Política da Rússia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Um integrante do parlamento russo em um dia comum

A Política Russa é um assunto bem conturbado: por muitos, a Rússia é uma potência comunista espreitando para atacar os EUA quando der a oportunidade certa, pra outros, é só o resto forçadamente não-comunista da União Soviética. Diferenças a parte, todos sabemos que a política russa não faz sentido pois os políticos sempre se encontram embriagados de vodka, menos Putinho, que fica sóbrio mesmo depois de 70 litros de absinto, e a overdose nem chega. Outra característica da política russa são as influências em países emergentes sobre o mundo, para futuramente os transformar na União Sino-Brasi-Indo-Africo-Soviética, que ainda é titulada de BRICS. Ela só não curte muito se envolver com os oeste-europeus, porque acha eles muito viadinhos (pena que são viadinhos mais ricos, né?). Sendo uma república semi-presidencialista (ditadura com nome bonito), a Rússia é conhecida pelos golpes políticos envolvendo Valdemir Putinho. Como os russos são conhecidos como malvados, brutos, fortões, bêbados e essas coisas, a política russa não é muito respeitada, já que político tem que ser civilizado, bom-caráter e também muito ladrão e caloteiro por trás dos panos, pelo menos no Brasil e na Itália é assim.

Poderes[editar]

  • Executivo: Putinho manda na bagaça toda e elege quem quiser, depois finge ser uma eleição democrática pros EUA não caírem no pau com bombas atômicas na Rússia inteira. Nãos seria bom pra ninguém, certo? Talvez pros EUA, já que teriam menos uma ameaça comunista por perto.
  • Legislativo: A Assembleia Federal da Rússia organiza a bagaça. Conhecida por ter tretas de ministros bêbados no meio das cadeiras, mas não muito respeitada pelo resto do mundo, mesmo sendo criada em épocas de crise russa.
  • Judiciário: Nomeados por Putinho, os integrantes da Suprema Corte da Federação Russa mandam os criminosos pra um gulag secreto ainda guardado na Sibéria (aquele lá do COD MW2).

Relações Exteriores[editar]

O BRICS, com Brasil, Índia, China e África do Sul não é a única relação exterior da Rússia, ela também tem segredinhos com a Coréia do Norte, com planos de dominação mundial e universal de diversos meios. Também está no G8 e é um dos Big Five da ONU, mostrando ser importante mesmo depois da Guerra Fria. Também se acredita que ela tenha relações com todos os países ex-soviéticos para aquele famoso papo de recriar a União Soviética e matar o mundo inteiro num gulag só. Parece interessante, não? Espera só pra ver as conspirações de experiências zumbis russas que aparecem naqueles programas de illuminatis e talz. Além disso, a Rússia tem muitas relações com a esquecida Coreia do Leste, que de tão pequena (1m² de área total) ninguém lembra, sendo que eles também tem aqueles mesmos planos de dominação mundial e blablabla russo é malvado blablabla russo é comunista ruim feio mal blablabla. Me entenderam? Não? VAI PRO GULAG!

Flag-map of Russia.png Rússia
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografiaEconomiaCulturaTurismo