Propagandas de sites pornográficos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nerd gordo barbudo.jpg Este artigo é uma piada de computeiro!

Existem 11 tipos de pessoas no mundo: As que entendem binário,
as que não entendem e as que fingem que entendem.

Caso não entenda, aperte Alt+F4 para a leitura ficar mais fácil.

Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.
Cquote1.png Você quis dizer: Google Adsense Cquote2.png
Google sobre Propagandas de sites pornográficos
Cara dum punheteiro ao saber que foi enganado pelos ads

As propagandas de sites pornográficos, também conhecidos como ads pornográficos, são aquelas janelinhas de spam internas ou externas que aparecem no seu browser quando você acessa putarias na web, com conteúdo obviamente voltado para a putaria desenfreada. Este artigo foi criado pela Polícia Federal com o intuito de demonstrar o funcionamento e em alguns casos o perigo destas janelinhas safadas e lascivas para os nerds tetudos. Tivemos de desativar nosso AdBlock e entrar em sites obscuros da internet pra coletar informações valiosas para sua informação. Nenhum dos ads publicitários colhidos nesta investigação foi acessado para fins impuros.

Conteúdo[editar]

As pessoas responsáveis pela idealização do conteúdo desta publicidade virtual pornográfica são muito espertas, algumas formadas na arte da sexualidade e da vida mundana, e sabem muito bem o que o público-alvo deseja. Tendo em mente que, normalmente, quem acessa estes endereços com conteúdo proibido para menores de dezoito anos possui baixa autoestima, pênis pequeno, virgindade latente e pelos nas tetas, estes publicitários do mundo putanesco usam este artifício em seus informes. Essa manobra citada costuma ter sucesso na investida e muitos esquisitos punheteiros clicam nos endereços, acreditando na auspiciosidade destes links, sem imaginar o que acessarão. É uma roleta-russa da putaria, pode vir algo bom ou ruim, mas independentemente do que seja, o incauto usuário que fez o acesso a este site já perdeu na vida.

Mas é lógico que eu vou instalar um aplicativo que vi num site pornográfico em meu celular
Até coisas ilegais podemos conseguir através destas propagandas, e esse é bem atraente pra quem vê

No que se refere ao conteúdo oferecido, alguns levam para coisas normais, como sites de relacionamento mais quentes, venda de remédios para impotência sexual, ejaculação precoce ou aumento peniano, e até mesmo aluguel de moças de família, mas outros infectam o computador com centenas de milhares de doenças venéreas virtuais, capazes de transformar o computador do mão-peluda em um zumbi robô enviador de spam. Depois que ocorre isso, só formatando. Já para aqueles sites inofensivos ao computador, de cada dez nerds bronheiros que clicam no ads, um acaba adquirindo o produto ofertado. Considerando que o número de punheteiros no Brasil é enorme, só as publicidades pornográficas de sites nacionais movimentam uma boa grana entre sites anunciantes e consumidores dos produtos anunciados.

O negócio tá tão esperto que até pra quem curte desenho animado pelado existe publicidade

O mercado do sexo pago, dos remédios sexuais e dos sites de relacionamento com fins escusos teve uma alavancada notável nos últimos anos. O acesso a estes sites aumentou muito, mas grande parte desses acessos é realizada por pivetes com menos de dezoito anos. Outros sites de putaria maiores costumam anunciar em pequenos sites deste setor, também gerando boa rotação de visitantes e às vezes um troca-troca de publicidade entre sites do setor de entretenimento sexual, sem dinheiro envolvido.

Um mercado que também tem realizado bastante publicidade é o de venda de produtos para apimentar a relação (sex shop), porém, em relação ao tipo de mercados citado anteriormente, este não arrecada tanto já que o público-alvo daquele é a pessoa que faz sexo, e o público que normalmente acessa as putarias da internet não tem lá uma vida sexual tão ativa, se é que tem alguma. Quando é mulher que faz acesso à putaria, já que há também pessoas do sexo feminino que gostam de pornografia, o interesse em brinquedinhos ofertados é maior, sem falar nas casadas que veem aquelas pirocas enormes de borracha e lembram com pesar do pintinho do marido.

Atratividade[editar]

Como mencionado na seção anterior, estes anúncios virtuais voltados à putaria são bolados por gente competente na área. Reúne-se psicólogos, sexólogos, publicitários, prostitutas e atrizes pornográficas, médicos urologistas, estupradores e outros profissionais diversos, com intenção de criar os anúncios mais atraentes para os usuários de sites de putaria.

Os criadores de anúncios são tão astutos que até os erros de português não esquecem, pra deixar mais real

A decisão de criação dos anúncios é demorada e concentrada, visando à excelência da publicidade e à forma como irá conquistar o alvo. Após um brainstorm adequado realizado por esses profissionais, os modelos de anúncios são aprovados pelos anunciantes e inseridos nos sites parceiros, aptos a pescarem seus possíveis consumidores.

