Ramones

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Esta página se refere àquela banda que ficou 24 anos tocando a mesma música com vários nomes diferentes. Se procura o álbum anônimo homônimo, vá para Ramones (álbum).

Punk.gif
Este Ser Curte Panque Roque.

Ele deve praticar cheiramento de gatinhos ouvindo Buzzcocks.

Punkaosairdeshopping.jpg
Arband.jpg
Passarinho.jpg
Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical, ou se refere a uma banda.

Além disso, ele pode conter assuntos sobre temas musicais, ou não.

Certamente, fãs idiotas alienados odiarão este artigo!!
Ramones
Ramones Wanted.jpg
Procura-se criminosos, recompensa de R$ 2,00
Origem Sub-submundo de NY
País Planeta Vogon
Período Paleozóico
Gênero(s) Punk, Rumba(quando Seu Madruga era lider da banda)
Gravadora(s) Não sabiam escrever o nome para assinar o contrato
Integrante(s) Joey, Johnny, C.Jay, Marky
Ex-integrante(s) Tommy, Richie, Elvis, Madruga
Site oficial www.ramones.com
Formação original da banda
Aparição dos Ramones no programa Os Simpsons

Cquote1.png Eu acho Ramones uma porcaria... Cquote2.png
Marcelo Camelo sobre Ramones
Cquote1.png Adoro esta marca de roupa... Cquote2.png
Guria retardada sobre Ramones
Cquote1.png TIRA ESSA ROUPA PRETA QUE TU É MULEQUE!!! Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre Ramones
Cquote1.png I don't wanna... Cquote2.png
Ramones sobre tudo

Ramones é uma popular ex-banda de punk, famosa por seus músicos sem coordenação suficiente para tocar mais de três acordes. Como na época não existiam passivistas ativistas ecológicos, jaquetas de couro eram o que existia de mais fashion. A indústria da moda, então, resolveu fabricar um movimento estético-cultural (como aconteceria anos depois com o Grunge e, mais tarde ainda, o Emo) que justificasse o novo estilo alternativo (ahã). Com o aparecimento dos Ramones, a perversa indústria capitalista assassina neoliberal viu crescer a oportunidade de vender jaquetas de couro, e logo eles se tornaram garotos-propaganda de diversas confecções. A única exigência feita pelos músicos era de que, com as jaquetas, viessem encartados seus discos, o que tornou os Ramones uma das bandas mais vendidas no mundo todo.

No finalzinho da década de 70, com o término da série Chaves, o comediante mexicano Ramón Valdez, conhecido no Brasil como Seu Madruga, estava desempregado e, conseqüentemente, sem dinheiro para pagar o barriga ao Seu Aluguel... Quer dizer, o aluguel ao Seu Barriga. Como já havia feito grande sucesso anos antes com a balada Quero ver outra vez seus olhinhos de noite serena, resolveu que seguiria a carreira musical. Assim, resolveu formar um conjunto de rumba, contratando quatro rapazes mexicanos de origem nova-iorquina para serem seus músicos de apoio. O grupo foi batizado de Los Ramones, em homenagem ao astro, e começou a tocar em cruzeiros e bares decadentes. Em 1975, no entanto, Don Ramón desenvolveu um calo nas cordas vocais, o que o impediu de seguir a carreira de cantor. Em dezembro daquele ano, Los Ramones fizeram um show de despedida no estádio Jalisco, na Cidade do México (ver próximo item), que atraiu mais de 42.000 pessoas e entrou para a história como O Maior Show Acontecido no Estádio Jalisco em Dezembro de 1975

Interrupção. Pequena explicação geográfico-onomástica a respeito de um nome idiota

Cquote1.png Este artigo está vago e pouco preciso. Em qual cidade do México esse show aconteceu? Consulte uma fonte autorizada! Cquote2.png
Wikipedista demonstrando toda sua autoridade intelectual

A capital do México se chama Cidade do México. Isso não quer dizer que as outras cidades do México também sejam suas capitais, ou que, numa inversão lógica, se chamem Capital do México. Simplesmente a capital, que também é uma cidade, se chama Cidade do México, mas as outras cidades do México (que não são a Cidade do México), não se chamam Cidade do México, mas cada uma tem seu próprio nome. É sempre bom ser claro.

A carreira norte-americana

Sem o vocalista da banda, os músicos resolveram voltar para Novaiorque, a cidade de seus pais, para seguir carreira musical. A devoção por Don Ramón era tão forte que, além de manterem o nome da banda como Ramones, ainda resolveram incluí-lo em seus nomes artísticos. No entanto, em solo americano, os músicos resolveram mudar de estilo, já que se só tocassem músicas latinas, estariam condenados a só se apresentarem em festas temáticas. Então resolveram virar músicos de roque, apesar de não possuírem coordenação motora para tanto. O mais desengonçado de todos, José Padilla, que mal conseguia ficar em pé, assumiu os vocais e adotou o nome artístico de Joey Ramone.

