijão pódecaldas feito do abate de manos que brotam do chão.

Além disso, a cidade vive de inventar que lá possui o maior índice de desenvolvimento humano do estado e que qualidade de vida é o carro chefe da cidade, além de insistirem em dizer que lá é turístico, coisa que esta evidente que não é faz tempo.

Na cidade a maioria da população tem subempregos, o salario praticado na cidade é 1 salario minimo independente do setor e que a maioria da população passa dificuldades.

A Economia do prefeito Paulinho que vendia couro num motel da cidade e mantinha relacões estranhas, a economia desse sim esta boa, onde recebe mensalmente um salario como Co-Diretor de uma empresa de transportes denominada Circullare charretes, que também manda na cidade

Com a ajuda do funcionário Paulinho Cuecão de couro de Minas esta empresa eleva a tarifa de ônibus até para R$5,00 pois ninguém na cidade coloca fogo em ônibus ai fica fácil enganar esse povo que já é tonto de natureza e gosta de viver falando para os outros que Poços tem qualidade de vida e que ruim é Varginha (que tem ate aeroporto) e de Campestre (onde o salario é maior do que Poços).

Tirando esses acidentes de percurso, a cidade é de propriedade de 3 famílias, a do Miguel da padaria e filhos, a dos Cristais de Aço que São de queijo Marcos e filhos e uma família do João Vila Nova e da Maria Vila Sul.

[editar] Monotrilho

Vocês já viram aquele episódio dos Simpsons que um pilantra engana toda a cidade, constrói um monotrilho vagabundo e sai fora cheio da grana? Esse episódio foi inspirado em Poços de Caldas. Lá deveria ter um monotrilho que ligasse o centro (sic!) da cidade à nova rodoviária, teria 2 pistas, uma de ida e uma de volta (dã). O projeto começou em 1986AC e nunca terminou. Existe somente uma pista e um trenzinho, o trenzinho anda somente uma vez por ano, em 1/4 do trajeto. O importante é que virou uma jardineira para adornar o rio poluído que passa no meio da cidade. E nos meados dos anos 2000 d.c um grade tremor de Terra de 0,00005 graus na escala Richter foi o suficiente para abalar e derrubar a estrutura do tal monotrilho poluindo ainda mais o ribeirão.

[editar] Turismo

Parque infantil na entrada da cidade


Família reunida para uma visitinha no parque da foto de cima


Pósdicarda, o Uruguai do Mercosur, é uma cidade turística: lá você pode conversar na praça com as 735,6 velhinhas que visitam a cidade diariamente e tratar das 7 mil caravanas de pombas que visitam diariamente a cidade.
Moça preparando um banho típico pósdicardense no Thermas
Aproveite a companhia das comadres e vá dar uma volta de charrete em volta da praça e derramar esterco na rua. Quando estiver cansado(a), vá tomar um banho no Thermas com sua tanga comprada na feirinha ao lado do dito cujo. Mas se você estiver muito afim, vá ver o Véu das Noivas com sua delicada fragrância de peido.

Diz a lenda que Poços de Caldas foi inspiração e cenário para o filme Cocoon tendo como locação o Hotel Lisboa, Pousada do SESC, AFPESP Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo, mas só dos funcionários do primeiro escalão. Os demais funcionários se hospedam no hotel ao lado, ao lado do Beli Suco.


Outras atrações imperdíveis:


