Ramadã

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Ramadan)
Ir para: navegação, pesquisa
CriancaHomemBombaArabe.jpg الله وحده هو الله وهتلر رسول الله

Este artigo foi trazido por Muhammad e seu autor é membro da Mesquita Universal. Se você for gay, judeu, cartunista ou estiver lendo este artigo no Ramadã, prepare-se para queimar a rosca com Iblis!

Cquote1.png Você quis dizer: Mês ditatório islâmico? Cquote2.png
Google sobre Ramadã
Cquote1.png Você quis dizer: Mês do suicídio em massa? Cquote2.png
Google sobre Ramadã

Islâmico lambendo o chão de fome.
Islâmicos comendo o pão que o diabo amassou após o termino do Ramadão.
Islâmicos oferecendo a bunda para Alá em troca de comida.

O Ramadão é um mês em que o fiel tem que passar fome por Alá. Segundo os islâmicos, o Ramadão é um mês de renovação onde os islâmicos cessam suas atividades terroristas cotidianas para passar um pouco de fome por Alá. Neste mês espera-se que o fiel seja gentil e fraternal com seus semelhantes, evitando guerras, conflitos físicos e morais, caso contrário se o fiel desobedecer a ordem será punido pela sua heresia com decapitamento em praça pública para provar á todos que violência pode ser combatida com violência. Textos presentes no Alcorão provam que o primeiro jejum para o Ramadão foi realizado durante a segunda vinda de Cristo á terra em 525 D.C, onde ele reencontrou seus amigos humanos e os comprimentou, também os avisou que voltará para se vingar do povo islâmico por ter mandado os romanos o crucificar, alegando que Cristo se auto-denominava o rei, o messias, o filho legítimo de Deus. Revoltados pela acusação islâmica, os romanos meteram porrada em Cristo até ele morrer e o penduraram em um pau com apoio para os braços, que hoje é conhecido pela igreja católica como "Cruz". Depois de ver seus amigos, Cristo foi até uma barraca farmacológica e comprou um pouco de aguá ardente e ficou bêbado. Jesus festejou a noite toda e conheceu novos amigos, mais tarde ele propôs que todos fizessem um ritual oposto á Santa Ceia, Cristo pediu para que todos passassem fome e não comessem mais de sua carne e sangue, e foi apartir da segunda vinda de Cristo que hoje o Ramadão existe. Alguns historiadores creem que após Cristo beber, ele foi decapitado e por consequência morto por um fiel romano que ouviu Cristo se proclamar o messias novamente, algum amigo fiel tocado pelas palavras de Cristo decidiu editar o Alcorão e inserir em seus versos a pratica do Ramadão.

A celebração do Ramadão pode variar de acordo com o calendário islâmico, podendo ser celebrado tanto no Natal quanto na Pascoa, ou até no Dia das Mães. Atualmente no Islão, o Ramadão é celebrado para racionar a comida do povo, pois alguns países do Oriente médio são tão pobres que uma vez por mês fazem jejum para economizar comida, sem serem necessariamente islâmicos. No Ramadão há também jejum de sexo, pois toda atividade sexual irregular será punida com guilhotina no pênis em praça pública para provar que putaria pode ser combatida com lamina, há também enforcamento de pênis para aqueles que abusarem de suas filhas durante o Ramadão. Não pode-se nem pensar em sexo durante o Ramadão, tem que se dedicar totalmente á pratica da oração. Após o fim da celebração do culto, é permitido matar, roubar, estuprar e comer igual á porcos com toda a permissão de Alá, o grande poderoso.

Quem pode participar da celebração[editar]

  • Terroristas arrependidos (principalmente)
  • Todo fiel que passou pela puberdade, podendo provar que é macho suficiente para aguentar a fome
  • Todo homem fiel casado que tenha filhos, empenhado em instruir sua família durante o Ramadão

Quem não pode participar da celebração[editar]

  • Portadores de deficiências mentais
  • Idosos impotentes
  • Enfermos
  • Gravidas