Raça Pura

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


A90.jpg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 90's!
Se você não teve infância naquela época, com certeza você está no Facebook ou no Whatsapp neste instante.

Bernardinho nervoso jpg.jpg Please STOP the music!

Este artigo se trata de cantores, bandas ou músicas cantadas muito, mas MUITO mal.
Sucesso tão grandioso que esse foi só o primeiro disco de... de... de só esse mesmo, teve outro não...

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Arianos Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Raça Pura
Cquote1.png Imitadores de quinta categoria! Cquote2.png
É o Tchan! sobre Raça Pura

Raça Pura foi uma maldita banda de tira o chão do pé, como muitas que surgiram durante os amaldiçoados anos 90 no Brasil e que iriam como um tumor maligno fazer metástase pelo planeta inteiro com seu câncer. Ao menos essa, para nossa sorte e total azar da própria banda, só apareceria no ano de 1999, quando as bandas de axé estavam indo pro saco (só sobrariam ainda as cantoras e uma ou outra dessas balburdias sonoras, mas aí foram os sobreviventes mesmo) e assim eles ficariam apenas nesse ano de 1999 e quando o milênio mudou de número em 2001 a quimioterapia já tinha feito efeito fatal e a banda Raça Pura foi procurar o pinto do pai do cantor e a galinha da sua vizinha na puta que os pariu.

História (minúscula, mas fazer o que)[editar]

O grupo foi formado por Denny, André Neves, Balbino do Rojão, Reuber, Magninho, Ricardo Valverde, Léo, Rogério, Neném Batucada e Coisita (gente pra caralho, mas e daí, nós estávamos mais preocupados mesmo é em saber das bailarinas...). Em 1999 eles lançaram seu primeiro (e único) disco deles, o grandioso suuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuucessuuuuuuuuuuuu "O Pinto", que tinha como músicas bem conhecidas... er... "O Pinto"... e... er... deixa eu ver, ah, tinha a da "Juliana" (aquela que sabe-se lá porque porra não queria sambar nem dançar, mas eles ficavam insistindo pra essa puta com uma ginga de deixar queixo caído pra chamar nossa atenção e apimentar o salão de tal forma que ela acabava por sambar e dançar mesmo).

Fora isso, só mesmo a história do pinto de uma perna só pinto do pai do vocalista Denny (não é o estuprador pernambucano safado) que sabe-se lá porque fugiu com a galinha da vizinha (talvez pelo calor debaixo das asas dela). De fato, o pinto não é mole, é um pinto safado que não consegue dormir sem ter uma galinha ao lado, e só dorme se coçar a cabecinha fazendo cafuné, coitadinha dessa galinha.

Se você era criança na época dessa banda, sinto muito por destruir sua infância e inocência... mas é assim mesmo, é a maior putaria!

Este artigo é um esboço.
Pare de escutar CPM 22 e ajude este pobre artigo.