Este anúncio não deixa claro se é foder denotativamente ou conotativamente, mas no segundo caso, já é um prelúdio a foder com a vida do nerd

Após realizar seu acesso diário de putaria gratuita, o consumidor punheteiro começa a ser alvejado por janelinhas com imagens interessantes e uma leitura muito chamativa. Figuras de mulheres gostosas peladinhas, às vezes sendo penetradas por cacetes gigantes ou tocando uma siririquinha, outras vezes com roupa, mas em posições muito excitantes, deixam estes punheteiros com água na boca e no pinto, na fissura em clicar no anúncio pra ver mais. Como se não bastasse as imagens, ainda vêm com frases muito interessantes, típicos de Clarice Lispector de Facebook. Conhecendo bem a cabeça de um nerd tetudo punheteiro, fica fácil entender que é irresistível evitar de dar um clique numa janelinhas destas. Movidos por décadas de virgindade explosiva, uma mulher oferecendo seu corpo gratuitamente faz a mão da punheta tremer.

Os criadores dos anúncios fazem um estudo apurado da sociologia da putaria e adicionam elementos que fazem estes ads ficarem muito críveis aos olhos leigos dos consumidores da putaria virtual. Alguns anúncios chegam à cara-de-pau de colocar erros ortográficos propositais, para ficar ainda mais realístico para o padrão de educação brasileiro. Há de se saber que a maioria dos acessadores de putaria virtual são aqueles nerds sebosos filhos da puta que gostam de corrigir os outros no Facebook e em qualquer outro lugar e que sabem que meninas bonitas, gostosas e promíscuas normalmente escrevem bem errado.

Um anúncio interessante pra quem quer causar uma assadura na buceta da parceira

Outra coisa inteligente destes anúncios é a capacidade de mudar o público alvo rapidamente. Há anúncios sobre zoofilia, sexo com gordas, sexo com travestis, sexo com velhas e até sexo com mulheres feias. Através dos cookies do navegador do punheteiro, pode-se saber o tipo de pesquisa pornográfica que este ser realiza com mais frequência, e aí o código envia o anúncio perfeito para ele. Se você estiver na casa de um amigo e notar que muitos anúncios gays surgem na tela, pode começar a desconfiar que esta Harley é lambreta.

Porra, até um médico anunciando isso, sinal de que funciona mesmo

Os informativos pornográficos conseguem atuar na mente dos usuários da mesma forma que o Jequiti afeta a cabeça dos telespectadores do SBT, bombardeando informações, fazendo a pessoa realmente querer o troço ofertado. Não sei vocês mas o advertising sobre a ereção poderosa sempre me conquistou e, se isso é capaz de atingir um inteligente usuário da Desciclopédia, pode muito bem persuadir gente menos esclarecida, que bate punheta pra anime.

Perigos[editar]

Apesar de a grande parte destes anúncios realmente ter conteúdo inofensivo, muito destes são uma bomba de vírus e outras coisas. Os que parecem mais atraentes, com as mulheres com vaginas bonitas e molhadinhas, são os que mais terror causarão no computador do incauto usuário. O pior é que, quando este usuário descobre que fora infectado, infelizmente todos seus contatos já ficaram sabendo que seu gosto em pornografia refere-se a conteúdo homoeróticos. Essa é uma das sacanagens recorrentes de alguns destes ads. Outros transformam o computador do usuário em um Trojan enorme, ou num zumbi de um botnet.

Essa proposta é difícil resistir

Agora, sobre os aparentemente inofensivos, não é verdade que estão isentos de periculosidade. O problema destes informativos é que são muito persuasivos e conseguem convencer o usuário com a mente mais influenciável a comprar seus produtos. Nerd virgem comprando remédio para combater ejaculação precoce, como se fosse utilizar isso algum dia, gente escrota achando que irá conseguir relacionar-se com alguém do sexo oposto através de um site de relacionamento, quando na verdade a maioria das mulheres é formada por outros nerds tetudos que gostam de travestir-se na internet, cidadãos que adicionam número desconhecido no Whatsapp que na verdade é oriundo de cadeias, entre outras situações vexatórias. Mas o perigo maior é para os pais do trouxa, saber que falharam na vida é triste.

Quem quer um pau Samsung?

Não obstante a maioria absoluta dos trouxas serem garotinhos de apartamento, até político é feito de trouxa pelas propagandas de sites pornográficos. Segundo sua assessoria, "o vereador não sabe como o site pornográfico apareceu em seu computador", mas eu sei, isso foi de clicar em anúncios sobre a cura da "paumolecência". Não foi culpa do vereador, o anúncio era por demais convincente, eu na idade dele quereria também.

Alguns anúncios, entretanto, são empregados pela própria Polícia Judiciária, com fito a caçar gente escrota que gosta de zoofilia ou tesão por velhas, só pra dar uma apavorada. É divertido rastrear gente punheteira na internet, com gostos esquisitos.

Ver também[editar]


v d e h
Tipos de vírus