Poranga

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Esqueci minha camiseta hoje! Cquote2.png
Turista em poranga.
Cquote1.png I'm on a Highway to hell Cquote2.png
Bon Scott durante sua viagem para Poranga
Cquote1.png Tem uma baleia sob a igreja Cquote2.png
Moradora burra sobre tremores ocorridos na região
Cquote1.png Muito difícil sobreviver aqui. Cquote2.png
Bear Grylls sobre Poranga
Cquote1.png Vou é estudar em Sobral! Cquote2.png
típico estudante iludido esperançoso de seu futuro fora da cidade
Cquote1.png É uma cilada Bino! Cquote2.png
Pedro sobre Poranga

Poranga é uma cidade mal cuidada e semi-abandonada no interior oeste do estado do Ceará, mais especificamente um afastado bairro de Ararendá com prefeitura própria.

História[editar]

Panorama do começo e do fim de Poranga.

Como muitas cidades cearenses, o local foi descoberto pela civilização apenas na década de 50, quando pesquisadores se espantaram com as condições precárias em que os aborígenes locais viviam. Apenas por motivos estatísticos, o local foi transformado em município em 1957 para meramente preencher um vazio demográfico entre Ararendá e Pedro II.

A ancestral população poranguense era conhecida como atlântidos, porém com o passar do tempo as fofocas foram reduzindo o conhecimento deste povo, a população que tinha 50% de cabra ômi e 50 % de mulher gostosa e 0 % de ninfetinhas, mudou para baba ovo de políticos, prostitutas e indecisos. Sabe-se que lá pelo ano de 5000 a.c surgiu uma raça alienígena que conseguiu destruir quase toda a população local, que neste tempo já tinha se deteriorado totalmente, eram quase 1 bilhão de hab/cm cúbico, eles conseguiram apagar a memória de quem sobreviveu que eram 10 jumentos (sim, eles eram sagrados e imortais), um homem, uma mulher e um intermediário. Os aliens impuseram a eles seu sotaque, e escondeu todo o seu conhecimento em lugares secretos, e fez eles se auto colocarem a culpa, acarretando em diversos quebra-pau.

O nome do município foi rebatizado de Poranga (que em alienês quer dizer "criado pelo diabo"), e hoje em dia ninguém conhece a verdadeira história, nem a Wikipédia, só alguns poucos que ainda sonham em reconstruir o império que um dia reinou ali, porém como todos ali um bando de cachaceiros, até agora não está dando muito certo.

Geografia[editar]

Parece que faz parte do Estado do Ceará, faz fronteira ao norte com Bulandeira, ao sul com Bulandeira ao sudeste com Bulandeira, sudoeste Bulandeira, nordeste Bulandeira, noroeste Bulandeira, leste Bulandeira, sudoeste Bulandeira e oeste Ararendá.

Os moradores locais acham que Poranga está acima de todos os outros municípios da região, o que é verdade, por que ele se localiza em cima da serra, e o ar meio rarefeito deixa as pessoas com complexo de superioridade. Todos sabem que os terroristas do ISIS estão escondidos em Poranga, onde usam os muitos túneis presentes na geografia da cidade. Muitos cultos acreditam que antigamente os poranguenses eram baixos devido a alta gravidade da região que, segundo estudos está comprovado, faz os humanos ficarem com baixa estatura, depois do abalo sísmico a gravidade diminuiu consideravelmente, o que acarretou num aumento da estatura deste povo.

Economia[editar]

A economia de Poranga é totalmente baseada na venda de água para os povoados vizinhos, para encher um caminhão pipa de água cobra-se 5 reais, chegando a encher 12.18²³ mol de caminhões por dia. A economia de Poranga também é baseada na venda de queijos que só muito dente pra aguentar a quantidade de areia contida nos mesmos.

Política[editar]

Não há, o máximo que se sabe são os seguintes projetos:

  • Quadra em construção a 20 anos.
  • Estádio em construção a dez anos, dizem as más línguas que o projeto do estádio tem paredes de cerca de 100 km de altura que circundam todo o campo. apos 10 anos de construção as paredes ja alcançam cerca de 0 cm de altura, o prazo para termino da obra foi previsto para o final de 2110.
  • Construção de uma ponte em que a água passa por cima, o povo, carros e caminhões por baixo.