Gibi dos Ramones. Teve mais de 10 unidades vendidas, um verdadeiro sucesso
Naquela época, eles se apresentavam num bar de troca de casais chamado CBGB's. Como o local estava sempre cheio, um fracassado empresário musical de espírito inovador imaginou que a banda fazia um enorme sucesso e contratou-os sem ter ouvido nenhuma música deles. Foi só depois, no estúdio, que percebeu que o bar estava sempre lotado só por causa da putaria mesmo. No entanto, como o contrato já havia sido assinado com sangue (uma exigência do empresário, que queria, além do trabalho, a alma dos músicos), não podia ser desfeito.

Os músicos que compunhetavam compunham a banda (vários outros passaram depois por ela) na época eram:

Assim, em 1976, era lançado nas melhores lojas do ramo o disco Ramones, com 24 minutos de duração, que vinha acompanhado de uma jaqueta de couro - e que foi, por isso, um sucesso de vendas. Vendo isso, o empresário resolveu incluir no contrato uma cláusula que obrigava os músicos a usar tais jaquetas o resto da vida.

Os verdadeiros punks.
Além de sua própria música, os Ramones eram conhecidos por consumirem todo tipo de drogas, tanto leves, quanto pesadas, quando em regime. Isso causou diversos problemas de relacionamento entre seus integrantes, que estavam sempre mutcho lôcos para saberem o que estavam fazendo. Se soubessem, talvez jamais se dedicassem à carreira de músicos.
Só falta o Marky Ramones em atividade em outro plano

Com o passar dos anos, seus organismos foram se tornando cada vez mais resistentes, de forma a chamar a atenção da CIA, que decidiu capturá-los para estudos em 1996. Oficialmente, foi dito que eles estavam cansados de tocar os mesmo três acordes por 20 anos, e essa manobra de desinformação jamais foi questionada. Nem mesmo no início do século XXI, quando três dos integrantes originais (Johnny, Joey e Dee Dee) morreram em circunstâncias misteriosas (para mais informações, consulte o artigo sobre Ramones - A Conspiração).

Discografia oficial (sem contar os piratões que gente como você faz) e versões em português

  1. Ramones, 1976
  2. Leave Home, 1977 (Leve para Casa)
  3. Rocket to Russia, 1977 (Na União Soviética, foguetes são lançados em VOCÊ!!)
  4. Road to Ruin, 1978 (A Estrada Tá Ruim)
  5. It's Alive, 1979 (Tá Vivo! Mata! Mata!)
  6. End of the Century, 1980 (Fim do Cemitério)
  7. Pleasant Dreams, 1981 (Presentes de Sonho)
  8. Subterranean Jungle, 1983 (A Floresta Lá de Baixo - tributo a Vera Fischer)
  9. Too Tough to Die, 1984 (Duro Demais até para Morrer)
  10. Animal Boy, 1986 (Garoto, seu Animal)
  11. Halfway to Sanity, 1987 (A Meio Caminho do Sanitário)
  12. Brain Drain, 1989 (Meu Cérebro saiu pelo Ouvido)
  13. Loco Live, 1991 (A Gente Vive Lôco, Meu - tributo ao Boça)
  14. Mondo Bizarro, 1992 (Mundo do Contra)
  15. Acid Eaters, 1993 (Aquela feijoada me deu uma Azia)
  16. Adios, Amigos, 1995 (Falô Galera)

Membros não-originais

Por causa das constantes brigas entre seus integrantes, vários outros foram sendo incluídos ao grupo para cobrir as vagas deixadas por membros desistentes. eles foram:

  • Mark Knopfler (Marky Ramone): Entrou no lugar de Tommy Ramone, que abandonou o posto de baterista para se dedicar ao cultivo de margaridas. Entre 1984 e 1987 deixou a banda para se dedicar a um projeto paralelo, o Dire Straits (quando foi substituído por Richie Ramone). Com o fracasso de sua banda, voltou ao Ramones.
  • Richard Wagner (Richie Ramone): Durante a empreitada fracassada de Marky Ramone, o fantasma do compositor alemão assumiu as baquetas. Como um ser espiritual não tem força suficiente para tocar bateria como as músicas punk requerem, ele se incorporou num porteiro porto-riquenho. Voltou ao além com a volta de Marky.
  • Elvis Presley (Elvis Ramone): Tocou em apenas dois shows, em Memphis, nos EUA, para celebrar os dez anos de sua morte, em 1986.
  • Carlos José Tavares (C. J. Ramone): Brasileiro de Curitiba, assumiu o baixo no lugar de Dee Dee Ramone, que havia deixado a banda para seguir a carreira de rapper e cafetão (uma redundância).

Filmografia Cinematográfica

Clássico cartaz cinematográfico de filme ramoniano
Nem só de música, entretanto, viviam os Ramones. Joey Ramone, por exemplo, fez diversas participações como zumbi em filmes de terror nos anos 50 e 60. É impossível fazer uma lista completa de todas as aparições da banda em filmes, já que são muitas as produções de baixo orçamento que os contrataram. No entanto, alguns dos filmes mais importantes foram:
  • Os Incríveis Zumbis do Espaço, 1977
  • Rock'n'Roll Pre-School, 1979
  • Madrugada dos Mortos, 1980
  • A Volta dos Mortos-Vivos, 1980
  • Branca de Neve (versão trash), 1982

Site da Banda

Dee Dee Ramone exibindo sua axila recém-depilada.

Criado na época dos Flinstones, o site dos Ramones ainda vive, apesar de ter passado por várias catástrofes.

Ver também



Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas