Raio globular

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Forças.jpg Este artigo é relacionado à física.

Provavelmente estará cheio de citações e referências à Albert Einstein.


Cometinha.jpg Este é mais um artigo com pretensão pseudo-científica, portanto, seu autor é um desocupado mentiroso que não diz coisa com coisa.


Raios globulares são formações esféricas luminosas brilhantes, causados por descargas de privadas elétricas (também conhecido como Genki-Dama). Esse fenômeno é causado por obesidade estática dos raios, que, quando comem demasiadamente, viram bolinhas redondas, ou seja, um o.

Como se formam[editar]

NovoWikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Raio globular.

O fenômeno do raio globular ocorre em locais onde os pólos negativos e positivos costumam se empanturrar de comida, causando uma energização rolha-de-poço.

Um raio bola vindo em sua direção

Quando esses polos se ionizam, o campo eletromagnético de tais polos se expande absurdamente, fundindo os polos e criando uma grande bolinha de energia. Essa bola de energia se desprende da atmosfera e vai procurar algum lugar onde tenha um McDonalds. A partir desse momento, o cinto dessas bolas arrebenta, causando um estufamento. Esse estufamento faz a bola esfomeada se transformar em um raio globular, ou raio-bola, como é conhecido em algumas regiões.

Ocorrências[editar]

Raios globulares são comumente vistos no céu e são confundidos com OVNIs, fantasmas ou grandes espermatozóides, pois alguns raios globulares possuem um rabinho. As cores dos raios globulares variam do amarelo-claro ao amarelo-escuro.

É um espírito? Um raio bola? Não, é apenas um espermatozóide

A primeira ocorrência registrada de um raio globular aconteceu há 999999999999 anos atrás, quando um homem primitivo viu um desses no espaço e teve uma grande ideia - inventar a roda. Milhares de anos depois, um italiano avistou um desses no céu, e teve a brilhante ideia de inventar a pizza. Muitos anos depois, já nos tempos atuais, um presidente barbudo avistou um desses e teve a ideia de colocar seu dedo mínimo nele, onde perdeu o dedo, comprovando que esses raios possuem grande poder de ataque. Alguns raios globulares são antisociais, e não gostam que lhe toquem. Encostar em um desses raios nervosinhos pode causar uma bela queimadura ou descarregar um grande choque elétrico. Mas se o raio-bola for calminho, ele vai deixar você brincar com ele.

Ver também[editar]