População[editar]

Cidade com uma população de aproximadamente um bucado de habitantes, sendo metade do sexo masculino, metade do sexo feminino e metade do sexo intermediário. Possui uma densidade populacional de quase 13000 loucos por km quadrado segundo o IBGE.

Saúde[editar]

Embora a cidade não possua Hospital, Saneamento ,etc... Poranga tem uma infra-estrutura, invejada em todo mundo.

Transportes[editar]

A cidade também é conhecida como a metade do "caminho entre Ararendá e Pedro II", porque na placa de 'Bem Vindo a Poranga' está escrito também 'Volte Sempre'. A cidade está há cerca de 100 buracos de Ararendá e 200 de Pedro II. As ruas da cidade são vielas que tornam Poranga um pequeno ovo.

Poranga é a última megalópole da América Latina onde carroças transportadoras de galinhas ainda são permitidas na avenida principal.

Quem adivinharia que nesse fim de mundo há um aeroporto? Mas ao norte da cidade encontrasse uma grande clareira onde nem aviões de aeromodelismo podem pousar dado o desnível de sua precária estrada de terra, sendo utilizado mesmo somente por suicidas, flamingos e gansos.

Cultura[editar]

As principais atividades culturais dos seus moradores são as atividades típicas de pobre, como tomar banho de cuia, juntar resto de sabão e fazer uma bola, aproveitar copos de requeijão, pedir dinheiro a político entre outras atividades arraigadas na cultura local devido ao grau de erudição de seus moradores.

Culinária[editar]

Nota: O Ministério da Saúde adverte: caso você não tenha um sistema imunológico forte, caso você não seja um dos seres "imorríveis" ou não seja cearense, não ingerir da culinária poranguense


  • Xibel de Café - Uma mistura de farinha e café. Muito nojento por sinal.
  • Buchada - Saquinhos de buchos de bode, recheado com o próprio bode. Nota-se a psicologia na comida que nem Freud explica.
  • Panelada - Cozido de vísceras e de mocotó de boi, pois a parte boa do boi precisa ser vendida para Pedro II ou Sobral. Era o prato preferido de Maria Antonieta da França, mas foi hostilizado por ela, quando ela soube que o boi que usaram era seu próprio pai. Então, o prato chegou em Poranga trazido por Hebe Camargo que fugia da Revolução Francesa.
  • Sarapatel - Preparado com sangue e vísceras de carneiro. Uma diliça!

Esportes[editar]

O esporte favorito que é mania local é o de ficar falando mal da vida alheia, fortalecendo assim os músculos da língua. Outra atividade típica é ficar dando volta na praça de noite, contabilizando-se alguns recordes que chegam até a 50 voltas.

Lazer[editar]

Festividades:

  • Tradicional Festa nos Porcos - Ocasião onde uma carreata de pau de arara servem lavagem e restos de comida para os foliões.
  • Carnaval - Quando ocorre o desfile das escolas de samba, onde o bloco dos Xuxões sempre ganham concorrendo contra ninguem Tô Liso.
  • Halloween - Onde é comemorado a festa das bruxas com muito funk, forró e só deus sabe mais o quê, eu acho que o demônio sempre arruma novos jeitos de comemorar festas em homenagem á ele.
  • Festejos de Poranga Em Julho - Durante os festejos de Poranga, a cidade se torna atração turística de pessoas de todas os lugares do mundo (Ararendá e Bulandeira), sendo que ninguém aguenta mais bingo de galo assado na praça ou aquele paredão ridículo do Agito bosta Jovem. Depois da tradicional missa na Igreja, as piranhas moças partem para a praça, onde insistem em rodar em círculos atrás de um negão ou então sobem num frio do caralho pra ouvir o forrozão no Azevedo.

Turismo[editar]

Há somente dois pontos tuírsiticos:

  • Cabaré - Lugar de lazer onde todos comem à vontade, gozam dos prazeres e produtos que tem para oferecer. Onde você mata seu desejo por apenas R$ 5 (centavos). Quem vem em Poranga e não visita o seu cabaré não conheceu o principal ponto turístico da cidade.
  • *Cachoeira de dejetos do Pinga - Cachoeira que é abastecida com a água dos esgotos e dejetos das casas de Poranga.
v d e h
FÁBRICA DE HUMORISTAS DO BRASIL CEARÁ
Bandeira do Ceará.png