Rafael van der Vaart

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Rafael van der Vaart
Van der Vaart.jpg
Nacionalidade Bandeira dos Países Baixos Países Baixos
Altura 1 metro e 75 centímetros
Peso 70 quilos
Clubes A jaca, Hambúrguer, Cristiano Ronaldo Club de Fútbol, Totem quente, Hambúrguer de Picanha, Real Pênis e ...
Estilo de Jogo Ah, sei lá!
Gols De vez em quando quase sempre


Cquote1.png Você quis dizer: Eterno reserva do Arjen Robben Cquote2.png
Google sobre Rafael van der Vaart
Cquote1.png Agora que eu cheguei no Real Madrid eu serei titular, pois não tem ninguém melhor para assumir a posição. MWAHAHAHAHAHA! Cquote2.png
Rafael van der Vaart ao chegar no Real Madrid
Cquote1.png Não contavam com minha nossa astúcia!! Cquote2.png
Cristiano Ronaldo, Kaká e Xabi Alonso ao chegarem no Real Madrid e jogarem Rafael van der Vaart para a reserva
Cquote1.png Agora sim a coisa vai, e eu serei a estrela da equipe!! Cquote2.png
Rafael van der Vaart ao ser transferido para o Tottenham
Cquote1.png Não contavam com minha astúcia!! Cquote2.png
Bale após se destacar e se tornar o melhor jogador do Tottenham

Rafael vai de van der Vaart é um futebolista da Seleção Holandesa de Futebol que, apesar de ser holandês, ignorou as estatísticas que são velhas senhoras e consegue jogar várias partidas seguidas sem sofrer nenhuma lesão. Ele se destaca por ser sempre um jogador secundário em todas as equipes que ele passa, pois, apesar dele ser muito bom, sempre aparece algum jogador do nada e toma a sua posição de maior craque da equipe. Rafael van der Vaart é conhecido (ou não) por ser um bom cobrador de faltas, ou seja, ele é uma espécie de Marcos Assunção da Holanda.


Carreira[editar]

Começando no Ajax[editar]

Rafael van der Vaart começou a sua carreira de jogador profissional no ano 2000, no A jaca. No começo, Rafael van der Vaart nunca conseguia ser titular, afinal, naquele tempo, o Ajax era um time realmente competitivo e incomodava todo mundo nas competições internacionais diferente de hoje em dia, que eles não assustam nem o íbis Futebol Clube.

Bom, seja como for, Rafael van der Vaart começou a trabalhar duro para tentar conseguir jogar, nem que fosse alguns minutinhos do fim do segundo tempo. Então, como ele estava trabalhando duro, o treinador resolveu deixá-lo jogar algum tempo, em um jogo que já estava ganho, para assim ele ver qual era a verdadeira capacidade de Rafael van der Vaart.

Então, como Rafael van der Vaart não estava com um pingo de vontade de ser um reserva eterno, ele agarrou a sua chance e jogou como se fosse o último jogo de sua vida. Assim, Rafael van der Vaart se destacou bastante, enfiando muitas bolas (ui!) para os atacantes. Como Rafael van der Vaart se destacou bastante, e ainda era bastantem pirralho jovem, ele ganhou uma vaga de titular da equipe.

Após virar titular, Rafael van der Vaart continuou se destacando bastante, e, como não poderia deixar de ser, os ratos empresários caíram em cima dele (literalmente), e começaram à aparecer as propostas. Então, em 2005, Rafael van der Vaart resolveu aceitar uma proposta do Hambúrguer, que tinha oferecido 1 milhão em barras de ouro que valem mais do que dinheiro.


Jogando no Hamburgo[editar]

Rafael van der Vaart brincando de cavalinho com um sujeito que parece um E.T

Ao chegar no Hamburgo, Rafael van der Vaart se destacou e muito, afinal, ele fazia todas as funções da equipe, e jogava como meia armador centralizado, meia-direita, meia-esquerda, primeiro volante, segundo volante, e até de atacante, além de cobrar todas as faltas e pênaltis. Por conta disso, obviamente, ele logo conseguiu a faixa de capitão grande merda.

