Pole dance

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Sim: pole dance agora também chegou aos desenhos.

Cquote1.png Experimente também: Putaria? Cquote2.png
Sugestão do Google para Pole dance
Cquote1.png Tenho... medo? Cquote2.png
Regina Duarte sobre Pole Dance
Cquote1.png Aprenderam com nós! Cquote2.png
Artistas do circo sobre dançarinas de pole dance
Cquote1.png SIM! COMEÇOU O FESTIVAL DE POLE DANCE. ISSO, ASSIM, VAI! Cquote2.png
Nerd punheteiro sobre pole dance
Cquote1.png Difícil sobreviver aqui, tá esquentando muito Cquote2.png
Bear Grylls sobre festival de pole dance

Cadela aprendendo pole dance.

Pole Dance é uma dança que geralmente é realizada em diversos tipos de lugares com diversos tipos de dançarinas. A dança é geralmente um show exibido em puteiros ou em festivais de pole dance. Tem como principal objetivo entreter o público com as acrobacias feitas em cima de um bastão ereto, o qual pode até mesmo ter atravessado o teto quando bem instalado (ui).

E aí, vai cobrar quanto?

História[editar]

Apesar de poucos saberem a origem da pole dance, há rumores que se iniciou aproximadamente no século XX no final dos anos 60 na Irlanda, onde os bêbados irlandeses que sempre frequentavam os mesmos bares montavam enormes paus para poderem pendurar cerveja. Toda essa superprodução tinha a intenção de sacanear os mais novos, que nunca conseguiam pegar a cerveja pendurada, claro. Porém, um meliante havia de alguma forma levado a sua mulher para tal local, com o objetivo de fazê-la subir no negócio pra pegar a bebida e apreciá-la com os seus amigos. Ao ver o enorme mastro estendido, a garota teve tanta familiaridade (e dificuldade) com tal que começou a rodar no pau, fazendo danças sensuais e muito tentadoras. Apesar de perder o namorado, a garota faturou mais de U$ 340.

Stripper em começo de carreira

Por ter faturado tanto dinheiro, a garota decidiu levar a ideia de Dublin até West Ville, um vilarejo escocês que era portuário e com uma população aparentemente amigável. Porém, como ela havia se esquecido, todos os homens escoceses não passavam de gays, e a pole foi um fracasso. Então, foi tentar fazer sucesso na Inglaterra, onde conseguiu não só um grande público como uma freguesia enorme nos puteiros de lá. Após diversas turnês, ela foi catequizando diversas mulheres para divulgar a pole dance perante todas as nações. A divulgação foi tão forte que, ao morrer, ela divulgou a dança também no Inferno, sendo tão famosa por aquelas bandas que ganhou uma vaga infinita de uma das Diabetes dum diabinho de lá.

Atualmente[editar]

Após tais feitos, a pole dance que até então só era realizada por tal mulher ficou extremamente popular de uma hora pra outra. A prática que até então poderia ser considerada extremamente "cabarerística", sendo de uso somente em puteiros, agora passou a ser não só uma simples dança, como também um espetáculo circense ou uma dança contra a discriminação das putas.

Ô troço feio

Pelo fato da pole dance ser uma dança com muita sensualidade e geralmente praticada por pessoas de muito porte atlético (ou atléticuzão), geralmente tal dança se restringe a uma determinada classe de pessoas com um determinado tipo e idade. A idade base é mais ou menos a idade que você tem que ter pra entender de putaria e que lhe permite assistir e apreciar tal evento.

Usuários[editar]

A pole dance não só deixou de ser um ritual "cabarerístico" usado somente por pessoas do sexo feminino, como passou a ser praticada em diversas ocasiões por pessoas de 2 sexos ou os conhecidos viados. A inclusão de mais sexos não só deixou-a mais recheada como mais preconceituosa. A pole dance foi-se divulgando diante do mundo por tempos e tempos, até ganhar lugar no 1° filme que a dança foi citada. Infelizmente, era um filme pornô da década de 70, onde o sexo ainda era praticado com trilha sonora fajuta e efeitos especiais mal feitos.

Apesar de ter sido inventada e ser recentemente popularizada, a pole dance já era praticada há mais de 800 anos pelos índios e índias nativas da Nova Zelândia. Estes já se atrepavam nos paus e ficavam dançando a "dança da sedução" para tentar atrair todo tipo de coisa, sempre durante uma folga após a difícil guerra entre tribos. Isso não chegava exatamente a ser considerado pole dance, mas tais índias eram com certeza dançarinas mesmo sem saberem, pelo fato de terem exposto em suas danças a característica da irlandesa citada neste artigo.

Ver também[editar]

v d e h
Dança...
v d e h