  • Fliperamas modernos em 1989 (incluem o famoso Street Fighter de Rodoviária que o Zangief solta Hadouken).
  • Cinema Clássico: virou fliperama, depois fechou. Vendia guaraná Brahma mesmo depois do produto ser extinto pela Ambev.
  • Palace Hotel: fica na praça que tem uma estátua de um cara pelado com os braços abertos. Tinha um fliperama dentro também, incluindo jogos que eram tão velhos que eram mecânicos ao invés de eletrônicos.
  • Playground Infantil: para quem não pode ir no fliperama porque é muito novo tem essa opção para pegar tétano ou ser picado por abelhas.
  • Véu das noivas: pensa em Foz do Iguaçu. Divide por 42 e acrescenta mais uns cocôs caindo. Pronto: um monte menor de água caindo e tal e algumas coisas boiando. Tua Mãe se jogou de lá depois do casamento, por isso tem esse nome.
  • Fonte dos Amores: uma estátua de um casal pelado e que rolou na lama na frente de uma bica de água, no meio do mato.
  • Country Club: Lá tinha um museu legal, e tinha um monte de pato/marreco/macaco/arara/trilobita que iam na sua mão roubar milho/dinheiro/ficha-de-fliperama/faca.
  • Cristo: igual do Rio, para carioca visitar a cidade, só que é menor, porém o segundo maior do mundo. Fica em cima do morro. Carros 1.0 iguais ao seu Uno, não sobem, nem tenta.
  • Teleférico: primeiro Teleférico da América Latina (pelo menos próximo a latitude 42 de capricórnio). É Seguro, porque é fechado como um ovo. Se cair, ele vai rolar morro abaixo e você tem chance de sobreviver. Nunca caiu. Quando caiu não foi notificado. Quebra uma vez por semana, por coincidência no mesmo dia ele é posto em funcionamento. É a solução para ir no Cristo se você é pobre.
  • Pedra Balão: Uma pedra com formato de Pinto Balão no caminho do Cristo. Não serve para nada. Nada Mesmo. Porém Gays fazem romarias até lá por considerar que a pedra é sagrada e milagrosa(cura hemorroida). Devido ao seu formato, os Gays amam tirar fotos sentados nela.
  • Fonte Luminosa: parou de funcionar na época de Getúlio Vargas. Funcionou 3 vezes nos anos 80. Possuía show hidrotécnico. Tocava sucessos de Glenn Miller durante suas apresentações. Fica atrás do Palace Hotel.Voltou a funcionar em 2005, a musica melancólica é um motivo do choro dos emos que frequentam o local. Possui ao lado um jardim gigante que parece o labirinto do filme O Iluminado, mas ninguém morreu lá não a não ser as pessoas que o povo do gueto matou á facadas.
  • Fonte das Rosas: fica perto do mercado e não tem graça nenhuma.
  • Complexo Aquático:(espécie de fonte esquisita) Fica perto do Itaú do centro que não era Unibanco(que referência hein?) e não tem graça nenhuma, a não ser quando algum estudante da Pucminas joga sabão em pó pra ver a espuma escorrer pela rua.
  • Praça dos Macacos: não tem nada lá além de uma fonte de água que fede(sulfurosa, com enxofre).
  • Relógio Floral: tipo tem um relógio e os números são feitos de mato.
  • Xadrez Gigante: tipo assim, bem grandão, mas uns caras roubaram umas peças.
  • Rolo Compressor (da época do onça): fica parado do lado do Xadrez Gigante.
  • Lugar onde tira foto com a cabeça numa figura: aparece e desaparece, depende do dia.
  • Lojinhas de Artesanato: são cerca de 270, todas possuem os mesmos produtos feitas provavelmente no mesmo lugar com o mesmo molde da revista. Tem uma na estrada que é uma Mega-Store e possui os mesmos produtos em diversos tamanhos. Algumas dessas lojas diversificam e vendem também queijo e artigos de tabacaria. Todas possuem aquele Padre que puxa a cordinha e ele mostra o bilau, e todas suas variantes, como a do caixãozinho que mostra o bilau a ccaa de garrafa torta chamada Chora Rita.
  • Banca Gigante: uma loja que vende jornal e é gigante. Por incrível que pareça, as 12h32 de todo domingo você consegue encontrar A Tribuna, jornal de Santos/SP (78490Kms de distância).
  • Coreto: um bando de velhinhos safados tocam canções de cunho popular, sábados e domingos, ou dia de Reis, ou pré-Apocalipse. Fica perto entre o cara pelado (reparem o que as pombas levaram do rapaz) e uma estação do monotrilho.
  • Passeio de Charrete (de cavalo): custa 768 Reais ou um pacote de cigarro. Um tiozinho feio e velho te levará nos lugares citados acima, mas sempre vai deixar um pra te levar no dia seguinte e vai te cobrar de novo. A charrete não sobe no Cristo.