Continuando no Hamburgo, Rafael van der Vaart continuou se destacando, e praticamente virou o dono do time, afinal, os outros jogadores mal sabiam como que se chuta uma bola. Assim, Rafael van der Vaart começou a se destacar cada vez mais. Ele se destacou que foi considerado um dos melhores meias do mundo. Ele só não foi considerado o melhor meia do mundo porque o melhor nessa função é o Roberto Carlos. E disso ninguém duvida.

Assim o tempo foi passando, e Rafael van der Vaart começou a ser cobiçado pelas maiores equipes do mundo, como Sertãozinho de Tangamandápio, o Atlântida Clube de Regatas e o Neverland Futebol Clube. Porém, apesar das negociações com esses clubes estar em estado final, com milhares e milhares de dolares zimbabuanos em jogo, Rafael van der Vaart acabou acertando com um timeco qualquer, chamado Real Madrid, onde ele estava indo para ser o meia titular.


Passagem pelo Real Madrid[editar]

Rafael van der Vaart chegou no Real Madrid em 2008, e, obviamente, ele tinha uma grande expectativa, pois, como os meias estavam em falta, ele achava que seria o titular absoluto da armação. Achava. Mesmo com Rafael van der Vaart tendo feito partidas muito boas, logo o Real Madrid contratou o Kaká, o Cristiano Ronaldo e o Xabi Alonso. Ou seja, todas as posições titulares foram ocupadas por esses forasteiros, e Rafael van der Vaart foi jogado para escanteio.

Mesmo sabendo que seria um eterno reserva, Rafael van der Vaart continuou treinando por lá, mas, obviamente, ele achava uma puta falta de sacanagem ter acontecido aquilo com ele. Então, depois de algum tempo, Rafael van der Vaart percebeu que, se ficasse no Real Madrid, ele só serviria para fazer figuração, pois entraria no segundo tempo e jogaria no máximo cinco minutos. Como Rafael van der Vaart não queria terminar a carreira ficando mais esquecido que o Inri Cristo, ele resolveu acertar a sua transferência para o Totem quente, e, pensava ele, por ter sido um "galáctico", ele seria a estrela maior da equipe, e seria um ídolo na Inglaterra.


No Tottenham[editar]

Rafael van der Vaart e toda a sua educação.

Chegando no Tottenham, Rafael van der Vaart, obviamente, já começou sendo titular, afinal, ele tinha uma grande experiência em jogos e torneios internacionais. Assim, por algum tempo, Rafael van der Vaart realmente foi o melhor jogador da equipe, e cobrava todas as faltas, escanteios e pênaltis.

Porém, como em todas as outras vezes, do nada, apareceu Bale, que, antes da chegada de Van der Vaart, era apenas um lateral-esquerdo esquecido com cara de macaco e que tinha 20 anos. Após a chegada de Van der Vaart, Bale começou a se destacar, e se tornou o melhor jogador do Tottenham a Inter de Milão que o diga....

Bom, de qualquer maneira, Rafael van der Vaart continou sendo um dos jogadores mais importantes do Tottenham, pois ele de vez em quando quase nunca fazia alguns golzinhos, além de fazer algumas assistências (ou não).

Atualmente[editar]

Após passar pelo Hambúrguer de Picanha e Real Pênis, está jogando em um clube que eu não sei pronunciar o nome, muito menos escrever.


Na Seleção Holandesa[editar]

Rafael van der Vaart jogou na Copa do Mundo de 2010, sendo que, na primeira partida, ele jogou como titular, pois ele se encaixava perfeitamente no esquema tático e também porque Arjen Robben estava com o joelho fudido. Bom, os detalhes não são importantes. O que importa é que ele começou jogando como titular contra a Dinamáquina, e mostrou que a Dinamáquina estava enferrujada, pois a Holanda venceu facilmente.

Porém, nas oitavas-de-final, no jogo contra a Seleção do Estilete, Rafael van der Vaart, como de costume, acabou sendo jogado para escanteio, pois Robben já estava de volta, e com força total. Depois disso, Robben atuou como titular em todas as partidas os brasileiros que o digam.

Então, Rafael van der Vaart acabou ficando apenas como reserva secundário, e só entrava nos finais do jogo, apenas para fazer hora e garantir que a Seleção Holandesa saísse com a vitória. E assim foi até o último jogo, contra a Seleção do Tio1.jpg, onde ele entrou faltando 15 minutos para acabar o jogo. Como acabou isso, todo mundo sabe...


Ver também[editar]