Rainha Má

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
8175c6428facfcc9422ae7ed5ac47339--adult-cartoons-sexy-cartoons.jpg Este artigo trata de uma mulher malvada.

É assim: o mocinho se apaixona por ela e ela se aproveita para acabar
com a vida dele, entendeu?

Rainha Má preparando o churrascão de domingo.

Cquote1.png Ela é uma rainha e é má. Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Rainha Má.
Cquote1.png Essa vadia só fica me copiando... Cquote2.png
Malévola sobre Rainha Má.
Cquote1.png Eu surgi antes, sua recalcada! Cquote2.png
Rainha Má dando sua resposta a Malévola.

Rainha Má é uma personagem cujo nome não poderia ser mais autoexplicativo. Bom, na verdade este é apenas seu nome de guerra, pois o de batismo é Grimhilde, ou pelo menos é isso que diz na Wikipédia. Se está na internet é porque deve ser verdade, assim como este artigo, portanto, não ouse questionar o besteirol que você lerá a seguir.

Nascimento[editar]

Rainha Má escravizando sexualmente Branca de Neve. Repare no espelho lá atrás de voyeur.

No conto original de Branca de Neve e os Sete Anões, a Rainha Má não é madrasta da Branca de Neve, mas sim sua própria mãe. A adaptação no parentesco de ambas foi uma invenção da Disney para sua adaptação cinematográfica de 1937, já que consideravam muito pesado para as criancinhas o fato de que a mãe biológica sentia inveja da própria filha e queria matá-la só para ser mais bonita que ela. Como surgiram mais de oito mil versões posteriores pegando carona no sucesso do filme, a história da Disney foi mantida e hoje é considerada oficial, ajudando a destruir a imagem de que madrastas possam amar de fato seus enteados. Ou seja, de acordo com a moral ensinada pelos contos de fada, se você é filho adotivo, precisa matar seus pais antes que eles tentem te matar, o que certamente acontecerá.

Além de rainha, a Rainha Má também é bruxa nas horas vagas e utiliza suas macumbas para nunca envelhecer e permanecer eternamente gostosa. Mas praticar magia custa caro, e ela precisava de dinheiro para comprar suas tranqueiras mágicas. Nada melhor então do que usar sua beleza para seduzir um rei viúvo podre de rico e depois encarnar a Elize Matsunaga dando cabo na vida do marido. Ela só esqueceu que o rei era pai de uma guria retardada que legalmente seria herdeira do trono e de toda sua fortuna, mas como ninguém seria louco de contestar as vontades da nova majestade bruxesca e correr o risco de virar sapo, a Rainha Má simplesmente transformou a princesa em escrava e ficou por isso aí mesmo.

Espelhinho da Rainha[editar]

Rainha Má versão Barbie, sucesso de vendas em todo o reino.

A Rainha Má é conhecida por ser uma puta muito vaidosa, narcisista e esquizofrênica. Como ninguém tem paciência de aturar seus chiliques imbecis, ela vive isolada em seu castelo, tendo como única companhia a Branca de Neve mesmo, que é muito bunda mole para reivindicar seus direitos e fica lá bancando a empregada doméstica. Sendo uma bruxa, a Rainha Má tem acesso a diversos tipos de entorpecentes para criar seus feitiços emaconhados, portanto ela vive sob o efeito de dorgas. Em um de seus surtos esquizofrênicos, criou um amigo imaginário que é uma cabeça flutuante sinistra que fala com ela de dentro do espelho. Acreditando que o artefato realmente tem vida, ela apelidou-o carinhosamente de Espelho Mágico e passou a perguntar-lhe diariamente: Cquote1.png Espelho, espelho meu, existe alguém mais bela do que eu? Cquote2.png

Por muito tempo, a resposta obtida era sempre a mesma, até porque era a mente da própria rainha que projetava aquilo que ela queria ouvir. Porém, bastou que Branca de Neve entrasse na puberdade para que "o espelho mudasse de ideia" em relação à mais bela do reino. Tudo uma manifestação doentia do inconsciente lésbico e pedófilo da Rainha Má, que na verdade queria mesmo era colar velcro com a futura gostosa da sua enteada.

Plano da Rainha[editar]

Rainha Má usa Produtos Ivone.

Indignada com a mudança de opinião do Espelho Mágico, ou seja, com sua própria esquizofrenia, a Rainha Má bolou um plano infalível digno do Cebolinha e contratou um caçador para matar Branca de Neve. Para tanto, ele teria que levá-la até a floresta e cravar um punhal no peito dela, arrancando seu silicone coração e levando até a rainha como prova dentro de uma caixinha. Um velho solitário sozinho com uma ninfeta no meio do mato, é claro que o caçador não ia perder a oportunidade de tirar uma casquinha da jovem princesa antes de matá-la.

Estava tudo pronto para o abate, quando o caçador foi tirar a calcinha da Branca de Neve, viu que ela estava menstruada e ficou com nojinho, então mandou que ela fosse para a Casa do Caralho. Muito obediente, Branca de Neve assim o fez, mas ao invés do Caralho, encontrou a casinha dos Sete Anões e ficou por lá mesmo. Para não desperdiçar o efeito do viagra que havia tomado, o caçador fez com o Bambi tudo aquilo que teria feito com Branca de Neve, com direito a muito dedo no cu e gritaria.

A Rainha Má despertou o sétimo sentido e descobriu que o caçador arregou, então fez valer a máxima de que se você quer algo bem feito, tem que fazer por si mesmo. Tirou toda a sua maquiagem, peruca, espartilho e tudo o mais que usava para disfarçar a idade e assumiu sua verdadeira aparência de Bruxa do 71. Comprou uma maçã podre com o Batman na Feira da Fruta e seguiu seu GPS que xinga até a casa dos Sete Anões, oferecendo o alimento a Branca de Neve, que teve uma intoxicação alimentar, mas foi curada depois pelo Médico Encantado, que estava de plantão. A rainha voltou para seu castelo e foi repetir seu ritual de conversar com o espelho, mas esqueceu que agora estava baranga e morreu de susto ao ver o próprio reflexo.

v d e h