Powerslave

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Medinho do escuro.jpg Este artigo se trata de um álbum

E já teve milhares de cópias vendidas! (ou não).

Conheça o resto da playlist clicando aqui.

Horus.jpg

Este artigo é egípcio! Ele foi escrito num pergaminho sagrado e seu escriba é um sacerdote mumificado.

Não profane este artigo, ou a maldição do Faraó irá cair sobre você!

Cquote1.png Tell me why i had to be your Sexualslave! Cquote2.png
Steve Harris sobre Bruce Dickinson

Powerslave (Em português Escravo Sexual do Poder) é o quinto álbum de estúdio da banda Inglesa de Rock Paulera Iron Maiden. Foi lançado no ano de 1984, bem no apogeu da banda porque agora os coroas não fazem mais porra nenhuma.

Powerslave
Slavepowerofdeath.jpg
Eddie - O Rei do Egito (WTF?)
Lançado em 1984
Gênero Rock paulera Heavy Metal
Gravadora Ah, sei lá!


Sobre[editar]

O Álbum foi gravado em Bahamas, cenário onde Bruce Dickinson e Steve Harris tiveram várias brigas, e estava ameaçada a saída do Bruce da banda, só que o Harris não queria isso, então, virou escravo Sexual do Bruce, em troca, ele não iria sair da banda. E assim foi feito. Só que o nome do disco Sexualslave ficaria muito pesado, aí pra não ficar um negócio muito pesado, ficou Powerslave (Escravo do Poder). O Disco tem oito faixas, sendo a principal Powerslave, que fala sobre a cultura egípcia e fala sobre as pessoas otárias virarem escravas do poder do Bruce, como aconteceu com o Harris. Esse álbum é considerado um dos melhores de toda a existência da banda, foi feito na época que eles estavam no auge, e tem duração de 51 minutos. Dentre algumas músicas deles, têm algumas que são sucesso até hoje e viraram single, como Aces High e 2 Minutes to Midnight.

Faixas[editar]

Aces High[editar]

A primeira faixa do álbum, que foi composta pelo Deus do Metal, mas ele ficou com pena dos garotos do Iron Maiden e deu de presente essa música pra eles, que fala sobre batalhas da Segunda Guerra Mundial. Tem duração de 4 minutos e meio.

2 Minutes to Midnight[editar]

A segunda faixa, mais uma que virou single, Dois Minutos para Meia-Noite, vamo logo com isso!, é o Bruce Dickinson apressando o Harris pra brincar de médico, e enquanto rolava a brincadeira, Harris ia gritando um monte de versos aleatórios, e aí tiveram a ideia de gravar essa música, que é considerada uma das piores melhores da banda até hoje. Tem duração de 6 minutos.

Losfer Words (Big' Orra)[editar]

Música instrumental composta por Harris, que foi colocada no álbum só para enchimento de linguiça. Dura 4 minutos e uns quebrados.

Flash of the Blade[editar]

Essa fala sobre o Blade, aquele negão caçador de vampiros São Jorge e tem 4 minutos de duração.

Eddie puto da vida ao saber que está rolando viadagem na banda

The Duellists[editar]

Mais uma pra enchimento de linguiça, e que ninguém conhece e não se tem nenhuma informação sobre essa música. Composta pelo Harris.

Back in the Village[editar]

A sexta faixa do álbum fala de quando terminaram de gravar o álbum e voltaram para casa, e Harris já não era mais escravo sexual de Dickinson.

Sexualslave[editar]

Cita3.pngTell me why i have to be a powerslave!Cita4.png

A música principal do disco, inspirada pelo épico "The Mummy" da dupla de seis Massacration & Falcão, que fala sobre costumes egípcios (assim como o álbum inteiro) e também de quando o Bruce e Harris ficaram brigando, mas o Harris não queria que ele saísse da banda, e teve que virar Escravo Sexual do Bruce por algum tempo. Tem duração de 7 minutos e um riffzinho viciante.

Rime of the Ancient Mariner[editar]

Uma das músicas mais longas da banda, que assim como a terceira, foi colocada no álbum apenas para encher linguiça. Fala de um homem que enrabou uma sereia e que depois foi amaldiçoado.

Créditos[editar]

  • Bruce Dickinson Frontman, que compôs algumas músicas e grita igual uma taquara rachada nos shows "Scream for me!!".
  • Steve Harris O Chefão da banda, que queria ser jogador de futebol, mas como era perna de pau, foi chutado do West Ham. Tem uma filha gostosa, e desde os primórdios compõe as músicas da banda. É o Escravo Sexual do Bruce.
  • Nicko McBrain Baterista nas horas vagas, mas sua profissão é Jogador de Futebol
  • Dave Murray O Mestre dos Magos, guitarrista da banda desde os primórdios, que compõe algumas músicas, faz riffs fodas e solos fodas, e tem uma cara de bobão.
  • Adrian Smith O Agente Smith, grande escravo amigo do Bruce, que também compõe algumas músicas aqui, algumas lá mas é um tremendo de um inútil.