Química Orgânica

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
LSD-2D-3D.png
Eita negoço pirigoso, sô!.jpg

Este artigo é relacionado à química.

Não estranhe se o irídio for corroído por sal de cozinha.

Enquanto lê, mantenha-se afastado do reator químico.


Cometinha.jpg Este artigo é um artigo com pretensão pseudo-científica.
Portanto seu autor é um desocupado e mentiroso e não diz coisa-com-coisa.


Exemplo de exércício de química orgânica.

Cquote1.png O átomo de carbono é teu Deus, e suas ligações sigma são seus profetas! Cquote2.png
Professor de Química, em momento de êxtase, sobre Química Orgânica
Cquote1.png É uma parte muito importante da química... Cquote2.png
Engenheiro Químico sobre Química Orgânica
Cquote1.png METANAL!!!!. Meu filho, pare de ver putaria na escola! Cquote2.png
Tua mãe sobre nomenclatura da química orgânica
Cquote1.png A química orgânica é uma matéria facílima... Cquote2.png
Professor de química, mentindo, sobre química orgânica
Cquote1.png Salci fufu! Cquote2.png
Sérgio Mallandro sobre a nota da prova de química orgânica
Cquote1.png Considere o ácido 2,3,4-triamino-2-hidróxipentandióico... Cquote2.png
Vestibular sobre Química Orgânica

A Química Orgânica, também chamada de Química do carbono, muito conhecida dos alunos de Ensino Médio é a parte da química que trata de tudo aquilo que a Química Inorgânica não conseguiu, incluindo confundir a sua mente. Ela foi inventada por um químico biruta chamado Berzellius, logo depois de um de seus discípulos criar urina sólida (vulga uréia) aquecendo uma pedra que se usa para lixar os pés.

Isto NÃO é um composto orgânico.

Tabela de conteúdo

[editar] A criação da Química Orgânica

Em torno de 1700 e lá vai pedrada, a química deixou de ser chamada de alquimia por motivos de pressão política. Com isso, os novos químicos decidiram expandir o conhecimento que possuíam (anotações de como transformar algo em ouro, não tendo muita utilidade) e passaram a estudar as substâncias que formavam o que era vivo (isso não inclui você, pois sabe-se que você é um tapado).

Reação de oxidação do anel benzênico.

Por ineficácia, ninguém conseguia criar porra nenhuma de composto orgânico em laboratório. Os pesquisadores da época, para justificar a enorme quantidade de dinheiro gasto, criaram uma teoria chamada Teoria da força vital, que dizia que apenas os seres vivos podiam criar compostos orgânicos.

No entanto, um cientista maluco chamado de Friederich Wöhler conseguiu, por meio de acidente (como sempre) derrubar essa teoria. Enquanto esquentava uma pedra pomes que utilizaria para lixar um calo no dedão direito, percebeu que a mesma estava derretendo, ficando com uma cor amarela e soltando um cheiro horrível de urina. Após analisar, percebeu que um sal inorgânico, se transformou, por meio do calor, em uréia. Na equação química:

NH4OCN -> (NH2)2CO

Depois de realizar as anotações e provar o experimento, tornou-se o pai da química orgânica e o carrasco dos alunos do Ensino Médio.

Isto é um composto orgânico: a bucetona.

[editar] Funções Orgânicas

Depois de se estabelecer como ciência, a química orgânica foi crescendo e hoje é bem maior que a química inorgânica, em termos de substâncias e de certos conteúdos chatos. Com a descoberta de inúmeras substâncias, decidiu-se separá-las de acordo com uma função orgânica específica, o que significa mais trabalho e mais incomodação. Essas classes de substâncias foram criadas a partir de certas propriedades comuns de alguns compostos, como: deixar bêbado, queimar a pele, causar câncer, entre outras. Infelizmente, essa classificação e a nomenclatura dessas funções deixam qualquer um doido. As provas de química orgânica do final do ano são geralmente, mais confusas que as de matemática. Segue abaixo as funções orgânicas:

[editar] Nomenclatura

O nome da molécula representada na imagem é 3-etil-2,2-dimetil-4-isopentano-5,6-di-isopropil-octano, o que prova a facilidade da nomenclatura química.

A nomenclatura da química orgânica é, por tabela, a parte mais chata e difícil da matéria, já que, se você errar uma letra, você toma num nabo federal. É preciso saber o nome de radicais, o nome das funções orgânicas e saber se a substãncia tem gordura é saturada ou insaturada. Tomemos como exemplo o nome: metanal. Ao contrário do que se pensa, não é uma sigla mal feita para sexo anal, mas sim refere-se ao formol:

Met - 1 (um) átomo de carbono na cadeia;
an - molécula saturada (gordinha);
al - pertence à Função Orgânica Aldeído;

Vamos a outro exemplo: Bucetona;

Buc = cuatro átomos de carbono na cadeia;
et = molécula insaturada;
ona = pertence à Função Orgânica Cetona;

Como se percebe, é apenas necessário ter anos de experiência e prática para entender.

[editar] Ver também

Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Química Orgânica.
Química Orgânica: Funções Orgânicas
v d e h
Ácido carboxílico · Ácido sulfônico · Álcool · Aldeído · Amina · Amida · Cetona · Éster · Éter · Fenol · Haleto · Hidrocarboneto · Nitrila · Nitrocomposto
Grupos funcionais
Hidroxila · Formila · Carbonila · Carboxila · Nitrogênio (como heteroátomo) · Oxigênio (como heteroátomo) · Íon cianeto
Embasamento Teórico
Tetravalência do carbono (capacidade de tomar 4 de uma vez só) · Ligação Covalente · Forças intermoleculares · Postulados de Kekulé · Isomeria
v d e h
Logoquimica.svgCampos de abrangência da Química

Química Orgânica  | Química Inorgânica  | Química Analítica  | Química de coordenação  | Físico-Química  | Química Nuclear  | Bioquímica  | Termoquímica  | Eletroquímica  | Química dos Polímeros  | Fotoquímica  | Química Ambiental

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas