Quaraí

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg

Cquote1.png Você quis dizer: Área 51 Cquote2.png
Google sobre Quaraí
Cquote1.png Você quis dizer: Error 404 Cquote2.png
Google sobre Quaraí
Cquote1.png Experimente também: Acre da fronteira gaúcha Cquote2.png
Sugestão do Google para Quaraí
Cquote1.png Quaraí, querência querida. Cquote2.png
Slogan típico da cidade
Cquote1.png Tenho muito orgulho de fazer esta cidade crescer. Cquote2.png
Gadret Jr. mentindo sobre sua gestão para o povo nas eleições
Cquote1.png Em época de Semana Farroupilha, gurizada mata aula só pra ir a bailes e gineteadas. Cquote2.png
Professor típico sobre a juventude quaraiense que esquece a existência das escolas
Cquote1.png Entre moça, passe moça. Cquote2.png
Típica vendedora das lojas dos "turcos", representando o comércio quaraiense.
Cquote1.png Caiu a luz, vai se fuder! Cquote2.png
Morador da cidade sobre quando cai a luz em época de chuva e mandam desligarem os geradores
Cquote1.png Se você não quer virar notícia, não deixe o fato acontecer. Cquote2.png
Joãozinho Porto, radialista quaraiense sobre os casos que viram notícia na cidade.
Cquote1.png Eu conheço sua mãe, vou no trabalho dela cobrar a foto. Cquote2.png
Celso, típico fotógrafo da cidade sobre fotos escolares que fazem
Cquote1.png Bah, não sei onde fica o Quaraí mas eu sei onde fica o Alegrete. Cquote2.png
Neto Fagundes, quando perguntam sobre onde fica Quaraí
Cquote1.png Cidade com nome tribal só tinha que da negrinho nisso. Cquote2.png
Um idiota que disse coisas sem pensar sobre Quaraí


Quaraí é um município brasileiro do estado dos grandes machões do do Rio Grande do Sul. Faz divisa com o Uruguai, uma cidade aí chamada Artigas que tem free-shops e mais agito do que na cidade até, mas que também não faz muito sentido às vezes ir pro país vizinho e aproveitar mais lá do que cá. O comércio é conceituado em 70% pelos "turcos", comerciantes árabes que ocupam boa parte do território e 30% são dos mercados da cidade, pois em cada lugar e bairro, sempre vai haver ali um bolicho com o básico de sempre. É também uma cidade onde se tu faz as coisas, o povo comenta mas se não faz eles inventam pra tu ter que aguentar muito. É sempre a cidade que mais sofre com quedas de luz e telefone em época de chuva, o povo reclama e mesmo assim nada acontece, além de receber turistas só quando a temperatura é bem abaixo de 0, superando as cidades da serra como Gramado e Canela, e só nessa ocasião a cidade aparece no Jornal Hoje e também no Jornal Nacional ou quando acontece as famosas enchentes que deixam bairros quase abaixo com tanta água.


A sua criação[editar]

Mendigo que caga todo dia na porta da sua casa, a figura mais respeitada de Quaraí.

A ação diplomática do Tratado de Badajós assinado na marra no ano de 1801, deu ao Rio Grande do Sul o atual território, estabelecendo o rio Quaraí como limite para que possam um explorar a sua própria terra, embora ambas não tinha quase nada em outros ou em pedrinhas preciosas. Para efetivar a ação iniciou-se no ano de 1814, a doação de sesmarias e, consequentemente o surgimento das primeiras estâncias para poder ter algo de útil naquele terreno.

A área entre os rios Arapeí e Quaraí era o reduto de concentração das tropas orientais e para impedir a ação dos colonos imperialistas de José Gervásio Artigas foi determinado pelo império a instalação de uma guamição militar no ano de 1816, sob o comando de José de Abreu, que deu origem ao povoamento urbano nos campos do sesmeiro João Batista de Castilhos, sendo os sabichões naquelas terras.

Atualmente, a cidade é governada pelo Gadret Jr., seguindo a dinastia de Papai Gadret e o lema "invente bobagens nas eleições e constranga o povo depois que for eleito", que tentou inventar coisas como a Avenida Beira-Rio. Antes de Gadret Jr., teve um tal de João Carlos Gediel que acabou quase deixando a cidade no buraco (quando digo no buraco, é no buraco mesmo) e quase sem dinheiro, tendo que fugir para o alto de uma montanha e virar guru zen-budista, deixando seu ex-vice João Érico Silva da Luz, também conhecido como Joãozinho, cuidar dos assuntos que eram de Gediel até um certo momento.

E a sua administração[editar]

Luís Teles da Silva, Marquês de Alegrete e Dom Diogo de Sousa, Conde de Rio Pardo, foram comandantes na luta contra as ações de José Gervásio Artigas e também Presidentes da Província do Rio Grande de 1807 a 1820, quando do início da distribuição de sesmaria no estado e para meter chimbo grosso nesse intrusos que ousam invadir o seu vilarejo.

O atual território de Quaraí com 3.238 km² foi distribuído entre 42 sesmeiros, entre eles estava João Batista de Castilhos em cujos campos ergueu-se a atual cidade de Quaraí, José da Victória Soares Andréa, que participava da Comissão de Demarcação dos limites entre Brasil e Uruguai, em visita a guamição comandada pelo Tenente Coronel Simeão Francisco Pereira num ano em que o Brasil tava de cabeça para baixo numa crise de cão, traçou a futura freguesia, que seria efetivada pela Lei n.º 442 de 15 de dezembro de 1859, quando foi nomeado o Padre Augusto Martins da Cruz Jobim por Decreto Lei do Presidente da Província de São Pedro, Conselheiro Joaquim Antão Femandes Leão, os chefões mandões naquela área.

E com a Proclamação da República, a Vila eleva-se a categoria de cidade, o Poder Judiciário e Executivo são instalados pelos respectivos Atos nº 149 e 150 de 26 de março de 1890 e não se fala mais sobre isso. O único fato histórico relevante a partir dessa data foi quando em 15 de Julho de 1969 o Prefeito nomeado pelo governo militar Etelvino Osório resolveu, segundo ele afirmava, "corrigir" o nome da cidade rebatizando-a de Araicú. Esse ato foi motivo de grande comoção na cidade, protestos e passeatas ocorreram sendo necessário a intervenção dos exércitos brasileiro e uruguaio que por coincidência naquele dia estavam em missão conjunta para caça de Tupamaros (terroristas uruguaios sanguinários) na vizinha cidade de Artigas, no Uruguai.