Português da Padaria

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
PortugalDJoãoscary.jpg Manuel, vê-me dois cäcətinhos, o pá!

Æstə ärtigo é purtugäish, gajo. Élə comə cacətinho cum bəcalhau, tuma um ishtränho vinho, adora cumpetir cum a Ishpänha e tem um bigodão.

Se vəndalizarish, um bäenfiquista vai atrás də tua mãe

Cquote1.png Ô galego... Filha da puta... Teu Portugal não tá com nada, hein! Cquote2.png
Zé Augusto sobre Português da Padaria

Cquote1.png Vai tomar no cu seu arrombado, vai à merda, foda-se po! Cquote2.png
Galego da padaria sobre Zé Augusto

Cquote1.png Já peguei! Cquote2.png
Zeca Baleiro sobre Português da padaria

Cquote1.png Ô seu galego viado, vai desligar o telefone no cu da sua mãe, viu, ô seu filha da puta!!! Cquote2.png
Paulo José sobre Português da Padaria

Cquote1.png Eu queria saber o seguinte... Queria saber com quantas pirocas se come um galego... Cquote2.png
Elizeu Drummond sobre Português da Padaria

Cquote1.png Vocês são rapazes simpáticos, agradáveis, mas no entanto perdem tempo com bobagens, né. Cquote2.png
Luiz Pareto sobre Zé Augusto, Paulo José e Elizeu Drummond

Cquote1.png O que que tú calçaste hoje de amanhã? Cquote2.png
Galego da Padaria sobre Elizeu Drummond

Cquote1.png Eu calcei a calcinha da tua mulher cara! Cquote2.png
Elizeu Drummond sobre Galego da Padaria

Cquote1.png Tú calçaste o sapato que eu me esqueci ai ontem a noite hein! Cquote2.png
Galego da Padaria sobre Elizeu Drummond

Cquote1.png Logo mais tu vais comer pão dormido porque tua mulher veio aqui trocar pela xoxota seu viado! Cquote2.png
Galego da Padaria sobre Zé Augusto

Cquote1.png Tu, tu és um arrombado, tu és um safado po, to fudendo a tua mãe tu ficas aí me enchendo a paciência po! Cquote2.png
Galego da Padaria sobre Zé Augusto

Cquote1.png Tira a touca, meu chapa! Cquote2.png
Galego da Padaria sobre Elizeu Drummond

Cquote1.png Ta faltando R$0,50, ora pois! Cquote2.png
Português da padaria sbore você

O Português da Padaria é aquele dono da padaria que nunca tira férias. Nunca.

Sobre o galego[editar]

Portuguêse sua cruel dúvida cotidiana

Sujeito nascido em Coimbra, lá na Terrinha, bigodudo e muito inteligente (elogio duvidoso) que sente cheiro de bacalhau a quilômetros.

Diz-se que seus pães são tão baratos, que a tua mãe pode ir até a padaria e trocar pela xoxota. Como ela fica lá de perna aberta lhe esperando, ele tem o péssimo hábito de desligar o telefone apressadamente, na cara de seus clientes, mesmo que o cliente seja um filho da puta que dorme de touca.

Sabe-se também que a tua mãe é consumidora voraz dos bolinhos de galego, já que nunca sobra para os clientes porque ela comeu tudo. Contudo, até hoje pesquisadores tentam descobrir se ele serve bacalhau na brasa. == Chucras gosta de um pau grande, com aquele cú seco, parmalat boqueteiro. == ''

O trote[editar]

A turma da Telerj ataca novamente. Depois de terem sacaneado o grande adEvogado de voz fina Luiz Pareto, os rapazes simpáticos e agradáveis que no entanto perdem tempo com bobagens compostos por Zé Augusto, Paulo José e Elizeu Drummond resolvem bater um papo com o galego dono da padaria. Na verdade eles apenas gostariam de encomendar um bolinho de galego e também saborear um bacalhau na brasa. O portuga, revoltado, achou melhor a comer a mãe de cada um dos membros simpáticos da Telerj e pagar com pão. Hoje em dia, os rapazes da Telerj são ricos, graças aos pães de graça que conseguiram com as suas respectivas mães que trocaram a baguete portuguesa por xoxota.

Transcrição do Trote[editar]

Elizeu Drummond: - Ta tocando...

Galego: - Alô.