  • Passeio de Charrete (de cabra): custa -9 Reais ou Tic Tac de Laranja. Um tiozinho porá seu filho na charrete, dirá que vai dar uma volta na praça e nunca mais voltará.
  • Feira de Artesanato: acontece aos domingos, na Praça dos Macacos, mas os candidatos a prefeito sempre prometem que arrumarão um local melhor. Vende produtos estranhos e de utilidade duvidosa.
  • Mercado Municipal: sabe tudo que você encontrava nas lojinhas? Tem aqui novamente, porém mais fresco ou não.
  • Parque temático Walter World: criado nos anos 80 e foi grande inspiração para o desenho caverna do dragão. "pesquisar no google morte + montanha russa + poços de caldas.
  • Fábrica de Sabonetes: os caras da charrete vão te levar lá como se fosse uma grande coisa turística. Mas você não entra na fábrica, só no show-room. Te apresentam 300 tipos de sabão de glicerina mágica. Você não compra nada (porque na fábrica é mais caro que na lojinha) e o charreteiro fica puto.
  • Fábrica de Murano: (que é isso?) é uns vidros retorcidos que eram artigos decorativos nas décadas de 60 e 80 (porém não na década de 70)
  • Parque Municipal: é aberto ao público, tem playground de madeira(?) e as vezes os seguranças te tiram de lá porque não foram com a sua cara (principalmente se você estiver pulando nas lixeiras coloridas).
  • Piscina Pública (country club): é só entrar pra pegar uma micose e você ficar parecendo uma vaca malhada.
  • Recanto Japonês: uma casinha de madeira estilo japonesa no meio do mesmo mato que vai pro Cristo, Fonte dos Amores, Pedra Balão, Cascata das Antas, Palmeiral e Campestrino. Não espere ver carpas japonesas, todas morreram deprimidas, ocasionalmente turistas ao tentar roubar moedinhas da fonte dos desejos caem na mesma, é também conhecido como armadilha para atrair turistas idiotas que sempre aparecem.
  • Água do Leãozinho: fica perto do relógio floral. Boa para matar a ressaca.
  • Fábrica de Requeijão Poços de Caldas: era da Danone, agora foi comprada pela Parmalat, agora foi vendida de novo e o legitimo requeijão Poços de Caldas é feito em Goiás, tai um dos motivos daquele turista ter confundido Poços de caldas com Caldas Novas.
  • Sanitários Públicos da Praça da Fonte: ponto de encontro de turistas homens casados em busca de algo diferente.
  • Carrinhos de Lanche: na frente do rio que corta a cidade, é infestado de pombinhas durante o dia e cães de rua a noite, todos vendem o famoso "Gremlin" lanche com cerca de oito quilos e do tamanho de um travesseiro de adulto, leva em seu interior 6 ovos de pombinha, carne de pombinha, milho, bacon, alface, tomate, apresuntado, mussarela, maionese caseira feita a base de ovos de pombinha, catchup feito com chuchu e algo vermelho, e se você comer inteiro em menos de 26 minutos e não passar mal nem vomitar, você ganha um sal de fruta andrews sabor abacaxi.
  • Avenida João Pinheiro: onde você pode encontrar todo tipo de concessionária. A grande maioria coloca fotos de Ferrari na fachada, mas não vendem nada melhor que Unos 1.0. (lembrando que eles não servem para visitas ao Cristo!)
  • Rua Assis: onde se concentra o maior número de pessoas e de vendedores de óculos.
  • Caixa Econômica: local de encontro de uns nerds esquisitos que jogam na máquina de dança do fliperama em frente.
  • Shopping Poços de Caldas: é mais longe da cidade do que o Shopping Morumbi, que poderia se chamar Shopping Acre.
  • Museu: onde os manos sempre marcam território pixando o muro e jogando latas de cerveja. Também tem uma praça onde as bandas menos piores se apresentam.
  • Conjunto Habitacional: também conhecido como "nem" (nem Poços, nem Andradas) é o lugar mais longe de tudo, mais deserto e mais perigoso que a Favela da Rocinha.
  • Colégio Municipal: o maior colégio da região e o mais cheio de emos matando aula pra ficar conversando.
  • Represa Bortolan: uma represa onde você vai dar uma volta de jet-ski e não volta mais.
  • Marco Divisório: um bairro no meio do nada cortado pela divisa de São Paulo e Minas Gerais. É tão isolado que fica a uns 200 km de Poços de Caldas e a uns 200 km de Águas da Prata, as cidades mais próximas.

