Racionamento

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Hammer and sickle.png Este artigo foi aprovado pelo Conselho de Proteção à Moral da Família Soviética como sendo livre de conteúdo subversivo.
Escoteiro.jpg ESTE ARTIGO TRATA DE REPRESSÃO E DITADURA

Você deve aceitar calado(a) o que está escrito aqui sem duvidar de nada,
ou correrá o risco de sumir misteriosamente.

Desciclopédia: ame-a ou deixe-a!
Ditaduratumulo.jpg
Lula suou muito quanto perguntaram se no Acre tinha racionamento. Limpe a testa, companheiro!.
Vai reclamar do racionamento, vai! A KGB e o Titio Stálin estão te olhando!

Cquote1.png Você quis dizer: Modelo brasileiro de desenvolvimento? Cquote2.png
Google sobre Racionamento
Cquote1.png Desconheço totalmente isso! Cquote2.png
Coréia do Norte sobre racionamento
Cquote1.png Quem reclamar vai dá um passeio no Gulag Cquote2.png
Leonid Brejnev sobre racionamento
Cquote1.png No, we can't Cquote2.png
Barack Obama sobre racionamento nos E.U.A
Cquote1.png O Brasil pretende racionar a venda de sapatos de bico curto, porque eu prefiro os de bico longo, especialmente tamanho 42 Cquote2.png
Dilma Rousseff sobre racionamento e suas preferências de moda.
Cquote1.png Quer dizer que a vodka só pode beber uma garrafa? Que merda! Cquote2.png
Jeremias sobre racionamento
Cquote1.png Esse tipo de coisa é inaceitável no comunismo! Cquote2.png
Mao Tse Tung sobre racionamento

O cartão do jogo do bicho racionamento soviético.

Racionamento é o ato de racionar, ou seja, de economizar. Quando um país sofre uma crise alimentícia, o governo decide controlar a venda e ajudar o seu povo. Isso geralmente acontece em ditaduras (contando com a República das Bananas) onde um homem comprometido com o povo, decide tomar todo o $$$$$ para si. Iremos cobrir o racionamento em alguns países, as consequências e como se livrar dessa merda. O racionamento no Brasil é conhecido como salário mínimo.

Mas, quem liga? Nós temos o Bolsa Família, Bolsa Escola, Bolsa Dentista, Bolsa Esmola, Bolsa Favela, Bolsa Escrotal, Bolsa pra comprar outra bolsa, temos metrôs e trens com tecnologia que dá inveja ao Haiti, temos a mulher mais gostosa do mundo (Nany People), temos a Dilma com suas atitudes firmes, temos o Pelé, o Fusca, o Fernandinho Beira-Mar, o Paulo Maluf entre outras mil coisas. Nós somos brasileiros e não desistimos nunca!!

Para acabar com o Racionamento é muito simples. Vá até uma rádio, pague o radialista com chicletes, balas e Trakinas, para você poder falar naquela estação. Quando falar, chame o presidente do país pra mão. Se ele aceitar, aposte o comando do país (e o cu dele também, caso você seja gay) caso ele perca. Use todos os golpes que você aprendeu com a tua avó contra o ditador. Se você ganhar, poderá distribuir alimentos para o seu povo. Caso perca, faça uma revolução. Só não vai morrer! Senão o plano vai falhar.

Venda sua alma para Satanás, ou se suicide. Mas não vá invocar o Capeta e nem se enforcar! O Titio Emo fazia esse tipo de coisa, e você não quer se parecer com ele. (ou não). Caro noob, em sistemas comunistas o governo tem posse de tudo. (Até de sua coleção de revistas da Ana Maria Braga). Bem, se quiser fazer mais perguntas procure um cigano cartomante, que agora eu vou assistir Sexy Hot.

A criação do racionamento[editar]

os russos nåo podiam comer maminha, nem picanha como a gente...

Os ingredientes básicos para surgir o racionamento de alimentos são:

  • Ditadura
  • Corrupção
  • Agricultura improdutiva
  • Mais corrupção
  • Comunismo
  • Teu pai enchendo a cara num bar
  • Dilma no poder.

Voalá! Com isso tudo, já se pode ter racionamento de alimentos em qualquer lugar do mundo. Na verdade quem criou realmente o racionamento foi Leonid Brejnev um líder soviético, que só pensava em vodka, melhorar o Exército Vermelho, dormir com a sua mãe , destruir os EUA e a Inglaterra, comer a rainha da Inglaterra, beijar o John Kennedy, jogar bolinha de gude com John Kennedy, ir pra Guerra do Vietnã com John Kennedy, brincar de Tarzan com John Kennedy, e mais de oito mil coisas com John Kennedy.

Com tudo isso em mente, Brejnev esqueceu que os soviéticos precisavam de comida, mas todo o pão com mortadela que tinha no Kremlin, acabou. E daí surgiu o racionamento, que, a URSS exportou para diversos países e assim também com as enormes filas pra comprar frango Seara o pão de cada dia nos dai hoje...

com o Titio Stálin não tinha fila pra comprar Guaraná Dolly carne!

Consequências[editar]

O racionamento era absolutamente sobre tudo: pão, carne, leite, televisão, carros Volkswagen (Lá só podia os carros russos da Lada), pipoca, batata-doce, Homem Aranha em miniaturas, churrasco de gato, o gatonet, os fogos de São João, o Cheiramento de Gatinhos, fotos com Carla Perez, e até pra votar o povo era controlado. Dava pra perceber que iria vir merda. O povo se revoltou e ameaçou se rebelar contra a burocracia soviética. Brejnev tava ocupado demais com sua puta ofici...digo, primeira-dama e a banheira térmica destinada à glória do trabalho proletário. Como se não fosse só isso, Brejnev inventou de invadir o Afeganistão e foi uma cagada só.

No fim o racionamento principalmente de vodka, deixou os russos e ucranianos sóbrios. Daí eles perceberam que a Terra do MacDonald tava muito melhor na economia que a União Soviética. Daí surgiu um herói, depois da morte de Brejnev, Andropov e o Cid Moreira: era o Chapolin Colorado! Mikhail Gorbachev! Que acabou com o comunismo soviético, implantou a merda do capitalismo de novo e liberou vodka de graça pro povo. Mas não foi só na URSS que tinha racionamento...

Como o Leste Europeu eram fantoches dos russos, quando a URSS começou a virar uma superpotência mendiga (?), nações como Alemanha Oriental, República Popular da Polônia, Hungria, Transilvânia Romênia entre outras, se fuderam junto. Assim o racionamento e as filas se espalharam como a Peste Negra na europa comunista.

Ver também[editar]