Elizeu Drummond:- De onde fala?

Galego: - É da padaria.

Elizeu Drummond: - Amigo, por gentileza, vocês aceitam, fazer encomenda aí? De salgado?

Galego: - Pelo telefone não.

Elizeu Drummond: - Pelo telefone não?

Galego: - Não...

Elizeu Drummond: - Ahn, porquê eu tava afinzão de comer um bolinho de galego aí cara...

Galego: - Pois é mas não vai ter pé não vai ter chance não porquê a tua mãe comeu tudo.

Elizeu Drummond: - Mas porquê? Comeu tudo? (risos)

Galego: - A tua mãe comeu.

Elizeu Drummond: - Que isso rapaz!

Galego: - É sim!

Elizeu Drummond: - Como é que é ô galego viado, comé que cê fala da minha mãe assim?

Galego: - A tua mãe é uma galinha safada pô!

-(risos)

Galego: - Tu não sabes disso não?

Elizeu Drummond: - Porra galego en...

Galego: - Tu és burro, tira a toca meu chapa!

- (risos)

...

Zé Augusto: - De onde fala por favor?

Galego: - É da padaria.

Zé Augusto: - Ééé... Aí tem bacalhau na brasa hoje?

Galego: - Ahn?

Zé Augusto: - Bacalhau na brasa?!

Galego: - Como é que é o negócio?

Zé Augusto: - Hoje tem bacalhau na brasa né! ... Ô galego! Filha da puta! Teu Portugal não ta com nada hein!

Galego: - Vá pa puta que te pariu, seu viado, seu corno!

Zé Augusto: - Vou comer bacalhau na brasa hein! Vou comer... (risos)

Galego: - Ô chifrudo! hoje logo mais...

Zé Augusto: - Vou comer bacalhau na brasa hein!

Galego: - Hoje, hoje logo mais tu vais comer pão dormido que a tua mulher vem aqui trocar pela xoxota, seu corno!

Zé Augusto: - Ô pé inchado!

Galego: - Viu?

Zé Augusto: - Vou comer bacalhau na brasa hein!

-Galego: Tu é um safado tu dorme de toca rapaz!

...

Galego: - (...) filho da puta

Zé Augusto: - Ô paneleiro!

Galego: - (...) Um idiota (...) Tu fica ai gastando o telefone ai do homem, vai guardá-lo seu safado!

Zé Augusto: - Ô paneleiro!

Galego: - Tu é um filho da puta, tu fica aí gastando tel, gastando telefone pq não é teu, seu corno!

Zé Augusto: - Ô paneleiro!

...

Galego: - Alô.

Zé Augusto: - Ô seu galego viado, vai desligar o telefone no cu da tua mãe, viu seu filho da puta!

Galego: - Óóóolha aqui, ô filho da puta...

Zé Augusto: - Filho da puta é você, ô seu corno!

Galego: - Ô safado, ô cornudo!

Zé Augusto: - Seu corno viado!

Galego: - Vá encher a boca de merda!

Galego: - @%#%¨@%#! Vai tomar no cu, seu arrombado, vai à merda, foda-se po!

Zé Augusto: - Ô galego, po, to querendo falar contigo po!

Galego: - Tu, tu é um arrombado, tu é um safado po, to fudendo a tua mãe tu fica aí me enchendo a paciência po!

Zé Augusto: - Ta porra nenhuma, tu é broxa po!

Galego: - Vá a merda po!

Zé Augusto: - Tu não come ninguém tu é broxa po.

Galego: - Quê o quê, eu não gosto de arrombado não, vai ser viado na puta que te pariu po.

Zé Augusto: - Tu é paneleiro po.

Zé Augusto: - Porra galego mas tu é um lerdo mermo hein po que demora...

Galego: - Vai tomar no cu, filho da puta.

...

Galego: - Alô.

Zé Augusto: - Ô galeguinho, por quê você desliga rápido assim a porra do telef...(one)?!

Galego: - Porque a tua mãe está aqui de perna aberta me esperando, seu burro!

Zé Augusto: - E ela gostô? (risos)

...

Elizeu Drummond: - É da Panificação São José?

Galego: - Não...

Elizeu Drummond: - Da onde fala?

Galego: - Quer falar com quem?

Elizeu Drummond: - Aqui é do Ibope, boa, bom dia.

