Poesia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Poema)
Ir para: navegação, pesquisa
ImagesCAOJGT4W.jpg Este artigo é relacionado à literatura.

Sua mente atrasada pode não ver sentido algum no que fora escrito aqui.

Cquote1.png A arte de poetar! Cquote2.png
Oscar Wilde sobre poesia

Cquote1.png Inho, inho, inho...Vou fazer o meu versinho! Cquote2.png
Guria Retardada sobre poesia

Cquote1.png Calado é um poeta! Cquote2.png
Romário sobre poesia de Pelé

Cquote1.png Hoje bati umas três Cquote2.png
Rotina de um poetero


Patrícia...Poeta até no nome

A poesia, ou versinhos, ou poeminha é uma das artes mais escrotas e cafonas que existem. Basicamente, consiste em rimar uma palavra com outra. Mas existe também a poesia modernista: neste caso basta fazer qualquer merda e falar que é uma obra de vanguarda. É mais ou menos como escrever um Rap ou uma música da Christina Aguilera.

Na poesia existe ainda a liberdade poética: ou seja, escrever sem nenhuma regra gramatical.

Poetas[editar]

Poetas são uns viados punheteiros pessoas que escrevem poesia. Eles, normalmente, fazem letras, história, ou jornalismo na PUC e USP e vivem à base de maconha.

Eles costumam se vestir de preto por que não gostam de tomar banho assim mostram seu luto quanto a sociedade.

O que é a poesia[editar]

A poesia é tão bonita...
Dá vontade de chorar.
Faço uma todo dia,
Bem na hora de cagar.
Se você faz poesia,
Você é Hippie ou vagabundo.
Deveria é morrer.
Porquê não ajuda em nada o mundo.


Formiga, poeta urbano


Essa merda que você acabou de ler é uma poesia.

Um poeteiro

Como escrever uma poesia?[editar]

Pra escrever uma poesia, em primeiro lugar você deve ser um poeteiro. Para poetar seus amigos, poetar o negão na esquina. Você precisa de algumas palavras que rimem (não precisa em nenhum momento fazer sentido), lápis e papel. Só.

No caso de uma poesia modernista, você deve apenas começar a escrever qualquer merda, sem rima. Usar palavrões te ajuda a ficar com cara de cult.

Para ajudar na sua criação,você pode fumar um baseado,assim como Carlos Drummond de Andrade sua primeira poesia (influênciado pela Malu Madder,e Tobi,sua cabra).Com a cabeça feita fica mais fácil de você ter idéias ridiculas e gays.

Analisando um poema[editar]

Na hora de se analisar um poema, é importante usar algumas palavras básicas do léxico de um escritor frustrado crítico literário:

  • Dicotomico
  • Pós-moderno
  • Plasticidade
  • Zeugma
  • Estética
  • Lirismo
  • Pressuposto

Você pode também usar termos em francês. Por exemplo:

"O abajour soutien desse poema revela uma dicotomia pós-moderna, que é uma premissa para romper com os pressupostos estéticos burgueses, presentes na obra plástica e imagética desse autor prolixo e zeugmático"

Poemas[editar]

Aqui alguns poemas dos poeteiro da descilopédia:

Estava andando ali e senti um grande odor
Era o peido dos passarinhos que cantavam em meu louvor
Peguei uma grande pedra e joguei nessa canção
Acertando os passarinhos em especial os seus dedão.
Passarinho ficou louco
Ficou louco pra chuchu
Me olhou de cara feia
Me mandou toma no copo.
Não suportando a ameaça, tão pouco a situação
Peguei um grande vaso e quebrei ele no chão
O passarinho foi embora e nunca mais voltou
Dei risadas de sarcasmo e no banheiro fiz coco.


  • Cagar é uma arte profunda, a bosta bate na água, a água bate na bunda!!!


Mural sem Muro
Por: Harry Potter
Estava eu com minha varinha na mão
Quando avistei um homem grandão
Ele não possuia varinha
Mas sim um grande bastão.
Fiquei excitado e minha bundinha piscou
Me virei pro mago e falei feito bobo
Qual é sua idade moço grandão ?
Tenho 24 e vou te mete minha mão
Apanhar foi o que eu entendi
Me virei bem rapido para poder fugir
Mas não foi um soco que eu recebi
Mas um tapa na bunda que pude senti
Desvirei bem rápido e em seu colo pulei
Disse meu nome e seu rosto beijei
Não me importa seu nome seu safadão
Quero sentir o poder do seu bastão !!!
E assim essa rima eu terminei sem duvida nenhuma Harry Potter é gay Razz

Rosas são vermelhas, margaridas são amarelas Vira essa bunda e me dá sem chorumelas

-Mestre Tchu

Ver também[editar]