Prudente de Morais (Minas Gerais)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Prudente de Morais é uma cidade, mas inicialmente é alguém que fez algo pelo país ou então que lançou o livro. Talvez possa ter sido um cara que conseguiu trazer a privada para o país e assim pôde ser chamado de "velho revolucionário" por ter promovido uma grande revolução quando trouxe um artigo de luxo que iria fazer a patente entrar em desuso.

História[editar]

Algum suicida esperando para que o trem passe finalmente pela linha de Prudente de Morais. Mal sabe ele que o trem nunca entrou em operação, nem mesmo quando ainda era importante.

Quando este homem (Prudente de Morais) teria terminado a faculdade, ele prometeu para si mesmo que iria comprar uma cidade mineira e iria colocar o nome dele nela, como a maioria das pessoas da época fazia e viverá fazendo, pois até hoje esse hábito de pôr nome de gente anônima em cidade pequena existe.

Quando comprou uma cidade, colocou toda a sua renda mensal (que girava em torno de 2 reais) para fundar o município e nomear a cidade.

Porém, aconteceu de ninguém querer passar perto de Prudente de Morais. Prudente de Morais era uma cidade que ficava no meio do mato, sem nenhuma ligação com os outro municípios e sequer tinha uma estrada decente. Tendo uma tremenda dor de cabeça, Prudente de Morais decide abandonar seu sonho de cidade.

Invasão[editar]

O MST aproveitou que aquele pedaço de terra estava inutilizado e invadiu e colocaram suas estacas na região reinvidicando aquele pedaço de fim de mundo para eles.

Mas, ao contrário do que pensavam, o lugar estava sendo usado sim. Usado para elevar o ego de Prudente de Morais que ficava espalhando para todos os amigos que tinha uma cidade própria em Minas Gerais. No dia que disseram que a cidade foi dominada pelo MST, Prudente de Morais ofereceu para o governo dos Estados Unidos testar uma bomba atômica lá.

Isolamento[editar]

O isolamento da cidade ocorreu em 1990 quando jogaram uma réplica da Bomba de Hiroshima em vPrudente de Morais.

No entanto, ninguém deu atenção, pelo mais incrível que fosse o fato. As pessoas ficaram felizes, por mais uma bomba atômica ter sido desperdiçada em vão, diminuindo o arsenal nuclear dos EUA, a superpotência maluca.