Galego: - Ahn?

Elizeu Drummond: - Aqui é do Ibope pesquisa de propaganda, bom dia.

Galego: - Bom dia.

Elizeu Drummond: - Eu eu queria saber, queria saber o seguinte. Queria saber com quantas pirocas se come um galego?

Galego: - Pergunta para tua mãe, porque ela tá acostumada, seu safado!

Elizeu Drummond: - Mas olha, problema é o seguinte...

...

Outro rapaz simpático da Telerj: - Ele está?

Galego: - Ele está mas não pode te atender agora não.

Outro rapaz simpático da Telerj: - Por que, galego?!

Galego: - Ta fudendo a puta que te pariu, seu corno, seu arrombado.

Outro rapaz simpático da Telerj: - Que isso galeguinho!

Galego: - Tu és um chifrudo, filho da puta, entendeu? Tu és um safado. Descansa, logo mais tu vais comer um pão fresquinho la em casa, sabe por quê?

Outro rapaz simpático da Telerj: - Não, eu vou comer a tua mulher mais tarde.

Galego: - É, hoje logo mais tu vais comer um pão fresquinho la em casa, sabe por quê?

Outro rapaz simpático da Telerj: - Não, eu vou comer a tua mulher.

Galego: - Porque a tua mãe vem transar aqui hein...

Outro rapaz simpático da Telerj: - Não, eu vou comer a tua mulher, seu corno, seu galego.

Galego: - Entendeu? A tua mãe vem transar aqui portanto logo mais tu vais se dar bem hein.

Outro rapaz simpático da Telerj: - Seu português filha da puta.

...

Outro rapaz simpático da Telerj 1: - Posso falar com o galego ô seu surdo viado?

Carlos: - Ahhn?

Outro rapaz simpático da Telerj 1: - "Ahhn"? Ta com o pau na bunda?

Carlos: - Ahhn?

Outro rapaz simpático da Telerj 1: (falando com outro rapaz simpático da Telerj) - Aí, aquela mulher falou que tu é broxa, aí eu disse: "não fala assim dele não que você nem sabe..."

...

Elizeu Drummond: - Ô galeguinho! To querendo...

Galego: - Escuta ô babaca! Ô babacão, ô "vavacão"! Ô "vavaca!"

Elizeu Drummond: - Fala, corno! Fala, seu filho da puta!

Galego: - Hoje de manhã, tu calçaste o quê?

Elizeu Drummond: - Hoje de manhã o que?

Galego: - O que que tu calçaste hoje de manhã?

Elizeu Drummond: - Eu calcei a calcinha da tua mulher!

Galego: - Tu calçaste o sapato que eu esqueci ontem à noite hein!

- (risos rsrsrsrs)

...

Galego: - Ô filho da puta, burro és tu que comeste pão velho que a tua mãe vem aqui trocar por xoxota seu viado!

Elizeu Drummond: - Tu é muito babaca, hein! Olha aí, tu é burro até, até... "Desligou, desligou (risos)"

...

- Ta...

Paulo José: - Xo falar com ele aí.

- ... ...

Carlos: - Alô.

Paulo José: - Ô Carlos?

Carlos: - Ahhn.

Paulo José: - Tem bisnaga aí?

Carlos: - Como é?

Paulo José: - Tem bisnaga aê?

Carlos: - Se tem bisnaga?

Paulo José: - É.

Carlos: - Tem ué.

Paulo José: - Então enfia no rabo.

Carlos: - Ó rapaz... Que moda é essa, rapaz?

Paulo José: - Enfia essa bisnaga no rabo, rapaz. Tem quantas aí?

Carlos: - Quem ta falando?

Paulo José: - É o caralho.

Veja o trote em[editar]

Trote da padaria

O outro portuga, Manoel[editar]

Manoel Onofre Dias é um rapaz do Porto, veio feliz com sua mulher Maria pra o Brasil pra vender pão (mas não é dormido, como o do galego, diga-se de passagem!). Só que um belo dia de primavera Manoel foi convidado pra uma tal de suruba, não pode ir Maria foi no seu lugar. Depois de uma semana ela voltou pra casa, toda arregassada não podia nem sentar. Quando viu aquilo ficou assustado, Maria chorando começou a lhe explicar, daí então ele ficou aliviado e deu graças a Deus que ela foi no seu lugar.