Pskov (óblast)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Pskov(em russo, Пckoв), a região mais ocidental da Federação Russa, mas parece uma Bielorrússia da vida do que um estado russo.

História[editar]

Capital Pskov, a cidade da treta.

Situada naquela zona de transição entre Europa e Ásia, a população de Pskov não só tem uma baita de crise de identidade, como sua história é uma verdadeira salada. Pskov, além de ser formada por aproximadamente 600 etnias de culturas e linguas distintas, já foi Prúsia, Polônia, Belarus, União Soviética, Império Americano, Império Otomano, Iraque, Ucrânia e atualmente quem é dono da vez de Pskov é a Rússia.

Pskov, porém, é a região mais afetada em função da Tática Russa de Guerra em Território Russo, que consiste em ganhar guerras em território russo, recuando os exércitos russos levando consigo todos os suprimentos a medida que o inimigo avança, o resto é só esperar eles morrerem de frio/tédio e voltarem para suas casas na Europa. Pskov, por situar-se no extremo oeste russo, é a primeira região a ser invadida quando algum país se atreve. Pskov foi então o palco das vitórias de todas as guerras que a Rússia venceu até hoje, por isso é prezada pelo povo que não deixaram ela virar Belarus quando a União Soviética resolveu dar um tempo.

Etnia[editar]

Pskov é uma mistura de tudo o que há na Europa e Ásia, tudo quanto é povo já passou por ali, nem que seja para dar um alô. O governo russo porém, como não aprecia regiões em sua federação sem muitos russos, tratou de implantar um programa que manda por ano 1.000 russos para habitar em Pskov e fazer contra-balança com os inúmeros ucranianos, cazaques, bielorrussos, estonianos, romenos, kaliningradenhos e franceses das redondezas.