R.550 Magic

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

R.550 Magic é um míssil que foi produzido em 1900 e guaraná com rolha pela França, para competir com o já famoso e destrutivo AIM-9 Sidewinder. Porém, como o R.550 Magic foi feito na pressa apenas para competir, ele acabou sendo um enorme fracasso. Um fracasso nunca antes visto na história da França.


Características[editar]

Um R.550 Magic sendo mostrado ao vivo. Se ele entrar em contato com a terra, a mágica vai acontecer, pois toda a paisagem vai sumir misteriosamente.

Assim como o próprio nome já diz, o R.550 Magic tem um poder que pode ser considerado mágico, visto que tudo que ele toca, vira fumaça (literalmente). Porém, apesar desse poder no estilo Harry Houdini, o R.550 Magic tem um poder muito inferior ao do seu concorrente, AIM-9 Sidewinder. Bom, apesar do poder reduzido, o R.550 Magic quebra bastante o galho, pois ele ao menos serve para as funções mais básicas, como destruir algum país do Oriente Médio.

Uma das (poucas) vantagens do R.550 Magic com relação ao seu concorrente, é que o R.550 Magic consegue mirar no seu alvo com uma precisão extremamente alta, sendo que ele pode acertar qualquer coisa, mesmo que o avião que o esteja carregando não seja lá grandes coisas. Enfim, o R.550 Magic tem alguns pontos fortes e alguns defeitos, e a escolha entre ele e o AIM-9 Sidewinder depende apenas da opção do país que esteja querendo guerra.


Curiosidades que você não quer saber[editar]

O R.550 Magic foi utlizado por centenas de países, sendo que entre eles está o Brasil. Porém, assim como qualquer coisa que vem para o Brasil, o míssil acabou virando sucata e indo para o ferro-velho, e, no fim, acabou virando metal e as empresas exploradas disso usaram e ganharam dinheiro em cima.

A Argentina foi uma grande usuária desse objeto fálico, sendo que eles utilizaram inclusive na guerra. Porém, o míssil não teve lá uma grande utilidade, visto que os outros países conflitantes já estavam com um armamento de última tecnologia. Fazendo uma comparação, podemos dizer que, a Argentina com o seu R.550 Magic era como um sujeito com um tacape brigando contra uma máquina de última geração equipada totalmente por metralhadoras totalmente carregadas.