[editar] Eventos

Festa de São Benedito: Festa típica onde pode se morrer de intoxicação alimentar através de carnes de gato no churrasco, cocada feita com caule de palmeira ou maçã do amor com caramelo e abelha. Também é uma festa em que pessoas com vontades suícidas aproveitam para andar nos brinquedos "radicais".


ENAF: (Encontro nacional de alcoólatras fudidões)Acontece em abril e outubro, uma reunião de imbecis que vão a cidade para acabar com o estoque de bebidas dos bares, arrancarem a camiseta no frio de abril, tomarem chuva em outubro e destruirem quartos de hotéis.

Festa Uai: Típica festa para se encantar com um showzinho daquele artista que já é quase desconhecido, do estilo Gian e Giovani, Silvio Brito, Tiririca, etc

Carnaval: É tão bom que metade da cidade vai para o Carnaval de Muzambinho. A outra metade vai para o Carnaval de Caconde.

Julhofest: Festival de piscinas de bolinhas, pinturas faciais e pula pula.

Festival Musica das Montanhas: Em janeiro um bando de Nerds tocam aqueles instrumentos esquisitos e não é feito nas montanhas.

Sinfonia das Aguas: Um bando de músicos das 737 bandas da cidade em conluio com um senhor que não se sabe de onde veio, montaram uma coisa que eles chamam de orquestra e tocam musicas do ABBA, Menudo, Sidey Magal aberturas de filmes e de desenhos animados usando aqueles mesmos instrumentos que os Nerds tocam no evento acima e sempre encerram tocando oo Tema da Vitória e soltam oito foguetes, dois traques e uns moleques rodam Bombril queimado esse show pirotécnico de encerramento dura mais de 30 segundos.

Radar Musical: Edição do Viva a Urca em Agosto.

Viva a Urca: Edição do Radar Musical em Janeiro.

Charanga dos Artistas: Melhor carnaval da região eleito pelos mesmos velhinhos que se hospedam nos hotéis citados lá em cima e que cuidam dos seus netinhos enquantos os pais destes foram passar o carnaval em Muzambinho, Caconde, Olinda ou Ouro Preto.

[editar] Ensino

Escolas Publicas: local onde os mano e as mina vão pra trocar um 'lero'. Não se ensina nada devido a falta de professores de verdade.

Escolas Particulares: local onde os Playboy e as Paty da cidade vão, fingem que estudam mas só fofocam da vida dos pais dos outros.

Colégio Municipal: escola com mais de 3.000 desocupados, lugar onde se encontra todo quanto é tipo de gente, desde traficantes à emos vagabundos, lá realmente acontece de tudo, menos alunos nas salas de aula.

PUCMINAS : Local onde ninguém sabe o que se faz, reza a lenda que la tem uma faculdade de direito, mas o curso só forma bachareis, porque ninguém passa no provão da OAB. Os alunos que fazem Cursos na área da Engenharia acabam loucos ou desistem do curso devido ao grande numero de festas e alguns devido a incapacidade de fazer uma simples conta de adição e subtração. Tem também o curso de Administração para os que não sabem o que querem da vida, mas precisam do diploma para aumentar o salário de 900 reais que ganham na Alcoa (empresa com o maior número de estagiários da PUC).

Unifenas : Na beira duma rodovia, é o local onde as pessoas que não passam em lugar nenhum entram, falam com o porteiro e já ficam inscritos instantaneamente. Ironicamente FALIU devido os 46 onibus que precisava para chegar lá alem da mensalidade

Pitágoras: Local onde quem não consegue passar em lugar nenhum e não quer estudar onde o mundo faz curva(Unifenas). Também é tão fácil de entrar que tem uma lista na entrada da faculdade pra quem quiser entrar lá... É só assinar que você ta dentro.

Unifal : Universidade Federal de Alfenas(em Podecardas?), com o campus mais longe de que se tem noticia (perto do Marco Divisório, pra se ter noção) possui mais paulistas do que mineiros, Reza a lenda que toda a população de São José do Rio Pardo estuda lá. Também é conhecido como refugio dos Nerds da região. E também pelos alunos com os pés sujos de barro graças a localização um pouco distante de qualquer lugar do mundo. Possui um curso basicão de 3 anos (que a maioria dos alunos faz em 4 ou 4,5) chamado BCT, Bacharelado Interdisciplinar em Ciência & Tecnologia (?), onde você pode estudar num mesmo período Cálculo, Química, Política, Corte e Costura, Algoritmos, Bioquímica, Artesanato e datilografia, para ingressar em uma das três engenharias existentes por lá: Engenharia Química, Engenharia de Minas e Engenharia Ambiental, caso você não jubilar no BCT. A Engenharia Química é a mais difícil, impossível e torturante de lá, pois tem o maior número de nerds por metro quadrado, que enchem a cara de café virando noites de estudo para tirar 0,5 em Termodinâmica, Operações Unitárias III e outros métodos de tortura. A Engenharia de Minas é a engenharia de nível médio, pois não é o inferno da química e nem a moleza da ambiental. Vai pra lá quem já fez Quim. Experimental II por umas 15 vezes, e viu que é burro em química, e tem horror coisas ambientais ecochatas. Já a Engenharia Ambiental é a mais light de todas, vai pra lá aqueles alunos que curtem se enfiar no meio do mato para medir o pH de não sei o quê e pegarem a água do rio bosteiro passa pelo centro da cidade. Também não é muito difícil de entrar, porém, diferente da Unifenas, não basta apenas falar com o porteiro, tem que falar também com o zelador... Quem vai de Poços para lá, além de ter muita paciência (devido ao longo trajeto depois de pegar a Jardineira que vai para o Marco Divisório), tem que torcer pra não morrer intoxicado com o cheiro do lugar. Obs.: a faculdade tem mais seguranças do que alunos.

Cursinho preparatório: Na cidade não ha cursinho preparatório, pois 70% da população quer trabalhar para ganhar o máximo possível com o minimo de estudo e quando se tem uma qualificação profissional não existe valorização, afinal para manter um carro basta pouco mais que um salario Onde podemos ver nos comentários acima que ninguém nessa cidade passa em concurso nenhum, por isso não existe cursinho preparatório, afinal: Preparar para o que? Ter um carro um empreguinho é melhor do que estudar. Não podemos esquecer que os outros 30% dividem em os Playboys, universitários(que também não estudam) e mulheres que esperam arrumar um cara para manter uma vida mansa para elas.




v d e h
AS FANTÁSTICAS MINAS GERAIS DO PÃO DE QUEIJO
O mapa de Minas Gerais incluindo possessões, territórios intra e ultramarinos e províncias autônomas e rebeldes, além é claro dos TREM (Territórios Remotos do Estado de Minas)
A bandeira de Minas Gerais com a inscrição em latim "Causeus Quae Sera Tamem" que significa "Queijos, ainda que à tardinha!"

Notas:
  1. Possui status de território autônomo de Minas Gerais
  2. Doada por José Serra em 2007
  3. Juiz de Fora foi cedida ao Estado do Rio de Janeiro por Aécio Never em 2003 em troca de Cabo Frio. Vide Guerra Mineiro-Fluminense
  4. Governador Valadares foi vendida aos Estados Unidos por Aécio Never e Lula em 2005 em um acordo com George W. Bush para acabar com a imigração ilegal, passando a ser um território colonial americano com o nome de "American Outland District of Walladars Governator"
  5. A existência de alguns municípios não foi confirmada cientificamente
  6. Províncias conhecidas como TREM - Territórios Remotos do Estado de Minas
Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas